Vitrectomia Posterior - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Vitrectomia Posterior

Os especialistas falam sobre a Vitrectomia Posterior

Procedimento cirúrgico realizado para a retirado do vítreo (liquido da parte posterior do olho, próximo a retina) indicado em casos de hemorragia dentro do olho, descolamento de retina e traumas do olho com ou sem corpo estranho dentro do olho. Pode ser associada ou não a outros procedimentos com endolaser, retinopexia com introflexão escleral, troca fluido gasosa e outras. Cirurgia delicada que necessita repouso e acompanhamento rigoroso.
Dra. Monica Rinkevicius Rossi
Dra. Monica Rinkevicius Rossi Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

|

Natal

Tem perguntas sobre Vitrectomia Posterior?

Nossos especialistas responderam 9 perguntas sobre Vitrectomia Posterior.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

O Vitreo não é o responsável pelo formato do olho a despeito da sua localização. O novo formato se deve à introflexão escleral e tende a ser estável enquanto a banda de silicone externa estiver presente.

  • 69
  • 11
  • 32
Diogo Bezerra de Almeida Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Belo Horizonte

Todo descolando de retina é potencialmente grave e pode levar a diminuição as vezes drástica da visão. No entanto, quanto ao gás pôs operatório, este permanece apenas por um tempo dentro do olho sendo naturalmente substituído pelo líquido que o próprio olho produz. O gás é tido como não gerador de lesão na retina, até então.

  • 69
  • 11
  • 32
Diogo Bezerra de Almeida Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Belo Horizonte

Depende de como foi feita a cirurgia e como se encontra retina neste momento, se tem muito pvr e fibrose, entre outras coisas. sugiro avaliação no consultório para melhor definir a conduta

  • 46
  • 0
  • 12
Felipe Bezerra Alves Pereira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Fortaleza

Marcar consulta

Olá! A cirurgia de vitrectomia posterior associada à introflexão escleral é uma ótima técnica para a prevenção do re-descolmento de retina no pós-operatório. Porém, apesar de termos mais garantias de sucesso cirúrgico em termos de se manter a retina colada, é uma cirurgia na qual a superfície conjuntival do olho, é mais manipulada para se colocar a chamada faixa se silicone. Isso deixa, comumente, o olho mais sensível e mais avermelhado. Esses sintomas tendem a desaparecer nos primeiros seis meses. O importante agora é que sua retina permaneça colada. Infelizmente, toda cirurgia de retina pode cursar com complicações, precoces ou tardias. Mantenha o seguimento com seu médico e siga suas recomendações. Atenciosamente, dra Renata Prado

  • 8
  • 6
  • 6
Dra. Renata Prado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oftalmologista

Campinas

Marcar consulta

Ver as 9 perguntas sobre Vitrectomia Posterior