Alana Zanlorenzi

Alana Zanlorenzi

Psicóloga

Competência em: Psicologia Junguiana, Orientação Profissional, Psicoterapia, Transtornos Alimentares

Número de Identificação Profissional: CRP 08/22144

Consultório

1

Opiniões para Alana Zanlorenzi

5

Baseado em 2 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Alana Zanlorenzi?

Opinar

O melhor: "Ótima profissional! Passou segurança e tranquilidade nas sessões. Recomendo!"

Poderia melhorar: "Nada."

Motivo da visita: Depressão

Gustavo . marcou consulta com Alana Zanlorenzi em Clínica Vività

Alana Zanlorenzi respondeu a esta opinião

Obrigada por sua avaliação!

O melhor: "Do atendimento da profissional, da sua técnica de trabalho ,do cuidado com as pessoas .Lugar agradável e um momento Único ."

Motivo da visita: Psicoterapia

Paciente que marcou consulta com Alana Zanlorenzi em Clínica Vività

Alana Zanlorenzi respondeu a esta opinião

Obrigada pelo comentário! Um abraço!

Experiência

Formação

  • Graduação em PsicologiaPUCPR2015
  • Capacitação em Reeducação afeto-cognitiva do Comportamento AlimentarClínica Psicobela2017
  • Capacitação em Orientação Profissional e Planejamento de CarreiraPortal Vocacional2017

Sobre mim

Número de Identificação Profissional: CRP 08/22144

Experiência em

Idiomas

  • Português

Serviços

  • Primeira consulta Psicologia
  • Retorno de consultas Psicologia
  • Mudança de comportamento alimentar
  • Aconselhamento Psicológico
  • Análise da escolha profissional
  • Análise Junguiana
  • Aplicação de Dinamicas em Grupos
  • Coaching de carreira
  • Consulta psicológica do adolescente
  • Consulta psicológica do adulto
  • Consulta psicológica do idoso
  • Desenvolvimento a resiliência
  • Orientação aos pais
  • Orientação profissional
  • Orientação Vocacional
  • Preparação para aposentadoria
  • Psicoterapia
  • Psicoterapia Adulto
  • Psicoterapia Criança
  • Teste Vocacional
  • Tratamento da ansiedade
  • Tratamento para pacientes com transtornos psiquiátricos
  • Tratamento para relacionamento abusivo
  • Tratamento terapeutico de emagrecimento

Artigos escritos por Alana Zanlorenzi

Angústia

Diversos acontecimentos na vida podem desencadear a angústia, que é percebida a nível físico (peso no peito, sensação de bola na garganta, taquicardia, respiração pesada, etc.) e psíquico (medo, ansiedade, sentimentos negativos).
Na terapia é possível explorar o que motiva essa sensação de angústia, como ela tem afetado o dia a dia do paciente e, à partir das reflexões geradas, a melhora pode ser gradualmente atingida.

Coaching de carreira

Auxilia o profissional a desenvolver diferentes formas de encarar sua área de atuação e suas possibilidades de ação, visando sua evolução e o alcance de metas almejadas.

Veja os 5 artigos escritos por Alana Zanlorenzi

Respostas de Alana Zanlorenzi

33 Respostas

52 Especialistas de acordo

41 Pacientes agradecidos

Alana Zanlorenzi está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças, exames médicos ou medicamentos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Olá! Independente da abordagem escolhida, é importante ter em mente que não é ela que vai controlar o sintoma, seja ele qual for.
O que seria mais adequado é estar disposto a encarar esse ciúme, buscar compreender o que o origina e o motiva. Talvez buscar olhar para si e para seu relacionamento, tentar compreendê-lo de forma mais completa e identificar os pontos que podem estar sendo compensados por esse ciúme excessivo.
Isso pode ser feito tanto por um psicólogo que segue a linha da TCC quanto por um que trabalhe com qualquer outra abordagem. O fator determinante aqui é a disposição e a energia do indivíduo para lidar com suas questões.
Espero ter esclarecido! Um abraço!

Alana Zanlorenzi

Alana Zanlorenzi

Psicóloga

Campo Largo

Olá! Percebo que está numa situação muito delicada e isto está afetando sua rotina e de seus familiares.
Conforme você fala, seu marido tem uma questão séria de dependência. O que o leva a isso está dentro dele: sentimentos, vivências e relacionamentos que ele passou e o levaram a encontrar na bebida algo que alivia. Sendo assim, é só partindo dele que seria possível um tratamento eficaz. Além disso, para que um medicamento seja ministrado é imprescindível que ele passe por um médico.
Apesar dele ter as questões dele, que ele pode estar lidando ou se esquivando com o uso do álcool, ele está afetando outras pessoas. Como é para você pensar no seu limite, de até onde consegue aguentar, se submeter a essa situação e ver sua família nela?
Seria interessante buscar o seu fortalecimento interno para conseguir encontrar a melhor forma de lidar com as questões que descreveu na pergunta. Nem tudo podemos fazer pelo outro, mas por nós sim!
Não deixe de buscar ajuda!

Alana Zanlorenzi

Alana Zanlorenzi

Psicóloga

Campo Largo

Olá! A visita a um médico urologista é indicada para verificar se há algum fator físico que acarreta na disfunção erétil. Após isso, se essa possibilidade for descartada, te encorajo a dar uma chance a uma visita a um psicólogo o qual você se sinta confortável em conversar. A impotência pode ter causa psicológica e, além disso, pode afetar sua vida sentimental e a forma que você se sente consigo próprio (autoestima). A sexualidade é uma parte importante da vida e que, se houver algo que a afeta, pode desencadear questões em outras áreas da vida. Analise como este fato anda te afetando; se der a chance a um acompanhamento psicológico, o profissional te auxiliará a olhar para suas questões de uma outra ótica, o que pode ser interessante. Espero ter ajudado! Um abraço!

Alana Zanlorenzi

Alana Zanlorenzi

Psicóloga

Campo Largo

Ver as 33 perguntas respondidas por Alana Zanlorenzi

{0}{1}