Perguntas sobre Nasofibrolaringoscopia

Tem perguntas sobre Nasofibrolaringoscopia?

Nossos especialistas responderam 23 perguntas sobre Nasofibrolaringoscopia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Perguntas sobre Nasofibrolaringoscopia

23Perguntas

49Respostas

37Especialistas de acordo

65Pacientes agradecidos

Bom dia! A infecção por HPV nas vias aéreas pode tanto ser assintomática quanto gerar lesões semelhantes à verrugas e papilomas. O exame de nasofibrolaringoscopia tem a capacidade de detectar a ocorrência destas lesões, sem dúvidas, mas não consegue excluir uma infecção assintomática. Procure seu otorrino para tirar todas as dúvidas. Espero ter sido útil.

  • Obrigado 3
  • 1 especialista está de acordo
  • 63
  • 36
  • 36
Matheus de Souza Campos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Brasília

Marcar consulta

Ver as 4 respostas

Nao precisa ficar em jejum! O exame é bem simples, realizado no proprio consultório e sem nenhuma sedação. ALguns pacientes podem apresentar ânsia de vômito, mas com calma e tranquilidade o exame pode ser realizado!

  • Obrigado 6
  • 1 especialista está de acordo
  • 15
  • 1
  • 18
Dra. Karine Tabata Carvalho Bispo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Brasília

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

Este exame pode sugerir um Refluxo alto (Laringofaringeo), mas não o Gastro-esofagico.

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 3
  • 1
  • 3
Luiz Antonio Barbosa da Silva Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Recife

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

Bom dia! Não há restrição à realização do exame em virtude de processos infecciosos como gripe. Mas vale ressaltar que, em virtude do processo inflamatório, pode haver alterações no resultado do exame. Converse com seu otorrino para tirar todas as dúvidas e avaliar o melhor momento para realização do exame.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 63
  • 36
  • 36
Matheus de Souza Campos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Brasília

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

A videoendoscopia Nasal é feita com endoscópio rígido , e é possível avaliar as estruturas por dentro do nariz somente até as adenóides . A Nasofibrolaringoscopia é feita com endoscópio flexível e além das estruturas internas do nariz ,pode também avaliar a Laringe e o esfíncter velo palatino . Muitas vezes é preferido a nasofibrolaringoscopia quando os pacientes possuem reflexo nauseoso, quando realizada a videolaringoscopia ou quando a fossa Nasal possue obstrução que impede a progressão de um endoscópio rígido já que o flexível é mais fino e maleável .Espero ter ajudado!

  • 5
  • 2
  • 2
Dra. Sabryna Farneze Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

Inicialmente precisamos saber se tem episódios de disfonia e correlacionar com suas atividades com demanda vocal para que junto ao fonoaudiólogo possa ser traçada uma conduta terapêutica na tentativa de corrigir a fenda vocal. Quanto à vasculodisgenesiaa, alguns casos podem estar relacionados com cistos vocais e nestes casos existe a possibilidade de abordagem cirúrgica.

  • 62
  • 8
  • 70
Marcelo Cardoso Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 3 respostas

São nomes diferentes para o mesmo exame. Ele é realizado através de anestesia tópica (com uso de spray), dura poucos minutos e é considerado não invasivo. Por permitir diagnosticar doenças do nariz, faringe e laringe é um exame muito valioso na prática da otorrinolaringologia.

  • 11
  • 4
  • 14
Dr. João Paulo Catunda Bastos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Otorrino

Fortaleza

Ver as 3 respostas

Não existe uma tabela que fixe valores do procedimento, vai variar da cidade, da localização, da experiência do médico. Como todas as relações que envolvem compra e venda de serviços, é a lei de mercado (oferta e procura) quem vai influenciar o valor do procedimento. O melhor seria você fazer um levantamento de valores com especialistas de sua confiança, ou que tenham indicado para você.

  • 121
  • 90
  • 519
Dr. Joao Renato Poli Swensson

Otorrino

Sorocaba

Ver as 2 respostas

Prezado paciente, Não é exatamente e mesma coisa. Ambos os exames se destinam a avaliação da laringe e da via aérea superior. A diferença é que a Naofibrolaringoscopia (ou fibronasolaringoscopia) se vale do emprego de uma fibra óptica flexível e do acesso pela via nasal, o que trará a vantagem de ser tolerada em pacientes pediátricos, com hiperreflexia nauseosa e ainda nos trará informações sobre as cavidades nasais - sendo a sua desvantagem, um menor detalhamento, com menos riqueza da imagem da laringe, mais abaixo. Já a videolaringoscopia, que se for pelo emprego dafibra óptica rígida de 70o (geralmente é), avaliará pela via oral, "apenas" esta cavidade, a supraglote e a glote, sendo a sua imagem, melhor para a laringe e as pregas vocais do que aquela gerada pela fibra flexível. Espero ter esclarecido. Um fraterno abraço!

  • 1335
  • 488
  • 2223
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Ver as 2 respostas

Prezado/a paciente internauta, É possível que tais agravos tenham sim ocorrido em função da solução anestésico-vasoconstrictora empregada. Trata-se de uma reação improvável é bastante incomum, sobretudo pelo fato de que ambos os medicamentos descritos possuem ação eminentemente tópica / local e, em tese, baixa absorção sistêmica. Mas ao que parece, no seu caso, pode se supor que uma maior absorção, principalmente da nafazolina, ocorreu desencadeando o quadro.

  • 1335
  • 488
  • 2223
Dr. Gustavo Guagliardi Pacheco

Medico do Sono, Otorrino

Rio de Janeiro

Ver as 2 respostas

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia: