Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Especialista em Dor, Geriatra

Competência em: Controle da dor, Cuidados Paliativos

Número de Identificação Profissional: 52603639

Marcação de consultas

1

Em qual consultório você quer ser atendido?

2

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1
2

Opiniões para Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

5

Baseado em 59 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior?

Opinar

O melhor: "Segurança no diagnóstico e conduta. Gentileza. Paciência."

Motivo da visita: Pé Diabético

Paciente que marcou consulta com Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior em Rua Lopes Trovão 52/501

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior respondeu a esta opinião

Obrigado por suas palavras.

O melhor: "Dr Espedito é um médico muito atencioso, calmo, competente. Tem boa vontade em esclarecer nossas dúvidas. Minha mãe teve uma incrível melhora depois q iniciou o tratamento cm ele."

Motivo da visita: Consulta de rotina

Paciente que marcou consulta com Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior em Rua Lopes Trovão 52/501

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior respondeu a esta opinião

Obrigado pela sua opniao.

O melhor: "Excelente profissional. Atencioso, pontual.
Realiza a consulta não só ao paciente ,como dá atenção a expectativa da família.
Excelência!"

Motivo da visita: Visita domiciliar a idoso em cuidados pa

Paciente que marcou consulta com Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior respondeu a esta opinião

Obrigado pela sua opinião. Ela é muito importante para nosso melhor atendimento.

O melhor: "Persistência na busca de um correto diagnóstico."

Motivo da visita: Consulta de rotina

Paciente que marcou consulta com Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior em Rua Lopes Trovão 52/501

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior respondeu a esta opinião

Obrigado pela sua opinião.

Ver as 59 opiniões sobre Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Experiência

Formação

  • Clínica MédicaHospital Universitário Clementino Fraga Filho1998
  • GeriatraHospital Universitário Clementino Fraga Filho1999
  • Título Especialista Geriatria e GerontologiaSociedade Brasileira Geriatria e Gerontologia2002
  • Medical NeuroscienceDuke University2016
  • Pain Management Strategies in the Elderly InpatientHarvard University2016
  • Preventing Chronic Pain: A Human Systems ApproachMinnesota of University2017
  • Especialista em DorHospital Universitário Clementino Fraga Filho2017

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: 52603639

   Sou médico geriatra com especializaão em dor, voltado ao atendimento ao idoso, buscando sempre o seu bem estar físico, psicológico, social e familiar. Sempre tentando mantê-lo no seu contexto social e ajudando-o na adaptação de sua realidade atual. Não deixando de atuar nas pessoas ao seu redor, para poder entendê-lo melhor.

   Iniciei minha vida profissional em outubro de 1994, após minha formatura na Faculdade Medicina de Campos. No ano de 1995 servi o Exército Brasileiro, onde desempenhei a função de 1º Tenente médico, clínico do serviço de ortopedia do Hospital Central do Exército. No ano seguinte iniciei a residência médica em Clinica Médica por três excelentes anos, no Hospital Clementino Fraga Filho, com término em 1999.

   No mesmo hospital, iniciei meu curso de Especialização em Geriatria, onde fiquei encantado como podíamos modificar a vida daqueles idosos, sem a necessidade do uso de grandes tecnologias, somente com o conhecimento de suas dificuldades e de suas restrições, orientações simples a eles e a seus cuidadores e com o ajuste das medicações, de acordo com suas patologias. Em junho de 2002, tornei-me Especialista em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia e pela Associação Médica Brasileira.

   No Hospital Adventista Silvestre, exerci grande parte da minha vida profissional, de janeiro de 2000 até agosto de 2012, onde tive contato real com o envelhecimento da sociedade e com as dificuldades que estes idosos tinham com o envelhecimento. Aprendi muito nesses anos como geriatra. Foi uma outra escola, que os livros não ensinam.

   No ano de 2008, consegui a realização de ser oficial do Corpo de Bombeiro Militar do Estado do Rio de Janeiro e sentir o porquê da admiração da população. 

 Fui médico geriatra do Hospital Estadual Carlos Chagas e coordenador do Núcleo Hospitalar de Geriatria e Gerontologia, que teve uma importância fundamental na redução da reinternação daqueles idosos e orientação a seus familiares e cuidadores. O trabalho foi desenvolvido por uma equipe interdisciplinar e extremamente empenhada nos mesmos ideais, no período de fevereiro de 2012 até dezembro de 2015.

   Na empresa Informar Saúde (Rio e São Paulo), exerci a função de médico coordenador, de fevereiro de 2012 até outubro de 2017, onde desenvolvíamos um trabalho em conjunto com a equipe de enfermagem, acompanhando os pacientes portadores de patologias crônicas, de planos de saúde, com a finalidade de diminuir os agravos dessas doenças, concomitante, diminuindo as internações e a necessidade de atendimento nas emergências. Focando sempre a prevenção e o bem estar.

  Atuo como médico paliativista, num hospital de transferência, em Botafogo - Rio de Janeiro, desde agosto de 2016, voltado na reabilitação funcional e readaptação do paciente ao retorno domiciliar e na finitude daqueles que se encontram em seu fim de vida. 

  Desde1999, atuo em consultorio particular.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs


Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: maio 2017

Artigos escritos por Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Dor

A dor é um sintoma que acomete um grande número de pessoas, podendo ser a consequência de uma patologia simples ou complexa. Toda dor deve ser levada em conta, visando sempre a identificação da causa e o seu alívio.
Quanto mais cedo tratar a dor menos provável dela se cronificar, menos chance de agravamento da patologia e menos sofrimento à pessoa.
É sempre importante buscar um profissional que se importe com a sua dor e saiba conduzi-la.

Herpes Zoster

Herpes Zoster é um acometimento do sistema nervoso periférico, de origem viral, onde a região acometida pode apresentar lesões cutâneas clássicas, normalmente acompanhada de dor em queimação e/ou choque que piora a leves toques. A lesão cutânea normalmente se resolve de 7 a 10 dias espontaneamente. A dor pode durar ainda por semanas, meses até anos.
Quanto mais cedo iniciar o tratamento da infecção viral, mais chance da dor não se perdurar.
Para a dor após a infecção, há tratamento medicamentoso eficaz, com alívio importante. Quanto mais cedo o tratamento da dor, mais eficaz se torna.

Veja os 14 artigos escritos por Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Respostas de Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

75 Respostas

39 Especialistas de acordo

127 Pacientes agradecidos

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Há realmente necessidade de investigação do seu quadro de deficit de momória. As especialidades mais adequadas para tal queixa é a Geriatria e Neurologia.
É muito importante ter uma avaliação completa do seu quadro clínico, como a avaliação cognitiva, neurológica, cardiovascular, metabólica, física.

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Especialista em Dor, Geriatra

Niterói

O geriatra tem a função de identificar, orientar e tratar os casos de Delirium.
As causas do Delirium são várias e algumas podem ser graves. Os pacientes portadores de Demências são mais propensos e devem ser mais observados e seus familiares serem orientados previamente.
É muito comum confusão, agitação, ansiedade iniciar no final da tarde e piorar no decorrer da noite, nos pacientes com Demência. Este tipo de Delirium é muito comum e relativamente simples de tratar, mas há a necessidade da orientação do cuidador e seus familiares e medicação adequada quando necessário.

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Especialista em Dor, Geriatra

Niterói

Não tem como lhe dar está resposta. Sendo o diagnóstico a Demência, há como tratá-la e orientar a família como proceder nas fases da doença.
A informação sobre a evolução da demência, aos familiares e cuidadores, é ponto crucial no tratamento do paciente. Cuidadores bem orientados ajudam muito na boa evolução da demência, apresentando menos complicações de distúrbio de comportamento pela paciente e menos stress do cuidador.

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Especialista em Dor, Geriatra

Niterói

Ver as 75 perguntas respondidas por Dr. Espedito Rocha de Carvalho Junior

Fotos

{0}{1}