Adenoidectomia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Adenoidectomia

Informação sobre Adenoidectomia

Remoção cirúrgica das glândulas adenóides da região entre as vias respiratórias e a parte posterior da garganta (nasofaringe). As adenóides alcançam seu tamanho máximo durante a puberdade, momento em que começam a diminuir. Seu crescimento (que no jargão médico se denomina hipertrofia de adenóides) ou sua infecção crônica ocorrem durante a infância, mas sua extração (adenoidectomia) está justificada somente em casos de obstrução nasal persistente e em casos de infecções freqüentes. Trata-se de uma intervenção excepcional em adultos. É necessário permanecer em jejum oito horas antes da operação. Insere-se um tubo respiratório pela boca e garganta do paciente em sono profundo e livre de dores (sob anestesia geral). Insere-se também um pequeno instrumento que vai manter a boca do paciente aberta. Remove-se o tecido adenóide e controla-se o sangramento. Após a cirurgia, o paciente vai permanecer na sala de recuperação até que acorde e esteja apta a respirar com facilidade, tossir e deglutir. Na maioria dos casos, o tempo de permanência no hospital é de 5 a 10 horas. Quando se dá alta ao paciente, o otorrinolaringologista prescreverá o tratamento com antibióticos. Geralmente não é necessário indicar tratamento para dor. Após a intervenção é conveniente o repouso relativo e evitar exercícios bruscos. Nos primeiros dias posteriores a intervenção se deverá seguir uma dieta leve e fria. Há medicamentos como o ácido acetilsalicílico (aspirina) que interferem na coagulação, procure evitá-los, antes e depois da intervenção.

Possui uma dúvida concreta sobre Adenoidectomia? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Adenoidectomia

Cirurgia cujo objetivo é a remoção da tonsila faríngea ou adenóide. É uma das cirurgias mais realizadas no mundo e altamente segura. Principais indicações: Hipertrofia da adenóides (respiração oral e roncos) e Otites Médias Recorrentes. Técnica: realizada sempre sob anestesia geral, duas técnicas merecem ser citadas: Tradicional: utilizando um instrumento para abrir a boca a adenóide é palpada e removida através da boca utilizando curetas de tamanhos variados. Endoscópica Transoral com Microdebridador: com o auxílio de endoscópio algulado e câmera HD toda a adenóide é identificada e removida através da boca com uso de Microdebridador. Técnica preferêncial nos casos de otites recorrentes.
Dr. Édio Cavallaro
Dr. Édio Cavallaro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Rio de Janeiro

Adenoidetomia é a cirurgia das adenoides normalmente tem algumas indicalçoes: Quando apresenta hipertrofiadas ou seja aumentadas e isto incomoda a respirar,falar e comer. Quando apresenta um numero recorrente de infecções o qual atrapalhar o paciente pois toma muitas medicações, vai muitas vezes ao médico E pode ser acompanhada da cirurgia das amigdalas que é quando ela estão aumentadas e ou infeccionam recorrentemente. Realizo a cirurgia em um sábado pela manha e no final da tarde, se tudo ocorrer bem terá alta. É realizado dentro da boca, se cortes visíveis no pescoço e sem deslocar a mandíbula.
Dr. Paulo da Veiga Ferreira Mendes Junior
Dr. Paulo da Veiga Ferreira Mendes Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Curitiba

Pode ser necessário remover as adenóides se o seu filho tiver: • Problemas para respirar pelo nariz • Dificuldade durante o sono como roncos e respiração irregular • Sonolência excessiva durante o dia • Infecções ou líquido retido no ouvido (otite média) • Sinusite recorrente ou persistente A operação é realizada por um otorrinolaringologista e leva cerca de 30 minutos. A criança dorme (anestesia geral) durante o procedimento e nenhuma incisão externa é realizada. A remoção acontece pela boca sem "deslocar" a mandíbula. A técnica mais moderna e segura é a que utiliza a video-endoscopia para verificar remanescente (resto) de adenóides. Recuperação em casa por 1 semana.
Dr. Nelson Almeida D'Avila Melo
Dr. Nelson Almeida D'Avila Melo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Aracaju

A "carne esponjosa" ou adenóide fica entre o nariz e a garganta, ela mora no centro das narinas. Trata-se de um tecido linfóide, uma porta de entrada do sistema de defesa de nosso organismo que cresce até a puberdade. O seu aumento pode causar obstrução da via aérea levando a criança a roncar, ter noites agitadas e mal dormidas, prejudicando o desenvolvimento, crescimento e rendimento escolar… O tratamento pode ser medicamentoso ou cirúrgico conforme o caso.
Amanda Lucas da Costa
Amanda Lucas da Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Chapecó

A Adenoidectomia é a remoção das adenóides, que são órgãos linfóides presentes na região da nasofaringe. Em alguns casos, as adenóides são muito hipertrofiadas (aumentadas), o que causa uma dificuldade respiratória, principalmente em crianças, levando a quadros de roncos, respiração oral, otites recorrentes e apnéia do sono. A atual técnica de Adenoidectomia, utiliza-se da videonedoscopia, possibilitando um menor trauma, com mínimo sangramento e com bastante segurança no resultado pós-operatório.
Dr. Paulo Saraceni Neto
Dr. Paulo Saraceni Neto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

São Paulo

Ver mais

Tem perguntas sobre Adenoidectomia?

Nossos especialistas responderam 19 perguntas sobre Adenoidectomia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Em geral, quando o diagnóstico de hipertrofia (hiperplasia) das amígdalas e adenóides é estabelecido e portanto, definimos que há uma relação de causa e efeito entre o aumento de volume destes tecidos e os sintomas obstrutivos, a cirurgia para retirada destes é sim, resolutiva na imensa maioria dos casos. É importante ratificar que a ocorrência de um quadro alérgico (rinite) associado irá demandar também um tratamento clínico concomitante (medicamentoso e comportamental) no intuito de se mitigar os efeitos desta sobre a respiração.

  • 1335
  • 487
  • 2134
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Adenoide é um tecido localizado posterior ao nariz e que geralmente seu crescimento moderado ou acentuado causa respiração pela boca (obstrução nasal). Após cirurgia (adenoidectomia), uma minoria de pacientes apresenta novamente seu crescimento. A cirurgia não cura processos alérgicos e desvio do septo, bem como sinusites de repetição ou sinusites crônicas. Portanto, o retorno de sintomas nasais deve ser avaliado pelo otorrino para o correto dignóstico e tratamento.

  • 4
  • 5
  • 12
Dr. Ivan Senis Cardoso Macedo

Otorrino

São José dos Campos

Precisa de uma melhor avaliação e exame físico feito pelo otorrinolaringologista, pois se ainda mantem queixa de obstrução nasal e respiração oral, tem algum fator obstrutivo a ser avaliado e tratado, mas não necessariamente o problema seja apenas a adenoide, pois ela tende a regredir de tamanho após a infância-adolescência na maioria dos casos. Apesar de encontrarmos a adenoide hipertrofiada em alguns casos que persistem após adolescencia e até mesmo idade adulta, mas não é comum esta evolução.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 16
  • 5
  • 10
Dra. Renata Ferraz Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Maceió

Marcar consulta

Olá internauta. Não existe cirurgia a laser para adenóides. Na realidade o laser em otorrinolaringologia se restringe a muito poucos procedimentos que na maioria são de lesões laríngeas. Em vias aéreas superiores não usamos nem em adultos e nem em crianças.

  • 102
  • 47
  • 64
Dra. Solange Moura de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Joinville

Marcar consulta

Ver as 19 perguntas sobre Adenoidectomia