Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU) - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU)

Informação sobre Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU)

A Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU) é um procedimento médico, rápido, simples e seguro de esvaziamento uterino para o tratamento do aborto retido ou incompleto no primeiro trimestre da gestação. A maioria das mulheres que procuram atenção de emergência para as complicações do aborto sofreram um aborto incompleto, o que significa que o útero não foi evacuado completamente e contém tecido residual. Se não é tratado oportunamente por meio de uma evacuação manual intra-uterina, o aborto incompleto pode causar hemorragia ou infecção, que podem resultar em morte. Em quase todos os casos, a Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU) sob anestesia local é o tratamento mais apropriado para as complicações pós-aborto. A AMIU também tem indicações para: Biópsia de endométrio, confirmação de câncer de endométrio, infertilidade primária e secundária, sangramento anormal uterino, amenorréia, hiperlasia, infecções crônicas do endométrio, monitoração da terapia de reposição homornal e neoplasia intra-uterina. A AMIU é uma tecnologia inovadora e eficiente que consiste na aspiração do conteúdo uterino através de um aspirador à vácuo acoplado a cânulas de plástico semi-flexível de diferentes espessuras. A aspiração manual compreende um jogo de cânulas plásticas flexíveis de tamanhos que variam de 3 a 12mm de diâmetro, além de um jogo de dilatadores anatômicos nos mesmos diâmetros, seringas de vácuo com capacidade para 60ml e um jogo de adaptadores para conectar a cânula à seringa. Preferentemente, deve ser feita sob anestesia local (paracervical) ou outra anestesia. A técnica consiste em dilatar o colo uterino até que fique compatível com a idade gestacional. A Aspiração Manual Intra-Uterina consiste em introduzir uma cânula dentro do útero, na qual é conectada uma espécie de seringa de grandes porporções. Após isto, é feito o vácuo dentro da seringa e a seguir abre-se uma torneirinha (que fica na conexão com a cânula) por onde todo conteúdo intra-uterino é aspirado para a seringa, tomando-se o cuidado de verificar o momento correto do término do procedimento, ocasião esta em que se sente a aspereza das paredes uterinas, a formação de sangue espumoso e o enluvamento da cânula pelo útero, e em que as pacientes sob anestesia paracervical referem cólicas. A Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU) tem sido usada, como alternativa segura e eficaz à curetagem uterina (D&C). Permite a utilização instrumental de fácil manuseio e sua técnica é de simples execução. Outras vantagens do método são: a aceitabilidade por parte dos médicos, a satisfação das pacientes, o uso de anestésicos locais em substituição à anestesia geral e o tempo de recuperação da paciente (é mais curto). A AMIU reduz o risco de complicações durante o tratamento. As taxas de complicações são consideravelmente mais baixas para os procedimentos de Aspiração Manual Intra-Uterina, tanto elétrico quanto manual, do que para a curetagem uterina. As complicações mais frequentes são perfuração uterina, sangramento persistente e esvaziamento incompleto. As contra-indicações da Aspiração Manual Intra-Uterina são perfuração uterina, gravidez com mais de 12 semanas e dilatação cervical com mais de 12 mm.

Possui uma dúvida concreta sobre Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU)? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU)

A AMIU é um procedimento para esvaziar o útero, usado para casos de aborto ou mola hidatiformes (um problema da placenta em uma gravidez patológica) ou para sangramento exagerado fora da gravidez. Na AMIU é usada uma seringa de plástico que faz um vácuo e uma cânula de plástico inserida dentro do útero para retirar o material. é um procedimento rápido e simples, feito com anestesia no hospital. Tem muitas vantagens em relação à curetagem (outro procedimento usado para os mesmos casos). Na curetagem é passada uma colher cortante de metal dentro do útero. Isso causa mais risco de perfurar o útero, ou causar aderências ou deixar restos de material. Na AMIU esses riscos são muito menores.
Prof. Maurilio Batista Palhares Junior
Prof. Maurilio Batista Palhares Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Maringá

A AMIU substitui a curetagem uterina tradicional no esvaziamento do útero após um aborto incompleto ou retido. Sua vantagem sobre a curetagem tradicional é o fato de ser menos agressivo por não funcionar apenas como 'raspagem', mas com uma aspiração por vácuo, o que traz menos risco de cicatrizes uterinas. Também tem menor risco de perfuração do útero, pois é uma cânula plástica e flexível, diferente da cureta que é rígida por ser metálica.
Diego Di Marco Ataides
Diego Di Marco Ataides Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Florianópolis

Esse método tem a vantagem de poder ser realizado com analgesia e/ou sedação. Utiliza seringas valvuladas e cânulas plásticas flexíveis (cânulas de Karman) e está indicado para abortamentos de primeiro trimestre. A seringa exerce pressão a vácuo para aspirar o conteúdo uterino através da cânula. Material coletado é posteriormente enviado para exame de anátomo patológico.
Dra. Ana Cecília Gonçalves Job
Dra. Ana Cecília Gonçalves Job Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Caetano do Sul

Ver mais

Tem perguntas sobre Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU)?

Nossos especialistas responderam 155 perguntas sobre Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU).

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Se houve ovulação é possível sim, porém não é recomendável! O ideal é você buscar avaliação ginecológica especializada para um exame físico e complementar!! A disposicao

  • 199
  • 275
  • 290
Dra. Alyk Vargas Alcobia Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

São Paulo

Marcar consulta

Olá! Como tem apresentado sintomas de dor calafrios será preciso avaliação mais detalhada para descartarmos processos infecciosos ( que podem ser inerentes à tratamentos cirúrgicos). Não é comum queixas assim após o procedimento!

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 81
  • 49
  • 228
Dra. Ana Carolina Lucio Pereira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista, Médica clínica geral , Médica de tráfego

São José dos Campos

Marcar consulta

Olá. Sempre siga as orientações pós-operatórias do seu médico. Esclareça suas dúvidas. Agende a sua consulta de reavaliação. Cheque o resultado da biópsia do AMIU. Após o AMIU ou curetagem, você poderá ovular após 15 dias. Não corra o risco de uma gravidez indesejada!!! Discuta a sua anticoncepção. Converse com o seu médico.

  • 7075
  • 2742
  • 6653
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Olá. Sempre siga as orientações pós-operatórias do seu médico. Converse com ele sobre a liberação para relações sexuais, atividades de vida habituais e atividades físicas. Esclareça suas dúvidas. Possivelmente, você poderia fazer uma nova cirurgia após 1 mês do AMIU. Mas qual seria a indicação da sua cirurgia? A endometriose é uma doença benigna que cursa com dor pélvica, cólicas menstruais e dores na relação sexual. O tratamento visa a melhora das dores, o bom funcionamento dos órgãos pélvicos como bexiga e intestino e permitir uma gravidez espontânea. Com isso, você terá uma melhora da sua qualidade de vida e do seu bem estar. Essa tratamento não necessariamente é cirúrgico. As medicações anticoncepcionais e hormonais podem ser usadas no tratamento, assim como a fisioterapia e acupuntura. A endometriose não é a causa do seu aborto. Se você engravidou espontaneamente, as suas trompas estão saudáveis e uma nova gravidez é possível. Converse com o seu médico. Discuta o seu tratamento.

  • 7075
  • 2742
  • 6653
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 155 perguntas sobre Esvaziamento uterino pos abortamento por Aspiração Manual Intra-Uterina (AMIU)