Respostas de Dr. Guilherme Spaziani - São Paulo

89 Respostas

7 Especialistas de acordo

136 Pacientes agradecidos

Dr. Guilherme Spaziani está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Sim. O principal sintomas de osteomielite crônica é a fistulização de pus da região infectada para o meio externo através de saída de secreção pela pele.

Na grande maioria dos casos o paciente não apresenta febre e linfonodos ou gânglios próximos à região acometida ficam aumentados (linfonodomegalia).

Procure um especialista para dar o diagnóstico e tratamento corretos para o seu caso.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Não. Uma pessoa que sofre de asma, também conhecida por bronquite asmática, quando apresenta uma crise não tem risco de ter um exame de HIV falsamente alterado.

Alguém que tenha um exame de quimioluminescência negativo após 10 meses sem nova exposição de risco, muito provavelmente não tem a infecção pelo vírus do HIV.

  • Obrigado 6
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Olá.

Após uma relação desprotegida o risco de infecção pelo vírus do HIV só pode ser completamente afastado após exame negativo na 12ª semanas após a relação.

Infelizmente é impossivel afirmar que uma pessoa com certeza não tem HIV com um exame negativo num dado momento do presente, uma vez que existe a janela imunológica.

É importante ressaltar ainda que existem outras infecções e doenças transmitidas por relações desprotegidas, como: hepatites, sífilis, uretrites, tricomoníase, HPV e herpes.

  • Obrigado 4
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Apesar do risco ser baixo, ele existe sim, principalmente se a cutícula estiver cortada ou com sangramento.
Procure um especialista que te ajude a tirar essa dúvida.
O infectologista sabe exatamente quais os exames mais indicados para as excluir as infecções sexualmente transmissíveis.

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

A osteomielite crônica é a infecção localizada no osso e é causada, na maioria das vezes, por bactérias.

Essa infecção pode, em muitos casos, prejudicar a consolidação de uma fratura óssea levando a sequelas.

Essas sequelas são, muitas vezes, incapacitantes e podem levar o trabalhador inicialmente a ter direito a auxílio doença. Se a incapacidade se tornar permanente e sem a possibilidade de reabilitação para outra função, o trabalhador pode se aposentar por invalidez.

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Quem usa o esquema 3x1 (tenofovir + lamivudina + efavirenz) pode utilizar sim a amoxicilina pois não há interação entre essas quatro drogas.

O infectologista é o médico mais indicado para receitar antibióticos principalmente em pacientes infectados pelo vírus do HIV.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Se todas as relações forem protegidas, incluindo sexo oral e a PrEP for utilizada da maneira correta, sem falha de dose ou horário, não há risco de contaminação sexual pelo vírus do HIV

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Nem o truvada interfere no funcionamento do tamoxifeno e nem o tamoxifeno interfere no funcionamento do truvada.
É muito importante sempre perguntar ao médico que prescreve um novo medicamento se existem problemas na mistura de 2 ou mais remédios.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

O risco de transmissão de HIV neste caso é muito baixo, uma vez que este vírus sobrevive por pouco tempo fora do organismo humano.
Porém o risco de transmissão do vírus da hepatite C não é tão baixo assim.
Converse com um especialista. Ele pode solicitar os exames mais adequados para descartar essas infecções.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

O uso de medicações a base de corticóides, como o diprospan, não alteram exames de HIV.
Em algumas situações, os corticóides podem aumentar o número de células brancas do sangue: os leucócitos.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Essa pergunta é um pouco mais complicada do que parece. Dessa maneira a resposta depende de algumas variáveis.
Em se tratando do sexo oral, existe o passivo e o ativo.
Em relação ao fluido corporal que entra em contato com a mucosa (olho), há aqueles com risco de transmissão como o sangue e o sêmen, e outros sem risco como a saliva.
Outro fator que deve ser considerado é a presença ou não de lesão ou doença no órgão sexual.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Olá.
Não é necessário realizar novos exames. Com toda essa bateria de exames com resultados negativos, não há riscos de infecção levando em consideração a relação de risco há 8 meses atrás.
Converse com um especialista para esclarecer suas dúvidas sobre proteção e PrEP. Além disso, o infectologista pode te examinar e solicitar outros tipos de exames para excluir outras infecções sexualmente transmissíveis.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

A glande do pênis é uma mucosa.
Então o vírus do HIV pode ser transmitido através da glande.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

O risco de transmissão de HIV por transfusão sanguínea nos dias de hoje no Brasil é extremamente baixo.
É possivel que o teste rápido positivo seja na verdade um caso de exame falsamente positivo.
Converse com seu infectologista a fim de realizar um teste confirmatório.

Atensiosamente

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Não. Esse informe "detecção de p24" é uma característica da técnica do exame. Não tem relação com o que foi encontrado no seu sangue.
Esses dizeres são para informar que esse exame realizado é de quarta geração, pois tem a capacidade de detectar a proteína 24 do vírus.
O resultado do seu exame é: negativo para HIV.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Outros fatores de risco para reativação da tuberculose são:
quimioterapia, câncer, desnutrição, alcoolismo, diabetes, doença pulmonar pré existente como a silicose e remédios usados em doenças reumatológicas por exemplo, que reduzem a imunidade (imunobiológicos ou imunomoduladores).

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

A janela imunológica deve ser sempre contada a partir da situação de risco.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

O risco de contaminação pelo vírus do HIV nesta situação está afastado após o exame de quarta geração com 100 dias da exposição.
Caso a pessoa com quem você teve o contato tenha alguma outra infecção como hepatite, o acompanhamento deve ser mais prolongado e com outros exames.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Não há interações medicamentosas entre os componentes tenofovir, dolutegravir e naudsedron. O que significa que nenhum desses componentes anulam o efeito do outro ou causam dano ao organismo quando usados em associação.
Porém esse tipo de dúvida somente poderá ser tirada em consulta com o especialista que o acompanha. Ele indicará a melhor combinação de drogas para cada caso.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

A questão não é tão simples.
Como o governo subsidia essa medicação para todos os pacientes HIV positivos do Brasil, não são levados em consideração somente os efeitos colaterais. Outros itens importantes considerados são: eficácia, tolerância, custo, entre outros.
Dessa maneira a melhor relação "risco - benefício" atual inclui o TDF (tenofovir).
Lembrando que essa droga é uma das mais seguras e eficazes da classe.

Dr. Guilherme Spaziani

Dr. Guilherme Spaziani

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Infectologista, Médico clínico geral

São Paulo

Voltar para Dr. Guilherme Spaziani

Respostas de Dr. Guilherme Spaziani - São Paulo