Rodrigo Barros Buksman

Marcação de consultas

Endereço do consultório

R. Visconde de Pirajá 550 sala1209 (Top Center) 22410002 Ipanema Rio de Janeiro

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1
2

Opiniões para Rodrigo Barros Buksman

5

Baseado em 1 opinião

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Rodrigo Barros Buksman?

Opinar

O melhor: "Muito atencioso e competente. Consulta com todos os esclarecimentos necessários."

Motivo da visita: Foi para minha mãe. Geriatria.

Denise M. marcou consulta com Rodrigo Barros Buksman

Marcou consulta na Doctoralia

Rodrigo Barros Buksman respondeu a esta opinião

Muito obrigado!

Experiência

Formação

  • Residência em Clínica MédicaHospital Geral da Santa Casa da Misericórdia - RJ2008
  • Academic Program in GeriatricsBrookdale Department of Geriatrics at the Icahn School of Medicine at Mount Sinai NY2010
  • Título de especialista em GeriatriaSBGG2010
  • Residência em GeriatriaHospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE) UERJ2010
  • Mestre em CiênciasInto2017

Sobre mim

Rodrigo Barros Buksman, concluiu a faculdade de Medicina em 2005. Completou seu treinamento como Clínico Geral na tradicional Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, seguido de mais um programa de residência médica no Hospital Universitário Pedro Ernesto (HUPE) / Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) onde tornou-se Geriatra.

Após processo seletivo, passou por um período de treinamento         intensivo no Departamento de Geriatria e Cuidados Paliativos do Hospital Mount Sinai (EUA) vinculado à Universidade de Nova Iorque (NYU). Retornou ao Brasil em 2010, ano em que obteve o Título de Especialista em Geriatria pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG/AMB).

Aprovado em concurso público federal, passou a fazer parte do corpo clínico do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), onde acompanha pacientes em pré e pós operatório atuando na chefia da Clínica Médica. Foi Professor de Medicina da Universidade Gama Filho e obteve aprovação também em concurso para médico do Corpo de Bombeiros Militar, conquistando o posto de Primeiro Tenente do Quadro de Oficiais de Saúde.

Em meados de 2007 passou a fazer parte da rotina de Clínica Médica de um hospital privado de grande porte e tornou-se Chefe de Equipe, momento no qual abriu mão da carreira militar para dedicar-se integralmente aos seus pacientes. Nesse cenário ao longo de 8 anos especializou-se na condução e supervisão de casos clínicos de alta complexidade. Tornou-se Mestre em Ciências em 2017 e passou a integrar o seleto grupo de geriatras membros da Câmara Técnica de Geriatria do CREMERJ. A paixão pela educação médica continuada fez com que ministrasse cursos e palestras em Simpósios, Jornadas e Congressos, mantendo-se em constante atualização através de eventos no Brasil e no Exterior. Nestas oportunidades procura absorver e transmitir a inovação técnica e científica sempre unidas a seriedade, ética e compaixão que devem reger a atividade clínica e geriátrica. Seu foco atual é na medicina de ponta, visando garantir o envelhecimento bem sucedido dos seus pacientes.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs


Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: julho 2018

Respostas de Rodrigo Barros Buksman

13 Respostas

8 Especialistas de acordo

18 Pacientes agradecidos

Rodrigo Barros Buksman está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

A causa da doença não é conhecida e as estratégias visando sua prevenção carecem de embasamento científico consistente. Alguns trabalhos mostram redução do risco de Parkinson com a adoção das seguintes medidas: dieta rica em frutas, vegetais, fibras, peixes e cafeína; exercícios aeróbicos regulares; sono adequado; evitar estresse e traumas cranianos. No entanto ressalto a carência de embasamento científico consistente! Desse modo, busque sempre um estilo de vida saudável. Abraços

Rodrigo Barros Buksman

Rodrigo Barros Buksman

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Geriatra, Médico clínico geral

Rio de Janeiro

Estima-se que a demência vascular é a segunda principal causa de demência no mundo (a primeira é Alzheimer). Demência vascular é um termo amplo que envolve problemas da circulação do sangue para o cérebro, especialmente múltiplos pequenos infartos. Os sintomas podem se confundir com aqueles de doenças neurodegenerativas como Alzheimer, e através de consulta médica com especialista é possível fazer o diagnóstico apropriado, minimizar os riscos a longo prazo e tratar quando indicado. Não perca tempo, cuide-se!

Rodrigo Barros Buksman

Rodrigo Barros Buksman

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Geriatra, Médico clínico geral

Rio de Janeiro

Prezado,
Existem diversas opções farmacológicas (remédios) ou não para tratar insônia. Considerando que a dificuldade para dormir pode ser um sintoma secundário a depressão, é fundamental tratar a esse mal (Depressao Maior) adequadamente. Sem uma consulta presencial seria imprudente concluir se o tratamento atual está adequado, provavelmente seu médico traçou uma estratégia ao escolher as drogas que você tem usado. O seroquel (quetiapina) é um antipsicótico e tem efeito rápido. Uma vez que não foi eficaz, minha recomendação seria conversar com o especialista sobre outras alternativas.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Rodrigo Barros Buksman

Rodrigo Barros Buksman

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Geriatra, Médico clínico geral

Rio de Janeiro

Ver as 13 perguntas respondidas por Rodrigo Barros Buksman

Fotos

{0}{1}