Cirurgia endoscópica nasossinusal - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Cirurgia endoscópica nasossinusal

Os especialistas falam sobre a Cirurgia endoscópica nasossinusal

A cirurgia endoscópica nasossinusal atual possui indicação tanto para doenças inflamatórias como sinusites, bem como para tumores da região do nariz e cavidades dos seios paranasais. Atualmente são realizados com o auxílio de fibras ópticas e material de vídeo, que auxiliam o trabalho do cirurgião e possibilitam menor trauma no procedimento. O uso de tampões nasais pós-cirurgia também são cada vez menos usados, pois geralmente dá-se preferência pelo uso da cauterização no controle da hemostasia. A maioria das cirurgias nasais são realizadas com menos de 24 horas de internação hospitalar, possibilitando ao paciente um rápido retorno para sua residência e maior conforto.
Dr. Paulo Saraceni Neto
Dr. Paulo Saraceni Neto Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

São Paulo

Este é um termo designado para descrever as cirurgias realizadas em fossas nasais e seios paranasais com o auxílio de endoscopia, visando utilizar os orifícios naturais do nariz para a realização da cirurgia e causando menor trauma cirúrgico. Indicações: Rinossinusite crônica com ou sem polipose nasossinusal, pólipos nasais isolados, tumores, cirurgia do septo e dos cornetos e acessos cirúrgico a tumores intracranianos. Técnica: utilizando endoscópios de diversas angulações acoplados a câmeras HD utiliza-se as narinas para acessar as fossas nasais e seios paranasais e remover as doenças específicas através de pinças ou microdebridadores. Sem cicatrizes externas.
Dr. Édio Cavallaro
Dr. Édio Cavallaro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Rio de Janeiro

A cirurgia sinusal realmente evoluiu ao longo dos anos. A cirurgia de sinusite era realizada através de incisões externas (cortes cirúrgicos no rosto e na boca), exigia intenso tamponamento nasal (isto é, gaze ou outro material colocado no nariz para controlar o sangramento após a cirurgia), causava dor e desconforto importantes, seguidos frequentemente por um longo período de recuperação. Com avanços recentes na tecnologia, incluindo o endoscópio nasal, a cirurgia sinusal agora é comumente realizada através do nariz, sem incisões faciais ou faciais. Hoje, a cirurgia endoscópica do seio geralmente é feita, geralmente, sem tamponamento nasal, dor leve e tempo de recuperação curto.
Dr. Nelson Almeida D'Avila Melo
Dr. Nelson Almeida D'Avila Melo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Aracaju

A Sinusectomia é a cirurgia que reestabelece a ventilação dos seios da face através da sua abertura e limpeza. Atualmente ela é prioritariamente endoscópica, portanto sem cicatrizes externas. Está indicada na sinusite crônica de forma complementar ao tratamento medicamentoso como forma de aliviar principalmente os sintomas de obstrução nasal (=nariz entupido) e hiposmia (=dificuldade de sentir cheiros ou sabores).
Dra. Juliana Gama Mascarenhas
Dra. Juliana Gama Mascarenhas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Goiânia

Originalmente, a cirurgia dos seios paranasais convencional tinha como objetivo a drenagem de secreções sinusais e a remoção da mucosa doente dos seios, com técnicas cirúrgicas abertas e ressecções amplas de estruturas nasais. A introdução e desenvolvimento da cirurgia endoscópica funcional dos seios paranasais (FESS – Functional Endoscopic Sinus Surgery) ocorreu na Europa, com o objetivo de reestabelecer a função nasal (ventilação e drenagem eficiente das secreções), e hoje possui as mais variadas indicações nas doenças otorrinolaringológicas. A cirurgia endoscópica nasossinusal permitiu a abordagem cirúrgica com melhor visualização do campo operatório com menores chances de complicações.
Dra. Janaína Kopp
Dra. Janaína Kopp Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Rio de Janeiro

Ver mais

Tem perguntas sobre Cirurgia endoscópica nasossinusal?

Nossos especialistas responderam 3 perguntas sobre Cirurgia endoscópica nasossinusal.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Em alguns casos sim outros não. O importante é saber a causa para ver se é possível alguma melhora com tratamento. As causas vão desde um resfriado comum até situações mais difíceis.

  • 7
  • 5
  • 12
Fábio Zanini Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Florianópolis

Sim, naturalmente. Em geral recomendamos 5 dias de repouso absoluto, mais 5 de repouso relativo (atividades leves domiciliares) e mais 5 de repouso com restrições a atividades físicas apenas. Após 15 dias, em geral, o paciente está liberado para quase tudo.

  • 1335
  • 486
  • 2045
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Para fazer a cirurgia nasossinusal precisamos de um endoscópio, que é uma câmera que fica apoiada no nariz. Se sua fratura foi pequena e portanto não foi preciso reduzir a fratura (recolocá-la no lugar) é melhor deixar para operar após ele cicatrizar. Por outro lado, se ficou torto (laterorrinia) após o acidente, seu otorrino pode fazer a cirurgia nasossinusal e no fim, reposicionar a fratura, para permitir que cicatrize melhor.

  • 202
  • 70
  • 289
Dr. Henrique Penatti Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Piracicaba

Ver as 3 perguntas sobre Cirurgia endoscópica nasossinusal