Sobre o TDAH como conseguir realizar um pré diagnóstico mais preciso nas crianças? Visto que os sintomas podem ser confundidos com malcriação ou preguiça? E a partir de qual idade em crianças é mais vísivel?
O diagnóstico de TDAH em crianças exige uma avaliação médica criteriosa do comportamento dela em casa, na escola e em outros ambientes sociais (inclusive, na interação da criança com o médico). Em suma, é uma análise multicontextual. Em alguns casos, é necessário pedir alguns exames (p. ex., avaliação neuropsicológica), para descartar outras condições clínicas parecidas. Geralmente, os sintomas de TDAH ficam mais visíveis na idade escolar, quando a atenção e a concentração são mais exigidas, embora possam estar presentes também desde a primeira infância.

Consiga todas as respostas durante a Telemedicina

Agende uma Telemedicina e pergunte aos especialistas sobre tudo o que precisa sem sair de casa

Mostrar especialistas Como funciona?
 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
Gostaria de destacar que existe um superdimensionamento do diagnóstico de TDAH no Brasil, isto é, muitas crianças estão tomando medicação psiquiátrica sem qualquer necessidade. O diagnóstico deve ser feito por diversos profissionais atuando em conjunto, necessariamente um Psiquiatra, um Neuropsicólogo, um Psicólogo Clínico com experiência clinica com crianças e seria interessante também a participação de um especialista em Psicopedagogia. Nada é excessivo quando se trata de crianças. Somos o segundo maior consumidor mundial de Ritalina e ninguém em sã consciência sabe dizer exatamente quais serão as consequências disso no médio e longo prazos.

O TDAH é um transtorno do neurodesenvolvimento e os sintomas devem estar presentes antes dos 12 anos de idade, além de se expressar em pelo menos dois contextos diferentes como, por exemplo, em casa e na escola. A avaliação neuropsicologica é um dos instrumentos que auxilia muito no diagnóstico conclusivo do TDAH, à medida que avalia vários critérios cognitivos, entre eles, a atenção.
Uma avaliação psiquiátrica também é fundamental para confirmar ou não o diagnóstico, pois, muitas vezes, a desatenção pode ser secundária a outros transtornos psiquiátricos como ansiedade, depressão, bipolaridade ou déficit do QI (coeficiente de inteligência).





O Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade - TDAH deve ser avaliado por equipe multidisciplinar, colhendo informações da história de vida da criança, comportamento e desempenho em diferentes ambientes (familiar, escolar, entre outros), aplicação de testes neuropsicológicos e observações clínicas que vão auxiliar na avaliação dos critérios diagnósticos desse transtorno. Coloco-me à disposição para demais esclarecimentos.

Eliane Mello- neuropsicóloga

Dra. Magali Carmelo
Dra. Magali Carmelo
Psicólogo
Santo André, SP
Hoje em dia temos disponível um instrumento que é capaz de avaliar tais casos dando um direcionamento a equipe envolvida, sendo assim é possível compreender se a criança apresenta o TDAH ou se são apenas questões relacionadas às suas características próprias. Os sintomas de TDAH se apresentam normalmente nos primeiros anos escolares com as dificuldades escolares. Espero ter ajudado.

Olá...
O diagnóstico de TDAH é feito por equipe multidissiplinar, os profissionais reune dados da história de vida da criança, em parceria com a escola e os ambientes frequentados pelo menor, para chegar no diagnóstico.
Infelizmente o pouco conhecimento do transtorno, aumenta o número de crianças rotuladas, as vezes pelos pais, familiares, professores.
É importante ressaltar, que este diagnóstico é muito criterioso e só é permitido por profissionais de saúde.
A equipe pode envolver, neuropediatra, psiquiatra, psicólogo, terapeuta ocupacional.ñ
Abraços!

O primeiro passo é pedir a avaliação da escola , pedir a dois professores que ensinem um conteúdo sofistico diferente ( português e matemática , digamos) para que preencham um questionários que avalia o comportamento , atenção , concentração dentre outros aspectos da criança em sala de aula. Isso eh muito importante pois não restringe a avaliação do aluno a somente um professor. Da mesma forma, realizamos o mesmo questionário com os familiares e somente se os sintomas estiverem presentes na escola e em casa , há a probabilidade do transtorno. Deve-se ter cuidado ao diagnosticar crianças antes dos 6 anos de idade, visto que em pré escolares os sintomas de hiperatividade e impulsividade são frequentes .
Os critérios da Cid 10 requerem um tempo de evolução de pelo menos seis meses de desatenção /hiperatividade e impulsividade . Deve-se ressaltar tb a importância em se excluir transtorno de audição ou visão que irão eh claro prejudicar a cognição da criança .

A avaliação deve ser realizada com multiprofissionais devidamente especializados e com experiência no diagnóstico e cuidado com pessoas que realmente tem TDAH. A avaliação diferencial para avaliar o quadro é fundamental para evitar um diagnóstico incorreto.
Além disso, todo o contexto onde a pessoa está deve ser analisado: meios sociais, escola, casa, pessoas envolvidas, etc.

Geralmente o diagnostico de TDAH se consegue detectar quando a criança começa a frequentar a escola e pode ser feito por uma equipe multidisciplinar, antes desta idade precisa muito utilizar a sabedoria dos pais para saber diferenciar se é mal criação ou algo mais profundo, neste caso podem se deixar ajudar por um psicologo/a que trabalhe mais especificamente com criança eles vão ter uma visão mais especifica sobre a forma de diferenciar uma malcriação(sic) do TDAH.

 Claudia Goes
Claudia Goes
Psicanalista, Psicólogo
Guarulhos
Olá!

O diagnóstico pode e deve ser feito pela equipe multidisciplinar, como médico neurologista, médico pediatra, psicologo, psicopedagogo, neuropsicologo....
Testes, exames, entevistas... incluindo familiares e professores podem ajudar a fechar o diagnóstico!
Mas é claro que, quanto mais cedo diagnosticar e tratar, mais benéfico!!

 Sarah Costa
Sarah Costa
Psicólogo
São Paulo
O diagnóstico deve ser feito por uma equipe interdisciplinar a fim de que as tendências e liberdades do paciente trabalhem em seu favor e não o limite. Garantir ao indivíduo um ambiente favorável para seu desenvolvimento é o mais importante.

Os indícios podem surgir desde muito cedo, mas o diagnostico é feito através de avaliações criteriosas e longas, por profissionais multi, uma vez que mesmo tendo indícios, as crianças desenvolvem o controle inibitório ate o 5°ano de vida.( antes disso não conseguem ignorar estímulo irrelevantes) essas avaliações podem ser iniciadas com a ida ao Neuropediatra que provavelmente pedirá uma avaliação com o Neuropsicólogo. Posteriormente,o Neuropediatra, encaminhará para um psicopedagogo, e possivelmente para o terapeuta comportamental, que auxiliará a criança no desenvolvimento funcional, e também orientará os pais na forma de lhe da com a criança.
A disposição.

É necessário leva lo em um neuropediatra para avaliação clinica e na sequencia a neuropsicóloga para realizar uma avaliação neuropsicológica, onde mediante uma entrevista detalhada e aplicação de uma bateria de testes poderão identificar além da suspeita de TDAH, as suas dificuldades e facilidades cognitivas que irão direciona lo as melhores estrategias para o seu aprendizado na escola.

 Cleide Marchiotti
Cleide Marchiotti
Psicólogo, Psicanalista
Maringá
Ola! Muito importante uma avaliação multidisciplinar, isto é, Neurologista, psiquiatra e psicólogo. Após ser descartados problemas neurológicos ou não, iniciar um tratamento psicológico, pois muitas vezes o problema está diretamente ligado ao ambiente em que a criança vive, não necessitando de medicação. Sendo a necessidade muitas vezes, somente um pedido de atenção!

Dra. Valeria Abatemarco
Dra. Valeria Abatemarco
Psicólogo, Psicanalista
São Paulo
O melhor é diagnosticar TDAH quando a criança já entrou na escola porque atenção e concentração já podem entrar na avaliação. O psicodiagnóstico, conjunto de testes e entrevistas com pais e criança é multidisciplinar ou seja, psicólogos, neuropsicólogo, psicopedagogos , por vezes médicos. Cuidados com a supervalorização que está se dando ao TDAH, pois muitas vezes é uma criança com muita energia ou rebelde por conflitos familiares ou apenas irritadiça ou contestadora por outros motivos. Vejo muitos pais insistindo nesse diagnóstico para que sejam submetidos à medicação Ritalina e não é o certo dar Ritalina para a criança sem necessidade, só para “ deixá-la quietinha”. Muitas vezes ela é assim, cheia de energia e os problemas são outros tratados com psicoterapia infantil e transformação dos pais na maneira de lidar com ela, então o psicodiagnóstico tem que ser feito por um profissional experiente e responsável, leva no mínimo dois meses.

A melhor maneira é a família observar as atitudes da criança, não esquecendo de somar com as informações dos cuidadores e da escola, a partir daí acrescentar com um equipe multidisciplinar, psicólogo, psicopedagogo, psiquiatra. Observe o fator emocional, para evitar o equívoco de diagnóstico errado. Boa Sorte : )

No Brasil, infelizmente, há um superdimensionamento do diagnóstico de TDAH, crianças sendo medicadas sem necessidade. O uso de Metilfenidato (Ritalina) a médio e longo prazo em crianças e adolescentes poderá afetar o SNC em diversos parâmetros neuropsíquicos e comportamentais. Enquanto profissional, é possível uma abordagem não farmacológica, pois muitas vezes a criança poderá estar identificada com alguém do seu sistema familiar. Com a ajuda de um Psicólogo Familiar Sistêmico é possível olhar para a criança e perceber o que ela quer nos dizer, transmitir, uma vez que essa identificação ou vínculo ocorre de forma inconsciente.

Especialistas em Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

Erika Aleixo

Erika Aleixo

Psicólogo

Caruaru

Margarida Solla Galvão

Margarida Solla Galvão

Psicopedagogo

Aline Martins Cordeiro

Aline Martins Cordeiro

Psicólogo

Sorocaba

Andreza C. Lage

Andreza C. Lage

Psicólogo

Pindamonhangaba

Simone M de Almeida

Simone M de Almeida

Psicólogo

São Paulo

Tatiane Rodrigues Pinto Rafailov

Tatiane Rodrigues Pinto Rafailov

Psicólogo

Taguatinga

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 257 perguntas sobre Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.