Nasofibrolaringoscopia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Nasofibrolaringoscopia

Os especialistas falam sobre a Nasofibrolaringoscopia

É um exame endoscópico que permite enxergar toda a fossa nasal, até sua porção mais posterior, a presença ou não de adenóides e desvio de septo, as regiões que se comunicam com os seios da face, além da orofaringe e laringe (região onde ficam as cordas vocais). Geralmente, para o exame ser menos desconfortável, faz-se uso de spray de anestésico tópico nasal. É um exame muito útil e de realização em alguns minutos.
Dra. Carolina Cozzi Machado
Dra. Carolina Cozzi Machado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Piracicaba

Realizo este exame em meu consultório, sem necessidade de sedação. É um exame rápido, geralmente poucos minutos qual será introduzido uma pequena sonda com uma ponta de luz o qual avaliarei na televisão por dentro do nariz do paciente possíveis alterações como rinite, hipertrofia de cornetos, desvio de septo, sinusite, hipertrofia de adenoides,tumorações. Se o paciente quiser ele pode acompanhar na televisão conjuntamente comigo ao mesmo tempo que realizo o exame e assim saber o que esta acontecendo. Posso realizar a pedido de outros médicos ou posso realizar em meus pacientes que julguei necessário após a consulta médica comigo e assim para estes posso indicar um tratamento imediato.
Dr. Paulo da Veiga Ferreira Mendes Junior
Dr. Paulo da Veiga Ferreira Mendes Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Curitiba

É um exame realizado em consultório médico e demora cerca de 5 a 10 minutos. Antes do início do exame, um spray de anestésico, não sedativo, é administrado no nariz para diminuir o incômodo e enjôo. A medicação ocasiona uma leve dormência no nariz e garganta e pode dar a sensação de leve inchaço na garganta. Não se assuste, é apenas o anestésico funcionando. Uma câmera muito fina, da espessura de um macarrão (3,2 mm), é introduzida no nariz para visibilização das cavidades nasais, faringe, laringe (pregas vocais). Costuma ser indolor e durante o exame o paciente é solicitado a repetir alguns sons e frases. Você não deve beber ou comer até a sensação de anestesia cessar (cerca de 40 minutos).
Dr. Nelson Almeida D'Avila Melo
Dr. Nelson Almeida D'Avila Melo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Aracaju

É popularmente conhecido como " Naso" é um exame diagnóstico que consiste na introdução de uma fibra óptica flexível (bem fina) pelo nariz, o que torna possível a visualização das estruturas do nariz até o fim da garganta e pode ser facilmente realizado em nosso consultório apenas com anestesia local. É, atualmente, o método mais utilizado para a avaliação anatômica e funcional das cavidades nasais, da faringe e da laringe podendo ser realizado até mesmo em crianças com a ajuda dos pais proporcionando também ao paciente ver as imagens de seu exame. Quando pode ser acompanhado através de uma tela é chamado de videonasolaringoscopia. Não precisa de jejum e pode ser feito em crianças.
Dra. Amanda Lucas da Costa
Dra. Amanda Lucas da Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Porto Alegre

A nasofibrolaringoscopia é um exame muito importante para o Otorrinolaringologista fornecer um diagnóstico das principais doenças do nariz, garganta e ouvidos. A través da tecnologia de uma fibra óptica pequena e flexível consegue-se visualizar as estruturas dentro da cavidade nasal, faringe e laringe na consulta. Quando adequadamente habilitado, o profissional é capaz de identificar alterações como: desvios septais, aumento dos cornetos, polipos nasais, aumento de adenoides, alterações da anatomia que geram ronco e apneia, lesões das cordas vocais, refluxo esofágico para laringe e até mesmo tumores. Procure seu médico para saber mais.
Dra. Paula De Oliveira Oppermann
Dra. Paula De Oliveira Oppermann Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

|

Porto Alegre

Ver mais

Tem perguntas sobre Nasofibrolaringoscopia?

Nossos especialistas responderam 11 perguntas sobre Nasofibrolaringoscopia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Nao precisa ficar em jejum! O exame é bem simples, realizado no proprio consultório e sem nenhuma sedação. ALguns pacientes podem apresentar ânsia de vômito, mas com calma e tranquilidade o exame pode ser realizado!

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 14
  • 1
  • 13
Dra. Karine Tabata Carvalho Bispo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Brasilia

Marcar consulta

Sim, elas configuram uma lesão nas pregas vocais, porém de característica benigna. O tratamento varia entre fonoterapia e cirurgia em casos selecionados.

  • 156
  • 54
  • 147
Dr. Henrique Penatti Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Piracicaba

Marcar consulta

Prezado/a paciente internauta, É possível que tais agravos tenham sim ocorrido em função da solução anestésico-vasoconstrictora empregada. Trata-se de uma reação improvável é bastante incomum, sobretudo pelo fato de que ambos os medicamentos descritos possuem ação eminentemente tópica / local e, em tese, baixa absorção sistêmica. Mas ao que parece, no seu caso, pode se supor que uma maior absorção, principalmente da nafazolina, ocorreu desencadeando o quadro.

  • 1288
  • 444
  • 1086
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Olá. Não. Pólipos são lesões que podem estar presentes em rinossinusite crônica devido a transformação da mucosa da cavidade nasal/ seios da face que pela inflamação crônica se modifica e formam lesões de aspecto polipóide. Já o nasoangiofibroma é uma lesão neoplásica de aspecto benigno, porém bastante invasiva, de origem vascular. É bastante rara e acomete exclusivamente pessoas do sexo masculina jovem. Geralmente o aspecto visual/ endoscópico pode ser utilizado para diferenciação destas duas lesões, além de toda história clínica. Caso de melhores esclarecimentos, agende uma consulta com um otorrinolaringologista. Até mais

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 29
  • 16
  • 22
Dr. Carlos Henrique Tolomei Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Bauru

Ver as 11 perguntas sobre Nasofibrolaringoscopia