Endoscopia Digestiva - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Endoscopia Digestiva

Tem perguntas sobre Endoscopia Digestiva?

Nossos especialistas responderam 71 perguntas sobre Endoscopia Digestiva.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Se durante a endoscopia for realizada a biópsia para pesquisa do H. pylori, o ideal é que haja um intervalo de 15 dias entre a última dose do omeprazol e a realização da endoscopia. À disposição.

  • Obrigado 4
  • 1 especialista está de acordo
  • 743
  • 276
  • 820
Fabio Luiz Maximiano Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista, Médico clínico geral

São Paulo

Marcar consulta

A hérnia de hiato é uma doença em que uma parte do estômago se projeta pra dentro do tórax por meio de uma abertura no músculo diafragma, abertura esta chamada de hiatoesofagiano. Por mais volumosa que a hérnia seja não há possibilidade de ferimentos, a não ser que o exame seja realizado por um profissional não habilitado.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 197
  • 62
  • 230
Dr. Carlos Sérgio Menezes Mendes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Endoscopista, Gastroenterologista

Rio de Janeiro

Normalmente toda gastrite é química, pois o ácido clorídrico seu maior causador é produzido pelo próprio estômago. Normalmente ele não agride a parede gástrica porque o estômago é forrado. Quando esse forro diminui ou o teor ácido aumenta quebra-se essa ponte de equilíbrio e aparece a gastrite. Outras substâncias químicas ingeridas, como a aspirina e anti inflamatórios podem ser os agressores. Não havendo metaplasias, Helicobacter pylori e atrofia o quadro não é grave e pode ser revertido pelo seu médico, esse mesmo que pediu a ultra.

  • 142
  • 2
  • 47
Geraldo Siffert Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Olá. O achado de gastrite crônica e metaplasia intestinal é muito frequente, principalmente na população mais idosa e de longa exposição à infecção pelo H. pylori. A ausência do H. pylori pode ser explicada por falta de detecção do mesmo durante o método diagnostico realizado ou por erradicação prévia. Em relação a gravidade do achado, deve-se analisar se esta metaplasia é local ou difusa, isto é, se está em todo o estômago. De qualquer forma, o seu médico gastroenterologista é a melhor pessoa para te orientar a respeito de como será o seguimento.

  • 29
  • 2
  • 17
Dr. Rodrigo Lovatti Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Gastroenterologista

Ipatinga

Marcar consulta

Ver as 71 perguntas sobre Endoscopia Digestiva