Retirada de marcapasso - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Retirada de marcapasso

Tem perguntas sobre Retirada de marcapasso?

Nossos especialistas responderam 4 perguntas sobre Retirada de marcapasso.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Se a indicação cirúrgica foi correta, não há como retirar o marcapasso, pois a lesão é definitiva. A retirada do sistema, poderia ocorrer em situações; como no pós-operatório de cirurgia cardiaca, no qual uma lesão aparentemente foi definitiva, porém o paciente recupera o ritmo, devido absorção do edema que a provocou; situação semelhante também pode ocorrer após ablação.

  • 1
  • 0
  • 0
Prof. Jose Jazbik Sobrinho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Cirurgião cardiovascular

Rio de Janeiro

Marcar consulta

O marcapasso qdo bem indicado é tratamento definitivo. Não se retira o marcapasso. Mas é possivel trocar o gerador , qdo a bateria dá sinais de que esta chegando ao fim., neste caso mantemos os eletrodos e trocamos apenas o gerador.

  • 9
  • 9
  • 7
Andrea Miziara Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista, Intensivista

Uberaba

Olá ! As indicações para implante de dispositivos cardíacos eletrônicos (DCEIs), como marcapassos ou o seu CDI, se devem a diagnósticos que não respondem somente ao tratamento com medicamentos e, via de regra, são condições irreversíveis. Assim, a avaliação de cada paciente que precisa do implante de um dispositivo desse é muito cuidadosa e precisa de todas as evidências e exames possíveis. Por fim, a indicação é feita também com base em regulamentações técnicas e científicas, aprovadas pelas grandes Sociedades de Cardiologia, do Brasil e do mundo. Levando-se tudo isso em consideração, entende-se que o marcapasso ou CDI que foi implantado não deve ser retirado completamente nunca mais, pois ele passa a fazer parte fundamental do tratamento da pessoa. Pelo contrário : Na maioria das vezes, sua vida normal do dia-a-dia passa a depender do dispositivo. O que se retira é apenas o gerador, quando sua bateria se esgota, em uma cirurgia onde ele é substituído por um novo.

  • 61
  • 12
  • 51
Dr. Luciano Jannuzzi Carneiro

Cardiologista, Cirurgião cardiovascular

Santos

Parecer CRM: "A retirada de dispositivos cardíacos eletrônicos, de pacientes ou cadáveres, é ato médico, devendo ser realizado por médico. O procedimento é obrigatório nos casos de cremação do cadáver, sendo, nestes casos, de caráter privado e particular. O dispositivo não pode ser reutilizado e, portanto, não deverá ser entregue aos responsáveis ou representantes legais do falecido. O descarte destes dispositivos, na qualidade de resíduo hospitalar contaminado e poluente, deverá ser efetuado pelo serviço, ou profissional de saúde , que realizou a retirada." Sugiro você retornar ao serviço que retirou o marcapasso para que seja dada o correto destino do dispositivo na qualidade de resíduo hospitalar.

  • 40
  • 5
  • 13
Márcio Campos Sampaio Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cardiologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 4 perguntas sobre Retirada de marcapasso