Tratamento em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Tratamento em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

Os especialistas falam sobre a Tratamento em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)

O Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) é caracterizado por pensamentos intrusivos (que vem à mente contra a vontade do paciente, como "se eu não bater na madeira 3 vezes a minha mãe vai morrer") e comumente são discordantes com a personalidade do paciente (egodistônicos) que geram muita ansiedade e que normalmente são acompanhados de rituais comportamentais motores (como fazer o sinal da cruz) e/ou cognitivos (como rezar 3 vezes ou contar até 10) que tendem a diminuir a ansiedade provocada pelo pensamento intrusivo. É uma doença que costuma responder bem ao tratamento farmacológico e psicoterápico, melhorando muito a qualidade de vida da pessoa que sofre com o TOC.
Dr. Geraldo Moreira
Dr. Geraldo Moreira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Recife

É uma situação, onde o paciente padece de pensamentos extremamente invasivos, que por vezes é impossível serem eliminados, mesmo com grande esforço por parte do paciente. Muito comum ocorrer destes pensamentos, acompanharem de sintomas ou rituais. Estes rituais de alguma forma aliviam estes pensamentos e se tornam quase obrigatório para o paciente para se sentir aliviados. Mesmo tendo certeza que muitas vezes esses rituais são excessivos e causam sofrimento, o paciente não consegue os abandonar, por sentir que algo ruim pode ocorrer. É uma situação de grande desconforto, porém atualmente contamos com muitas opções eficazes de tratamento.
Dr. Edir Corrêa de Araújo Filho
Dr. Edir Corrêa de Araújo Filho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

|

São Paulo

Tem perguntas sobre Tratamento em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)?

Nossos especialistas responderam 13 perguntas sobre Tratamento em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC).

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O TOC ( trantôrno obsessivo-compulsivo) pertence à categoria dos transtornos de ansiedade, juntamente com o transtôrno de ansiedadae generalizada, transtôrno de pânico e transtôrno de estresse pós traumático. O tratamento biológico (medicamentoso ) de todos é sindrômico, isto é, dirigido ao conjunto de sintomas apresentados. Sào paliativos e não resolutivos e é feito por médico. Já o tratamento psicológico ( psicoterápico) é realizado por ambos os profissionais. O tratamento dual, que sugiro para o seu caso, é constituído da associação dos dos métodos referidos e pode ser feito por um médico que possua experiência no manejo dos dois ou por um médico e um psicólogo. Não há o que temer quanto ao emprego do medicamento quando associado à psicoterapia, já que seu emprego será instituído pelo período mais breve possível.

  • 71
  • 35
  • 56
Decio Deforme da Cunha Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicanalista, Psiquiatra

Rio de Janeiro

Marcar consulta

Boa tarde, tudo bem? O TOC (transtorno obsessivo-compulsivo) e um transtorno do espectro ansioso, que pode ser tratado para controle dos sintomas. De forma geral, fica complicado falar em “cura”... os melhores resultados são obtidos através da combinação entre tratamento medicamentoso (Psiquiatra) e Terapia Cognitivo Comportamental (psicoterapeuta). Abraço

  • Obrigado 1
  • 1 especialista está de acordo
  • 95
  • 44
  • 79
Dra. Christina de Almeida Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Curitiba

Marcar consulta

Ainda que sua filha possua um risco maior do que uma pessoa que não possui nenhum parente com a doença, há maior probabilidade de ela não desenvolver TOC.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 712
  • 732
  • 1103
Tomás Rotelli de Olivieira Ferreira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Uberaba

Creio que seria interessante rever seu esquema se medicação. Talvez a dose esteja insuficiente ou ainda, pode ser necessária a substituição por outros medicamentos mais adequados a seu caso, sabe? Um abraço

  • 95
  • 44
  • 79
Dra. Christina de Almeida Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psiquiatra

Curitiba

Marcar consulta

Ver as 13 perguntas sobre Tratamento em Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC)