Transplante de córnea - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Transplante de córnea

Informação sobre Transplante de córnea

O transplante de córnea (TC) ou queratoplastia é a intervenção cirúrgica para substituir a córnea do paciente por um outra de um doador. A córnea é a camada exterior transparente do olho que a protege. Quando a córnea não é mais transparente, tornando difícil a visualização e não podem ser corrigidas por óculos ou lentes de contato, a cirurgia é primordial para restaurar a visão. Desvantagens comuns são a dificuldade e conservação das córneas de doadores bem como a complexidade da operação e aceitação do novo membro pelo organismo.

Possui uma dúvida concreta sobre Transplante de córnea? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Transplante de córnea

Todas tem em comum o fato de afetarem a transparência ou a capacidade da córnea de convergir os raios luminosos uniformemente para formar uma imagem nítida. Vale lembrar que apenas quando a córnea esta afetada é que o transplante proporciona o retorno da visão. A cirurgia pode ser feita hoje em camadas: apenas a parte interna da córnea (endotélio) ou apenas as partes mais externas (estroma e epitélio) . Caso necessário o transplante total ou penetrante também pode ser aplicado. Cada patologia tem uma técnica de escolha. A recuperação da visão depende da técnica aplicada e da doença que resultou no transplante. É até possivel aplicar laser para corrigir graus residuais apos o transplante.
Dr. Jose Henrique Casemiro

Oftalmologista

|

Cascavel

A córnea funciona como uma janela para os nossos olhos. Em algumas doenças ela se torna opaca (ex: cicatriz após uma úlcera de córnea), edemaciada (acúmulo de liquído no seu interior. Ex: distrofia de Fuchs) ou muito curva e irregular (ex: ceratocone). Nesses casos, pode ser necessária a substituição da córnea do paciente pela de um doador (transplante de córnea). A técnica cirúrgica evoluiu muito, e hoje além do transplante penetrante (troca-se a córnea em toda a sua espessura), podemos realizar os transplantes lamelares (troca-se apenas as camadas doentes). A principal vantagem dos lamelares é a menor taxa de rejeição e especialmente nos lamelares posteriores uma recuperação mais rápida.
Dr. Rodrigo Reis de Oliveira
Dr. Rodrigo Reis de Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

|

Feira de Santana

Tem perguntas sobre Transplante de córnea?

Nossos especialistas responderam 17 perguntas sobre Transplante de córnea.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Se você estava enxergando melhor e piorou de repente, acompanhado de sintomas como fotofobia, olho vermelho pode ser uma rejeição ou aumento da pressão intra-ocular e necessitam tratamento o quanto antes. Os pontos podem ser responsáveis por astigmatismos, às vezes altos e devem ser retirados de acordo com a topografia. Alguns pontos podem permanecer na córnea por muito tempo, desde que não estejam frouxos, para minimizar o astigmatismo. Mas mesmo depois de retirar os pontos o paciente ainda pode ficar com graus às vezes altos que devem ser corrigidos com óculos ou lentes de contato.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 20
  • 10
  • 31
Dra. Rose Mary Diniz Santim Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Manaus

Marcar consulta

Em duas situações: 1) transplante tectônico: quando a infecção está evoluindo mal, sem responder ao tratamento, em fase crítica, ameaçando a integridade do olho e/ou na iminência de uma perfuração, faz-se o transplante de urgência com a intenção de se retirar a córnea "doente", diminuindo a quantidade de protozoários, dando maior chance de resposta ao tratamento e mantendo-se assim o olho. 2) transplante eletivo: quando a infecção foi debelada, a córnea perdeu a transparência, a visão está comprometida e podemos ter a chance de melhorar ou recuperar a visão. É muito difícil conseguir a córnea no Estado do Rio.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 151
  • 73
  • 302
Dr. Marco Aurelio Varella Figueiredo

Oftalmologista

Petropolis

Sim, às vezes é necessário e indicado fazer um novo transplante em pessoas que já fizeram uma ou mais cirurgias anteriores. A grande questão é sempre pesar o risco-benefício de uma nova cirurgia. Sobre o tempo de “validade” do transplante, é bem difícil de dar uma estimativa. Mas é comum sim que depois de anos de cirurgia, possa acontecer de o transplante entrar em falência e a visão piorar. Mas não dá para estimar aleatoriamente o prazo em que isso pode acontecer. O importante é fazer um acompanhamento oftamológico adequado sempre! Tendo ou não a pessoa já se submetido a cirurgia ocular.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 266
  • 131
  • 156
Dra. Aline Andreza Henderson de Castro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Ananindeua

Marcar consulta

Não existe uma relação direta de alteração de campo visual com a possibilidade de realizar transplante de córnea. Este procedimento resolve problemas sérios na córnea, e tem eficácia quando a parte interna está toda em perfeita saúde. Mas a primeira coisa a se fazer é tentar descobrir o motivo de você ter apresentado estas alterações de campo visual. Se apenas dificuldade de executar o exame (que é bem frequente), ou se é realmente devido a alguma doença que precise ser tratada. Tire mas dúvidas com seu oftalmologista.

  • 266
  • 131
  • 156
Dra. Aline Andreza Henderson de Castro Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Ananindeua

Marcar consulta

Ver as 17 perguntas sobre Transplante de córnea