Recentemente passei a perder o foco e apresentar indisposição. Não consigo mais ler como antigamente (me distraio e perco o foco com frequência), e costumo ter dificuldade para acordar (mesmo com consideráveis horas de sono). Isso pode ser um problema clínico? Há tratamento ou remédio para isso?
Dr. Giovanne Vicentin Bertotti
Dr. Giovanne Vicentin Bertotti
Psicólogo
São Paulo
Pode ser sim um problema clínico! procurar ajuda de um médico para descartar questões fisiológicas. Caso veja que não é um problema físico, procurar ajuda de um psicólogo, para poder trabalhar quais questões emocionais estão levando você a ter esses comportamentos. Abraços e tenha uma ótima semana!

 Sirre Shin
Sirre Shin
Psicólogo
Salvador
Os sintomas descritos podem indicar diversas causas. Neste caso indico um acompanhamento psicológico para identificar o problema, levando em conta o contexto familiar, afetivo, eventos e história de vida. Muitas vezes estes sintomas podem não estar relacionados à TDAH.

 Andrea Lane Edde
Andrea Lane Edde
Psicólogo
São Paulo
É importante tentar identificar o problema, se não tiver nada fisico você pode fazer uma avaliação neuropsicologica para avaliar a sua atenção e leitura, identificando melhor as suas dificuldades. Também é necessário perceber se aconteceu algo recentemente na sua vida que possa ter desencadeado essas dificuldades. Espero ter ajudado.

É importante verificar qual sua rotina e entender o porque dessas alterações, no mais se seu TDAH foi diagnosticado após adulta, é preciso entender outros fatores associados. Pesquisas apontam que 70% de pessoas com TDAH apresentam bipolaridade na vida adulta, acarretando por exemplo, na dificuldade com os horários, dificuldade de dormir, se alimentar no momento correto, facilitando inclusive problemas com sobrepeso, dentre outras questões. No mais, a terapia ajudar a lidar com essas angústias e melhora na qualidade de vida, uma vez que a pessoa que apresenta o TDAH sempre tem muita força e energia, mas tem dificuldade de focá-las. Espero ter ajudado. Forte abraço.

A falta de concentração quando é recente e associada a apatia pode ser um sinal de depressão que pode alterar funções cognitivas como memória, atenção, função executiva. Entretanto, estes déficits decorrentes a depressão são secundários e desta forma, há probabilidade de serem remitidos quando houver estabilização do humor. No entanto, para descartar hipóteses sugere-se buscar tratamento psiquiátrico, psicológico e posteriormente, avaliação neuropsicológica para descartar hipótese de déficit atencional.

 Cíntia Ribeiro Thomaz
Cíntia Ribeiro Thomaz
Psicólogo
São Paulo
O mais indicado é que primeiro descarte as causas fisiológicas e depois, caso nada se confirme, procure um psicólogo. Mas de qualquer forma, terá que observar seus hábitos alimentares e a rotina dos momentos que precedem o dormir, bem como o ambiente no qual dorme. Comece utilizando o bom senso, às vezes pequenas mudanças já podem obter bons resultados.

Dr. Diego de Castro dos Santos
Dr. Diego de Castro dos Santos
Neurofisiologista, Neurologista
Vitória
Olá! Desatenção e indisposição são sintomas comuns e que podem apresentar diversas causas. Muitas vezes podem ser a manifestação de apnéia obstrutiva do sono bem como de transtorno de ansiedade, estresse, ou de outras alterações do humor. Outras causas frequentes são os distúrbios endocrinológicos, deficiência de vitaminas, alterações da função hepática, renal ou distúrbios hidroeletrolíticos. Consulte um neurologista para uma avaliação clínica e investigar adequadamente seu caso. O tratamento coreto depende do diagnóstico correto.
Abraço
Diego de Castro

Os sintomas podem se apresentar em diversas causas. Observe se os sintomas aparecem em diferentes contextos e como estava o ambiente (o que estava acontecendo quando você apresentou os sintomas) Isso pode te dar dicas. De qualquer procure um profissional, pois sim, tem tratamento adequado. Boa sorte!

 Kelly Fernandes
Kelly Fernandes
Psicólogo, Psicanalista
Santo André
Boa tarde! Não é possível traçar diagnóstico com base nessas informações. É importante compreender o seu momento de vida atual, suas motivações...enfim, uma serie de outros pormenores precisam ser analisados antes de postular diagnósticos e tratamentos; principalmente quando falamos em interação medicamentosa.
Sugiro que, inicie com análise pessoal individual, com Psicóloga (o) de sua livre escolha e confiança; independente da linha de segmento do analista, sugiro que seja com alguém que se sinta respeitado (a) e acolhido (a).
É possível que se beneficie da análise porquanto se der o andamento e desenvolvimento da mesma. Caso a (o) profissional compreenda que é necessário o acompanhamento concomitante, com médica (o) Psiquiatra, você será devidamente orientado (a) ao tratamento.
Espero ter podido auxiliar.
À disposição.

A perda de foco e a indisposição podem ser sintomas de muitas causas. Pela sua descrição apenas não é possível apresentar um diagnóstico, menos ainda a indicação de um tratamento. Importante que você procure um médico para se certificar de que não há causas orgânicas. Se estiver tudo bem com sua saúde, procure um psicanalista com boa formação e experiência. Neste trabalho, poderá compreender melhor o que tem determinado a mudança que descreve e encontrar um tratamento adequado.

Especialistas em Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

Ariane Ruas

Ariane Ruas

Psicólogo

Belo Horizonte

Margarida Solla Galvão

Margarida Solla Galvão

Psicopedagogo

Reijane Lopes

Reijane Lopes

Psicólogo, Psicopedagogo

Taguatinga

Ana Pinheiro

Ana Pinheiro

Psicólogo

São José

Aline Quintal

Aline Quintal

Psiquiatra

Cuiabá

Suéllen Karolyne Golon

Suéllen Karolyne Golon

Fonoaudiólogo

Irati

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 246 perguntas sobre Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.