Tratamento de Identidade de Gênero - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Tratamento de Identidade de Gênero

Os especialistas falam sobre a Tratamento de Identidade de Gênero

A Disforia de Gênero acontece quando a pessoa não se identifica com o sexo biológico designado em seu corpo. Binária ou não binária, a identidade que a pessoa se reconhece é a que ela interage com mundo. A psicoterapia auxilia no autoconhecimento, especialmente no período de autoaceitação e de transição - este último intensificado pelas mudanças físicas dos procedimentos hormonais ou cirúrgicos.
Júlia Barradas Petroni de Senzi
Júlia Barradas Petroni de Senzi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga, Sexóloga

|

Campinas

Pode haver muito sofrimento ao reconhecer em si uma identificação com um gênero diferente do socialmente esperado para o seu sexo biológico. Muitas pessoas relutam fortemente em assumir tal identificação e, quando não mais resistem, enfrentam fortes dificuldades dentro e fora da família. Por vezes também necessitam de acompanhamento e orientação quanto a procedimentos de adequação de gênero. E os familiares? Muitas vezes também precisam de auxílio para lidar com o fato de que muito do que imaginaram para seu filho ou filha não mais será aquilo. A orientação psicológica para todos os envolvidos nessa situação pode ser de grande importância para um ajustamento saudável.
Joelson Da Silva Fernandes
Joelson Da Silva Fernandes Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Maringá

O termo aqui designado como "tratamento de identidade de gênero" não configura-se como o remédio a ser ministrado a alguém doente. A pessoa LGBTTIQ+, será tratada de forma igualitária, cabendo somente a este que aparece no consultório para falar de seu sofrimento caracterizá-lo como uma questão a ser levantada. Todas as formas de existência devem ser tratadas de forma humana e justa.
Yohann Eiji Mori Saracho
Yohann Eiji Mori Saracho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Londrina

Ver mais

Tem perguntas sobre Tratamento de Identidade de Gênero?

Nossos especialistas responderam 4 perguntas sobre Tratamento de Identidade de Gênero.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Boa tarde, As mudanças culturais e de legislação sozinhas, bem como as mudanças nas formas de comunicação e na forma como o assunto é tratado, por si só, não resultam em um aumento no numero de casos de transexualidade. Essas questões podem ajudar ais transexuais e se assumir como tais e buscar se expor um pouco mais, pois tem mais reconhecimento e acolhimento no momento atual. Talvez por isso a impressão de que o número de casos aumentou, porque provavelmente no passado, essas pessoas se esconderiam por medo ou repressão. Mas ainda hoje é uma realidade muito dificil, muitos transexuais sofrem agressões e são mortos simplesmente por sua identidade de gênero não combinar com seu sexo biológico. É preciso ainda muito mais avanços e quebra de preconceitos para mudar essa realidade. Um abraço!

  • 41
  • 41
  • 20
Mayra Kruse de Morais Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicóloga

São Paulo

Marcar consulta

Olá Ana! Primeiramente, seria interessante você buscar um profissional da psicologia para olhar para dentro melhor, se conhecer um pouquinho mais.Seu relato é bastante curto, não seria possível falar muito sobre qual médico buscar, pois se for apenas questão estética, um profissional de educação física pode ser suficiente. Se for questão de identidade ou expressão de gênero, um psicólogo pode auxiliar no seu olhar interno e, posteriormente, contribuir para os encaminhamentos médicos adequados. Abraço!

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 8
  • 6
  • 3
Júlia Barradas Petroni de Senzi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga, Sexóloga

Campinas

Marcar consulta

Olá! Infelizmente não tive acesso aos dados descritos por você coletados nesta clínica. Entendo que exista um movimento muito atual na nossa cultura de desconstrução de certos comportamentos atribuídos aos gêneros masculinos e femininos, porém não podemos confundir tais mudanças na nossa cultura com aquilo que é descrito pela medicina como disforia de gênero. Além disso, toda mudança de identidade seja ela hormonal, para conquistar formas físicas do sexo desejado ou então a alteração do órgão sexual (reversão do sexo) é sempre acompanhada por médicos e psicólogos, de modo a evitar sofrimento ao indivíduo que por este procedimento faz a opção.

  • 7
  • 4
  • 0
Marcus Bertola Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

São Paulo

Marcar consulta

De forma muito resumida, trata-se de uma teoria que defende que adolescentes podem se tornar transgeneros por efeito de influência social, de amigos, etc. É um assunto muito polêmico e com um viés preconceituoso contra essas minorias. Primeiro porque trata como doença algo que é uma orientação sexual do indivíduo. Segundo, as causas de qualquer orientação sexual estão relacionadas parte às identificações inconscientes de cada sujeito, ao modo de lidar com os conflitos surgidos na primeira infância relativos à própria sexualidade, dentre muitos fatores, nenhum deles de cunho orgânico, exceto no caso dos sujeitos intersexos e casos muito isolados de problemas hormonais graves. Acredito que o caminho a seguir seja o de aceitar a orientação de nossos jovens, dando -lhes suporte psicológico para enfrentar difilcudades,sofrimento e preconceito que esperam por aqueles que não são heterossexuais. Nesses casos, o suporte psicológico aos pais e aos adolescentes transgeneros é de grande valia.

  • 661
  • 243
  • 323
Paulo Renato Oliveira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Ver as 4 perguntas sobre Tratamento de Identidade de Gênero