Video histeroscopia - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Video histeroscopia

Os especialistas falam sobre a Video histeroscopia

A videohisteroscopia pode ser tanto um exame (diagnóstica) quanto uma cirurgia (cirúrgica). Pela histeroscopia diagnóstica, como o nome já diz, podemos fazer o diagnóstico das mais diversas doenças intra-uterinas que possam estar prejudicando a vida da paciente, como pólipos, miomas, câncer de endométrio, sinéquias, etc. Já na histeroscopia cirúrgica, há a possibilidade de tratamento completo da maior parte das doenças diagnosticadas previamente. O fato de ser um procedimento minimamente invasivo não quer dizer que não seja complexo: existem sim casos simples mas também há casos extremamente desafiadores, mas factíveis por esta maravilhosa técnica.
Dr. Ruy de Oliveira Machado Jr
Dr. Ruy de Oliveira Machado Jr Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

São Paulo

A histeroscopia é uma cirurgia minimamente invasiva. É usada uma câmera através da vagina e por dentro do útero ( sem cortes) para fazer a cirurgia. Pode ser indicada em vários casos: retirada de miomas; ou pólipos; retirar DIU quando o fio não está visível na vagina; para fazer biópsia do endométrio em casos de suspeita de câncer ( por exemplo mulheres que voltam a sangrar depois de ter entrado na menopausa); tratamento de aderências dentro do útero ( uma complicação de curetagem ou de infecção uterina, e que pode causar infertilidade). A recuperação é imediata e os resultados são excelentes.
Prof. Maurilio Batista Palhares Junior
Prof. Maurilio Batista Palhares Junior Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Maringá

Cirurgia muito utilizada para retirada de pólipos uterinos, miomas submucoso, retirada de DIU preso na cavidade uterina, sinéquias, biópsias de endométrio, entre outros.
Diogo Lago Martins
Diogo Lago Martins Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Belo Horizonte

A histeroscopia é ao mesmo tempo exame e cirurgia. Quer dizer que podemos fazer o diagnóstico e o tratamento ao mesmo tempo sem necessidade de um novo procedimento. Chamamos de método "see and treat". Vê e trata num só momento. É o método usado para várias situações como colocação de diu, antes de tratamentos de reprodução assistida, investigação de sangramentos anormais, biópsias de endometrio, tratamento de alguns miomas, pólipos uterinos, algumas malformações uterinas, investigação de abortos recorrentes e outros. É realizado no centro cirúrgico com anestesia e geralmente vai embora no mesmo dia. Introduzimos uma câmera pela vagina e colo para visualizarmos a parte de dentro do utero.
Dr. José Bernardo Marçal de Souza Costa
Dr. José Bernardo Marçal de Souza Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Manaus

A histeroscopia é um exame que avalia o útero por dentro. Pode ser realizada no consultório, com diagnóstico de patologias como: pólipo, mioma submucoso, sinéquia uterina… Entretanto algumas pacientes não conseguem completar o exame, devido a dor. Nesse caso, temos a possibilidade de marcar no centro cirúrgico com anestesista, após autorização do plano de saúde.
Dra. Michelly Azevedo Da Motta
Dra. Michelly Azevedo Da Motta Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

|

Rio de Janeiro

Ver mais

Tem perguntas sobre Video histeroscopia?

Nossos especialistas responderam 43 perguntas sobre Video histeroscopia.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Depende muito do motivo da sua histeroscopia, mas em geral apenas alguns dias de abstinência sexual são necessários. Quando você estiver se sentindo bem e sem cólicas.

  • Obrigado 14
  • 1 especialista está de acordo
  • 9
  • 3
  • 68
Diogo Lago Martins Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Belo Horizonte

Marcar consulta

As sinéquias vão surgir a depender especialmente da cirurgia histeroscópica que foi realizada, incidindo mais em umas do que em outras. Quando há suspeita de que possa formar as sinéquias, o médico faz uma histeroscopia diagnostica de controle 30 dias apos o procedimento, pois ele consegue desfazer facilmente as sinéquias em formação. Não há nada que o paciente possa fazer para evitá-las.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 503
  • 397
  • 391
Mariana de Sousa Ribeiro de Carvalho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Belém

Marcar consulta

Na menopausa, pouco adiantará o uso do misoprostol. Caso não se consiga dilatação com velas de Hegar, dependendo da patologia, pode-se fazer uma histerectomia. Converse com seu médico. Um abraço.

  • 359
  • 63
  • 247
Elmar Pequeno Filho Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Fortaleza

Marcar consulta

Olá. É possível fazer a laqueadura por histeroscopia. Esse procedimento foi proibido pela ANVISA mas já foi liberado novamente. Não é autorizado pela grande partes dos convênios por não fazer parto do roll da ANS. Você não vai conseguir fazer em qualquer lugar e achará mais fácil em hospitais terciários e universitários, do SUS. Após fazer a laqueadura por histeroscopia, você deverá confirmar que a trompa foi obstruída pela realização de uma histerossalpingografia 3 meses após o procedimento. Confirmando a obstrução da trompa, a eficácia desta técnica é igual a todas as outras, seja feita pela laparoscopia ou laparotomia. Tem benefício de poder ser feita sem anestesia, de ser rápida e de permitir imediato retorno as atividades de vida habituais. Tem como fator contra, a necessidade confirmação que a trompa foi obstruída, a necessidade de de uso do anticoncepcional até realizar a confirmação e a dor quando o procedimento é realizado sem anestesia. Converse com o seu médico

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 1421
  • 792
  • 795
Dr. Heitor Leandro Paiva Rodrigues Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Ginecologista

Ribeirão Preto

Ver as 43 perguntas sobre Video histeroscopia