Cirurgia bariátrica - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Cirurgia bariátrica

Os especialistas falam sobre a Cirurgia bariátrica

Nesse procedimento misto realizado por videolaparoscopia é feito o grampeamento de parte do estômago reduzindo o espaço para o alimento, e um desvio do intestino inicial, que promove o aumento de hormônios que dão saciedade e diminuem a fome. Essa somatória entre menor ingestão de alimentos e aumento da saciedade é o que leva o organismo ao emagrecimento além de controlar o diabetes e outras doenças como hipertensão arterial.
Dr. Marcelo Falcão C. Vidal
Dr. Marcelo Falcão C. Vidal Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral

|

Fortaleza

A cirurgia bariátrica é um tratamento minimamente invasivo com excelentes resultados a longo prazo para o tratamento de pacientes que sofrem de obesidade mórbida e não conseguiram emagrecer por métodos não cirúrgicos mesmo após dois anos de tentativas clínicas. É o tratamento com melhores resultados de saúde e de aumento de expectativa de vida para aqueles pacientes que não conseguiram perder peso pelos métodos convencionais.
Dr. Marcelo de Abreu Pinto
Dr. Marcelo de Abreu Pinto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

|

Porto Alegre

A cirurgia bariátrica marca uma nova era no tratamento do obesidade. Hoje encontramos pacientes operados há vários anos com melhora importante da qualidade de vida. O acompanhamento do endocrinologista previne o reganho de peso no pós operatório assim como possiveis deficiencias de vitaminas e minerais induzidos pelo tratamento cirurgico. Com mais de 10 anos de experiencia em diferentes equipes cirurgicas,acompanhamos pacientes de pré e pos operatório de cirurgia bariátrica e metabólica.
Dra. Ana Carolina Nader Vasconcelos Messias
Dra. Ana Carolina Nader Vasconcelos Messias Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Endocrinologista pediátrica

|

Niterói

Cirurgia minimamente invasiva por videolaparoscopia. Retorno precoce as atividades.
Dr. Marlon Rangel
Dr. Marlon Rangel Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

|

Curitiba

Obesidade é a doença da modernidade: o sedentarismo, a falta de tempo e a alimentação pouco saudavel contribuem muito para o ganho de peso. Muitos tentam dietas por anos, tomam remédios e ficam no efeito sanfona: emagrecem e engordam. O excesso de peso aumenta o risco de morte por doenças do coração, pode provocar diabetes, problemas na coluna e piora muito a qualidade de vida. A Cirurgia Bariátrica é um método de tratamento para a obesidade, feita por laparoscopia (cirurgia dos furinhos), sendo autorizadas no Brasil as técnicas de Bypass, Sleeve, Derivação Bilio-digestiva e Banda Gástrica. Como membro da Clileal, realizamos as técnicas de Bypass e Sleeve. Tem duvidas? Marque uma consulta.
Dra. Maria Carolina Storte
Dra. Maria Carolina Storte Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

|

Santos

Ver mais

Tem perguntas sobre Cirurgia bariátrica?

Nossos especialistas responderam 71 perguntas sobre Cirurgia bariátrica.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Não existe um impedimento de realizar a cirurgia de sleeve pra quem tem hérnia de hiato, no entanto, nesses casos, o bypass é uma opção melhor. De qualquer forma ainda é melhor realizar o sleeve do que não tratar a obesidade. O argumento de que o sleeve é uma cirugia menos radical, embora tenha fundamento, tem que ser bem analisado pois ambas cirurgia têm diversas vantagens. Recomendo que você procure um cirurgião do aparelho digestivo com experiência em cirurgia bariátrica para uma avaliação completa e para que ele possa lhe explicar detalhadamente as cirurgias. Mesmo que exista muita informação disponível na internet, a melhor forma de entender melhor a obesidade e seus tratamentos é em uma consulta médica.

  • 120
  • 42
  • 144
Dr. Marcelo de Abreu Pinto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Porto Alegre

Marcar consulta

Sim porque o seu IMC está 36,8. Pela nova resolução do CFM agora de 2016, aumentou a lista das doenças que pode fazer cirurgia bariátrica com IMC acima de 35. Além de hipertensão, entrou síndrome de ovários policísticos, depressão, infertilidade, hemorroidas, refluxo, hérnia de disco, pedra na vesícula, insuficiência cardíaca, osteoartroses (dores no joelho), apneia do sono (ronca muito) entre outras. Para autorização do convênio geralmente precisa de carta do endocrinologista dizendo que você já tentou emagrecer durante dois anos. O tratamento abrange equipe multidisciplinar com psicólogo, nutricionista e endocrinologista para garantir a menor chance de reganho possível. E para os pacientes que não tem convênio, eu e um colega da USP nos reunimos para fazer atendimento para a população em um dia da semana e obtivemos pacotes particulares imbatíveis no hospital. Consulte um cirurgião experiente, isso faz a diferença.

  • 565
  • 113
  • 1622
Dra. Clarissa Alster Vicente Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgiã do aparelho digestivo, Cirurgiã geral

São Paulo

Marcar consulta

Os dados científicos não revelam aumento substancial de doenças autoimunes em pacientes submetidos ao bypass gástrico. Existem relatos raros de pacientes com síndromes inflamatórias autoimunes pós cirurgia da obesidade, em especial o bypass, entretanto precisamos de mais estudos e pesquisa genética sobre o tema. Neste ínterim, particular cuidado deve ser tomado em pacientes submetidos a cirurgia bariátrica que possuam lúpus eritematoso sistêmico, por exemplo. Nesta situação a absorção da medicação, após a cirurgia, pode ser alterada e o tratamento da doença não ser apropriado.

  • 9
  • 1
  • 6
Dr. Lucas Félix Rossi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

São Paulo

Marcar consulta

Olá. Boa tarde. Eu não recomendo você viajar tão cedo. Você estará em um pós operatório muito recente. É fundamental estar próximo da equipe que você escolheu para operar. Nunca sabemos qual será a sua condição clínica, além de necessitar de um período de adaptação em relação ao aspecto alimentar/nutricional. Espere um pouco e dê prioridade à sua recuperação. Boa sorte.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 92
  • 95
  • 78
Dr. Thiago Limoli Bueno Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endocrinologista, Médico clínico geral

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 71 perguntas sobre Cirurgia bariátrica