Meu exame de prolactina de 31microg/l isso pode ser grave ?

1 respostas
Meu exame de prolactina de 31microg/l isso pode ser grave ?
Para responder esta pergunta, antes de mais nada é necessária uma anamnese completa e a repetição do exame, juntamente com uma pesquisa de macroprolactina e outros exames que excluam Hipotireoidismo, Síndrome dos Ovários Policísticos e a verificação de medicações ou outras situações clínicas (como gravidez) que possam cursar com aumentos pequenos de Prolactina. O adenoma de hipófise geralmente tem níveis bem mais altos de prolactina. Então, ao consultares um bom endocrinologista, verás que não tens nada a temer mas, sim, deverias investigar esta prolactina alta.
Convidamo-lo para uma consulta: Telemedicina - R$ 300
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?

Não conseguiu encontrar a resposta que procurava? Faça outra pergunta!

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.
  • Por uma questão de saúde, quantidades e doses de medicamentos não serão publicadas.

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.


Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.