Vladimir Riomar

Vladimir Riomar

Psicanalista, Psicopedagogo

Competência em: Conversões Somáticas, Psicanálise com Adolescentes, Psicanalise Contemporânea, Psicanálise com Adultos, Terapia de Casal, Psicopedagogia Clinica, Educação de Superdotados... ver mais

Número de Identificação Profissional: CRP 10297

Marcação de consultas

Endereço do consultório

Rua da Bahia 1345 (sala 1107 ) 30160011 Lourdes Belo Horizonte

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1

Opiniões para Vladimir Riomar

5

Baseado em 1 opinião

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Vladimir Riomar?

Opinar

O melhor: "Do profissionalismo competência.
Classificaria como um profissional completo."

Poderia melhorar: "Como citado acima, considero-o um profissional completo."

Juliana D. marcou consulta com Vladimir Riomar em Rua da Bahia 1345 (sala 1107 )

Experiência

Formação

  • PsicologiaPontifícia Universidade Católica de MG1991
  • Psicopedagogia clínica com ênfase em inclusãoIseib -Belo Horizonte2017

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: CRP 10297

Psicanalista com mais de 26 anos de experiência especializado em Freudiana.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: maio 2018

Respostas de Vladimir Riomar

9 Respostas

11 Especialistas de acordo

9 Pacientes agradecidos

Vladimir Riomar está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

O vínculo que sua esposa tem com a família dela não é o mesmo que você tem. Do mesmo modo, o vínculo que você tem com a sua própria família pode ser inteiramente diferente da que ela possui. O que estou assinalando é que os vínculos afetivos e emocionais não podem ser medidos por uma simples lógica matemática, ainda que marcadas por situações traumáticas, tal como a que você descreve. Romper ligações tão profundas pode significar renunciar à própria história e à própria identidade. Deste modo, é bem provável que haja algo nesta família e em seu passado com o qual ela deva se confrontar para possibilitar uma elaboração a partir de um ponto de vista diferente, que não se resuma a uma dependência de aprovação ou posição de vítima ou algo semelhante.Este confronto não tem de ser necessariamente físico, mas subjetivo. Por isto um processo terapêutico com profissionais especializados pode ajudar.

Vladimir Riomar

Vladimir Riomar

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicopedagogo

Belo Horizonte

Prezad@
A pergunta já sugere uma resposta embutida. Você não faria esta pergunta se já não desconfiasse de um problema que um profissional de saúde poderia ajudar, ainda que seja um problema passageiro ou de caráter um pouco mais profundo. Normalmente, manifestações de perda de interesse afetivo-sexual, violência física, subjetiva ou desrespeito no relacionamento, conflitos sobre o estilo de educação dos filhos ou distanciamento nos objetivos de vida são as causas mais comuns. Esta avaliação pode ser feita com o próprio especialista. De todo modo, a terapia de casal parte de um acordo entre os dois e em muitos casos é desencadeada por manifestações que aparecem no comportamento dos filhos. Qualquer que seja a iniciativa de buscar alternativas que possam melhorar o relacionamento é saudável, entretanto é necessário avaliar quais profissionais podem oferecer o melhor tratamento. Procure conversar com outros casais que passaram pela mesma experiência e observe a formação do profissional.

Vladimir Riomar

Vladimir Riomar

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicopedagogo

Belo Horizonte

Partindo do princípio de que esta questão está sendo um problema para os dois e, portanto, ambos estariam interessados em buscar ajuda lendo estas respostas, penso que caberia avaliar qual a razão de um casamento que "funciona" há tanto tempo sem uma relação sexual satisfatória. Parece me que há algo neste sintoma que atende às necessidades dos dois. Talvez _aí vai apenas alguns palpites _o temor pela possiblidade de geração de filhos, um incômodo com a penetração de caráter orgânico etc. Definitivamente, é preciso avaliar cuidadosamente de modo interdisciplinar, entretanto, no que nos afeta como psicólogo é que as questões emocionais subjacentes devem ser tratadas. Curioso também você se referir a ela como a primeira esposa. Haverá outra ou você está dizendo que não teve outra experiência sexual? Há muitas questões em aberto em sua pergunta e é impossível respondê-las sem um contato aberto e franco. Que tal você procurar uma ajuda profissional pessoalmente?

Vladimir Riomar

Vladimir Riomar

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicopedagogo

Belo Horizonte

Ver as 9 perguntas respondidas por Vladimir Riomar

{0}{1}