Dra. Paula Teixeira

Dra. Paula Teixeira

Médica clínica geral , Nutrólogo

Competência em: Medicina Preventiva, Atenção Primária à Saúde, Medicina Integrativa

Número de Identificação Profissional: CRM 145119

Marcação de consultas

Endereço do consultório

Clínica Ser Medicina Integrativa

Que dia e hora estão bem para você?

Consultório

1

Opiniões para Dra. Paula Teixeira

Não há comentários ainda. Seja o primeiro a avaliar Dra. Paula Teixeira

Experiência

Formação

  • MedicinaFaculdade de Ciências Médicas de Santos2010
  • Pós Graduação em Bases da Medicina IntegrativaIE Albert Einstein2013
  • Medicina Mente CorpoMassachussets General Hospital2013
  • Formação Profissional em MindfulnessUNIFESP2013
  • Master CoachingSociedade Brasileira de Coaching2014
  • Florais de BachBach Centre2014
  • Thougth Field Therapy (TFT- Acupuntura Sem Agulhas)Callahan Institute2014
  • Formação Prossional em Mindful EatingJean Kristeller (MBEAT)2015
  • Nutrologia MédicaABRAN2015
  • Craniopuntura de YamamotoAMBA2017

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: CRM 145119

Dra. Paula é médica instrutora de Mindfulness e Mindful Eating. Formada pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos(FCMS) no ano de 2010, trabalha com o olhar Medicina Integrativa e do Mindfulness, tratando os transtornos de saúde ligados a alimentação como a obesidade, síndrome plurimetabólica, diabetes e etc.

Dra. Paula é parte do conselho diretivo atual do Centro Brasileiro de Mindful Eating e membro da Rede Conectta de Mindfulness e Compaixão

Para saber mais da trajetória profissional acesse: http://www.drapaulateixeira.com.br/

O que é Mindful Eating? Como essa abordagem não prescritiva da alimentação pode me ajudar? http://www.drapaulateixeira.com.br/o-comer-conscientemindful-eating-frente-ao-comer-restritivo/

O que é Mindfulness e seus benefícios a saúde? http://www.drapaulateixeira.com.br/blog/page/2/


Colocamos aqui a seção de nosso site de perguntas e respostas mais frequentes para assim facilitar seu conhecimento sobre a abordagem do Mindful Eating na alimentação.

Eu vou emagrecer fazendo mindful eating?
Se faça outra pergunta: quantas dietas você já fez até hoje e se somar todo peso que já perdeu quanto seria? A maneira tradicional "feche a boca e gaste mais" tenho certeza que não funciona. Não sou só eu que afirmo isso. Os estudos também. Se você entrar no site http://www.drapaulateixeira.com.br/blog/page/2/ você encontrar textos que informam porque as dietas tem tido um mal desempenho em resultados frente ao objetivo de emagrecer.

Em quanto tempo vou começar a emagrecer?
Quando tiver conseguindo cuidar de si e da sua alimentação de verdade.

Eu não posso tomar um remédio para emagrecer e pronto?
Não existe remédio para emagrecer. Se existisse não teríamos nenhum obeso no mundo e não existiria a cirurgia bariátrica. Existem medicamentos que diminuem a fome, tratam a compulsão alimentar, a ansiedade clínica e a resistência insulínica.
Estes medicamentos podem ajudar quem tem indicação médica para usar estes fármacos e são bem vindos na minha prática clinica, eu prescrevo medicamentos a paciente que tem indicação.
Porém se o que você tem na verdade é uma necessidade de comer como recompensa por exemplo, nenhum medicamento irá impedir que você coma.

Você não acha que preciso apenas de um incentivo para poder emagrecer um pouco mais rápido no começo e depois eu cuido da minha relação com a comida e com o corpo?
Se você não se cuida agora, com o peso que tem, não vai conseguir se cuidar depois e vai perder provavelmente todos os resultados que obteve de emagrecimento. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) 95% das pessoas que fazem dieta e conseguem emagrecer ganham novamente todo o peso perdido ou mais em apenas 5 anos.

E se isso não funcionar para mim de novo? Porque nada funciona!
Talvez você demore para conseguir o que quer, mas o caminho do auto cuidado é um caminho garantido, um dia após o outro você vai cuidando mais de cada aspecto da sua alimentação.

E se eu não emagrecer, como fica a minha saúde?
Dizem que as pessoas devem emagrecer porque obesidade aumenta a mortalidade. Mas um grande e importante estudo demonstrou que se uma pessoa obesa comer a quantidade ideal de vegetais, não beber, não fumar, dormir bem e ser ativa, a chance de morrer é igual a de uma pessoa magra. Você não precisa necessariamente estar doente porque está acima do peso. Fato é que enquanto você achar que só deve comer bem, se cuidar bem e fazer exercícios para emagrecer você provavelmente continuará no ciclo sem fim de perder e reganhar peso.

Dra. Paula Teixeira segue a vertente em inglês chamada Health In Every Size, que em português quer dizer Saúde Em Todos os Tamanhos. Uma corrente que busca não humilhar e cometer envergonhamento do corpo dos pacientes (body shame). Todos os pacientes em todos os tamanhos devem ser respeitados, estudos comprovam que vergonha e culpa não são estratégias efetivas para motivar ninguém a mudar ou conseguir saúde.
Precisamos de abordagens que possam ser implementadas no mundo real. Para pessoas que vivem no mundo real com desafios reais, trabalhos e rotinas reais.

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês

Webs


Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: janeiro 2018

Artigos escritos por Dra. Paula Teixeira

Obesidade

Segundo estudo publicado em um estudo em que participou a grande maioria dos países do mundo publicado na The Lancet (uma das principais revistas de saúde do mundo) o número de países que conseguiu diminuir o número da obesidade nos últimos 33 anos foi ZERO.
Outro estudo do Kings College of London observou mais de 1000 pessoas por 10 anos que estavam fazendo a abordagem tradicional para emagrecer: dieta+exercícios. A chance de uma pessoa obesa emagrecer e permanecer magra, segundo esse estudo, com a abordagem tradicional foi menor que 1%.
As dietas tradicionais não contemplam questões biológicas, mas mais ainda comportamentais ligadas ao comer. Esse é o objetivo do Mindful Eating.

Mindfulness

Mindfulness ou Atenção Plena é uma maneira de conseguirmos gerenciar os desafios modernos da vida cotidiana. Cada vez mais presente no meio acadêmico, revistas e mídias, aprender Mindfulness pode ser usado como adjuvante dos mais diversos tipos de patologias como Depressão, Ansiedade, Obesidade, Diabetes, Burnout.

Veja os 3 artigos escritos por Dra. Paula Teixeira

Respostas de Dra. Paula Teixeira

3 Respostas

1 Especialistas de acordo

0 Pacientes agradecidos

Dra. Paula Teixeira está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá! Caso você tenha menos de 60 anos e a queixa já apareceu a algum tempo um Médico Clínico é o mais adequado, já que sua queixa pode estar ligada a diversas patologias. Caso seja maior de 60 anos um clínico ou um geriatra.

Porém se você essa queixa surgiu há poucos dias, está muito intensa a ponto de impedir que você esteja fazendo suas atividade e parecer estar piorando, mais adequado procurar um pronto socorro ou pronto atendimento, depois o clínico.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Paula Teixeira

Dra. Paula Teixeira

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Médica clínica geral , Nutrólogo

São Caetano do Sul

Olá, além do que já foi citado nas outras respostas você também pode procurar um médico acupunturista especialista em gestação. Existe uma pulseira muito comum no exterior chamada "Sea Band" ou "pulseira anti enjôo". Essa pulseira pode ser achada na internet e pode funcionar pois fica sobre o principal ponto da acupuntura que trata o enjôo. Mas claro não substitui todas as medidas já citadas e cuidados médicos.

Dra. Paula Teixeira

Dra. Paula Teixeira

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Médica clínica geral , Nutrólogo

São Caetano do Sul

Ginseng é um fitoterápico que chamamos de adaptógeno. São plantas que possuem uma capacidade regulatória frente ao estresse crônico, ou seja, elas não estimulam seu corpo, mas sim ajudam que o próprio organismo se restabeleça.

Existem vários tipos de ginseng, cada um com uma indicação melhor para cada problema de saúde.

Dra. Paula Teixeira

Dra. Paula Teixeira

Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Médica clínica geral , Nutrólogo

São Caetano do Sul

Fotos

{0}{1}