A terapia de casal precisamos fazer juntos ou só eu na primeira consulta?

Olá!
Fora o que já foi respondido, diria ser interessante avaliar o que gostaria com o tratamento, se é algo que quer que seu par mude, se é algo que você individualmente quer trabalhar, se sente que os dois precisam trabalhar questões. Isso pode direcionar o tratamento. Uma psicoterapia individual pode, por exemplo, permitir maior liberdade de falar sobre às queixas que o par da relação parece fazer existir, na relação consigo mesmo, uma vez que às vezes não queremos que o outro saiba toda nossa história. É importante avaliar qual é a queixa e quem se benificaria com o atendimento.

Primeiramente acho importante acolher o casal para conhecer e entender a demanda. Depois, conforme o caso, podem acontecer sessões individuaus.

Boa tarde! A terapia de casais é realizada com os dois. Porém existem exceções onde é necessário a sessão individual também, porém o caso precisa ser avaliado para observar se há ou não a necessidade.

Olá, a maioria das sessões são realizadas com o casal... uma vez ou outra são chamados separadamente, conforme a necessidade.

Olá,
Depende de cada profissional e abordagem de atendimento.
Eu costumo receber o casal na primeira consulta. É importante, pois verifico a necessidade e como iniciar o trabalho. Porém, o processo é diferente e varia de casal para casal. Às vezes é necessário fazer sessões individual intercaladas, mas no início recebo sempre os dois.
Espero ter respondido e ajudado.

Olá!
Geralmente a primeira sessão da terapia de casal é feita em conjunto. Costumo fazer, no mínimo, uma sessão individual para cada cônjuge, para um maior entendimento do caso. Porém, nada impede que você tenha uma sessão individual antes da sessão conjunta, até mesmo no sentido de avaliar se a necessidade maior é a terapia de casal ou a individual.
Abraços!

Olá!!
A proposta terapêutica para casais consiste em focar a relação do casal, na qual os dois partipam em conjunto da sessão!
Mas nada impede de você fazer um primeiro contato sozinha com um psicoterapeuta, para identificar a sua necessidade.
Abraços!!

A terapia de casal é juntos, mas inicialmente pode ser interessante uma prévia individual e após essa avaliaçao decidir se farao em conjunto ou cada um buscará seu próprio terapeuta.

A terapia de casal, como o nome diz, é para o casal. É uma terapia voltada para a relação entre os dois. Recomendável que se trate de psicoterapia, ou seja, promovida por um (a) psicólogo(a). Um abraço!

Olá. Ideal que neste primeiro momento de contato com o psicólogo, a entrevista inicial seja feita pelos dois. Nesta fase é essencial que vocês sintam se existe ou não identificação com o profissional e se ele é a pessoa adequada para lidar com as questões que serão trazidas. Esta percepção deve ser unanime, para que o melhor resultado seja possível. Durante o processo, caso haja necessidade de alguns atendimentos individuais, com certeza isso será apontado. Tente e seja feliz!

É preciso fazer uma primeira entrevista com o casal antes de iniciar o processo terapêutico. Abraços!

Sua pergunta me causa certa curiosidade e já é um sinal para avaliarmos a sua demanda com cautela, num primeiro momento. A partir dessa investigação na primeira sessão, é possível construirmos juntos um plano de tratamento.
Fico à disposição para maiores informações.

Na literatura técnica de terapia de casal há recomendações tanto de intervenções em que o casal vai junto desde a primeira sessão, quanto de intervenções em que o casal passa separadamente de forma alternada. Ambas possuem evidências empíricas de que são eficazes. Particularmente, acho mais apropriado que o casal vá inicialmente separado por três motivos. Primeiro, para avaliar se de fato o mais indicado seria terapia de casal ou se, na verdade, o melhor seria terapia individual. Segundo, é mais produtivo perguntar sobre o que traz o casal à terapia separadamente, pois se estiverem juntos, isso pode gerar acusações e conflitos, piorando ainda mais a relação. E terceiro, para verificar se há algo que um dos cônjuges não quer falar na frente do outro, mas faz questão que eu saiba. Por exemplo, às vezes um dos cônjuges já desistiu da relação e optou pelo divórcio, mas está com dificuldades de falar e precisa de ajuda justamente para facilitar essa separação. Espero ter ajudado!

Desde a primeira consulta, o atendimento é conjunto.

Bom dia !

Não existe uma regra , um critério ou restrição. Porém é importante a presença do casal , isto não é uma obrigatoriedade ou será imposto , porém no decorrer do tratamento a presença do parceiro(a) será pertinente e , este momento será devidamente monitorado pelo profissional responsável.

Abs

Respondendo a pergunta acima, eu particularmente acostumo reservar um horário individual para que cada um possa expor suas dificuldades relacionada ao âmbito conjugal.Nas sessões seguintes atendo o casal, afim de explanar as questões apresentadas. Esclarecendo que o acolhimento da demanda é sempre prioridade, portanto cada profissional tem seu modo de atuar.

Depende do grau de adultecimento de cada um. Aquele que apresentar menos adultecido necessita de mais suporte emocional individualizado para se preparar para a terapia de casal. No EMDR, uma nova terapia, é possível terapia conjugada. O resultado surpreendente. O crescimento do casal para o adultecer é confirmado na possibilidade de aceitar a individualidade, a liberdade, o respeito... De cada um do par.

Muitos colegas já responderam. Com certeza cada resposta depende um pouco da visão de mundo, linha teórica e experiência de cada um. Pessoalmente entendo que se a ideia é fazer terapia de casal, se o casal está de acordo e quer isso, atendo sempre os dois juntos. Nunca em separado, pois isso poderia causar desconfianças, segredos, ciúmes e diversos outros sentimentos em relação ao terapeuta que não apareceriam na terapia do casal. Não que sentimentos assim não aconteçam com os 3 na sessão, mas o fato de garantir que naquele espaço todos participam ás claras ajuda ao casal e ao terapeuta poder abordar e trabalhar tais sentimentos.
Por outro lado, nem sempre sabemos de antemão se queremos uma terapia em casal, individual ou ambas. Por isso ir sozinho para decidir isso pode ser um passo inicial para entender melhor o que busca. Espero ter ajudado.

Cada profissional tem sua forma de atuar. O mais comum é que a primeira sessão seja conjunta. No entanto,como cada casal é único e possui suas especificidades, o terapeuta pode fazer os ajustes necessários para melhor atender as demandas de cada casal, inclusive, propor a qualquer tempo, sessões separadas com cada um dos parceiros, para trabalhar questões individuais que impactam a relação conjugal.
Abraço!

Eu penso que a indicação de terapia para o casal seja, antes de tudo, uma conclusão da avaliação do caso. Percebo que há uma demanda sua por terapia. Seu par também deseja terapia? por iniciativa própria ou por sua demanda? Essas são questões importantes, pois a terapia requer comprometimento para que resultados positivos aconteçam. Caso ambos estejam empenhados, devem vir juntos; caso contrário, sugiro investir (pelo menos no primeiro momento) em sua terapia individual

Depende muito. Se é desejo dos dois, a terapia é realizada com o casal e durante o acompanhamento são necessárias sessões individuais conforme a demanda. Já se somente um dos dois sente a necessidade, o tratamento é realizado individualmente e com certeza o casal é beneficiado. Saiba que pode contar comigo!

O mais comum é que o casal faça junto. Na impossibilidade de fazerem juntos, quando o cônjuge que afeta a relação mais intensamente reconhece seu papel e tem interesse em buscar terapia, certamente já ajudará muito.

Ola. Creio que umas das questoes que merece atençao eh se a demanda eh do casal ou de um dos conjuges apenas. Se o entendimento de que a terapia eh algo necessario for de ambos trata-se de uma terapia de casal e no meu entendimento as sessoes devem priorizar o casal. Nao que nao possam haver sessoes individuais mas corre-se o risco de criar a sensaçao de alianças com um dos pacientes. Se o entendimento de que eh necessario uma terapua de casal for de um conjuge apenas, sugiro terapia individual a qual pode incluir algumas sessoes conjuntas.

Olá!
A terapia de casal normalmente é feita com os dois. Porém existem situações em que o profissional verifica a necessidade de ouvir e trabalhar o casal separadamente. A primeira consulta é feitas com os dois para o profissional fazer um levantamento da situação e do clima familiar.

À disposição

No inicio e melhor virem separados. Cada um precisa falar de sua visao do assunto. No tempo certo serao feitas as consultas nas quais os dois virao juntos.

Terapia de casal ou terapia de família. É preciso contar com a presença dos envolvidos que buscam resolução dos problemas pontuais e o papel do terapeuta é mediar, direcionar as demandas que se apresentam com a presença do casal.

Não há uma regra, cada terapeuta possui sua forma de trabalhar essa questão.
Como acredito que a maioria dos problemas que levam o casal a buscar uma terapia, demandem principalmente comunicação entre as partes para serem resolvidos, não realizo sessões individuais com os membros enquanto estiver realizando psicoterapia do casal.
O foco não é me contar, mas sim, que a comunicação entre os dois possa melhorar, principalmente sobre aspectos que geralmente não são discutidos.
Caso necessário, há o encaminhamento para uma psicoterapia individual posteriormente. Mas enquanto a terapia for de casal, recebo apenas os dois juntos.

Bom dia

Inicialmente, o casal que procura a Terapia para entender melhor alguma dificuldade e sintonizar-se na conduta que seja melhor para ambos, virá juntos na Terapia de Casal.
Podem surgir situações pontuais que necessitem escuta individual de um ou de ambos, não descaracterizando a Terapia de Casal. Cada caso é avaliado dentro da problemática do Casal assim como a conduta a ser seguida.
Espero ter contribuído.

A terapia de casal deve ser realizada com os dois. É possível que haja a necessidade de um dos dois realizar atendimento, que esteja com questões a resolver acerca do relacionamento, mas o parceiro não quer, ou você queira tratar de assuntos dos quais não se sinta confortável na presença do parceiro. Neste caso, seria psicoterapia individual, embora possa focar no seu relacionamento. Mas na terapia de casal é importante a presença de ambos.

Prezada(o),
Na verdade o ideal é que venha primeiro aquele que percebe a necessidade de realizar a terapia de casal. E assim numa segunda sessão elaborarmos um plano de tratamento. Fico a disposição pra quaisquer dúvida. Abçs

O normal é fazer o acolhimento dos dois, depois faz a anamnese do vinculo conjuga separado, no terceiro momento, o terapeuta já tem um provável diagnostico da crise. Após esse procedimento e que vai ser traçado o plano de intervenção terapêutica, sempre que necessário, o terapeuta pode ouvir individualmente.

Olá, tudo bom? Cada profissional tem a sua forma de atuar. Eu recebo o casal e dependendo da necessidade, intercalo sessões individuais.

Tudo dependerá da singularidade construída pelo casal e da sensibilidade do psicólogo ( a ) em compreender o sofrimento psíquico apresentado por eles. Desapontamentos profundos, complicações sexuais, distanciamento ressentido, grosserias constantes, críticas sarcásticas e destrutivas, agressões verbais, mágoas acumuladas e violências físicas: são sintomas de que a relação tem gerado profundas feridas no casal. Portanto, é a própria demanda, a partir do processo terapêutico, quem determinará a condução das sessões, em vista do bem-estar físico e psíquico dos pares.

Enquanto terapeuta eu procuro respeitar a vontade do casal, porém a primeira consulta sempre é importante te-los juntos. A partir daí o casal decide se quer continuar juntos ou separados . Se separados, conforme vá surgindo as demandas faremos sim alguns encontros juntos. Um abraço

Ver as 75 perguntas sobre Terapia de Casal

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Terapia de Casal?

Nossos especialistas responderam 75 perguntas sobre Terapia de Casal.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.