Consultórios (2)

Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, Vila Buarque , São Paulo
Consultório particular (mapa)

Nesse endereço não é possível marcar consulta online

Pedir calendário de consultas
Av. Pavão, 955 - Indianópolis,
Consultório Moema (mapa)

Nesse endereço não é possível marcar consulta online

Pedir calendário de consultas
Não adicionou informações sobre seus serviços

Experiência

Sobre mim

As palavras que nomeiam pela primeira vez a psicanálise brotam da boca de uma mulher, Anna O., paciente de Freud: "talking cure” (cura pela fala). To...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Lacaniana
  • Psicanálise com Adultos
  • Atendimento para luto


Serviços e preços

Psicanálise Freudiana


Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, São Paulo

Preço não relatado

Consultório particular


Consulta Psicanálise


Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, São Paulo

Preço não relatado

Consultório particular


Primeira consulta Psicanálise


Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, São Paulo

Preço não relatado

Consultório particular


Psicanálise


Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, São Paulo

Preço não relatado

Consultório particular


Retorno de consultas Psicanálise


Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, São Paulo

Preço não relatado

Consultório particular


Consulta Psicanalise Online


Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, São Paulo

Preço não relatado

Consultório particular


Primeira consulta Psicanalise Online


Rua Dr Cesário Mota Jr., 302, São Paulo

Preço não relatado

Consultório particular

Opiniões

Sem opiniões dos pacientes

Este especialista não tem nenhuma opinião dos pacientes da Doctoralia. Seja o primeiro em deixar uma!

Deixe aqui sua opinião

Dúvidas respondidas

1 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Transtornos afetivo-emocionais

    Sou homem, de 25 anos. tenho distimia (c/forte presença de ansiedade e irritabilidade). Faço psicoterapia há 15 anos, com baixo resultado (diferentes abordagens). Há um ano, iniciei tratamento medicamentoso. Já tomei: Nortriptilina 75mg-40 dias, Amitriptilina 75+12.5mg-90 dias , Mirtazapina 30mg-45 dias, Escitalopram 15mg-40 dias e associações com benzodiazepínicos. Em todas essas tentativas, mesmo a partir dos 40 dias, não foi notada nenhuma melhora significativa da distimia e houve piora expressiva da irritabilidade, iniciando a partir do 25° dia da medicação e fica um pouco pior a cada dia subsequente. Claro que a conduta cabe apenas ao meu médico, mas gostaria de algumas opiniões sobre esse problema, para me ajudar a buscar uma saída com os médicos. É comum a distimia ser resistente ao tratamento? E essa piora da irritabilidade com os antidepressivos? Será que vale a pena tentar outros ativos dentro das mesmas classes dos que já tentamos?

    Para a psicanálise, nenhum sofrimento dito psíquico pode ser reduzido à dimensão fisiológica. Embora, em alguns casos, os medicamentos possam contribuir para aliviar intensidades desmesuradas.

    A aposta de uma análise consiste em habilitar um espaço de escuta para o sofrimento singular de cada vivente. Lembrando que sua tecitura é, também, de linguagem.

    Não sei se a conduta para o que lhe ocorre cabe apenas ao seu médico. Uma análise, talvez, possa te acompanhar na saída que vc menciona.

    Rafael F. Atuati

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

As palavras que nomeiam pela primeira vez a psicanálise brotam da boca de uma mulher, Anna O., paciente de Freud: "talking cure” (cura pela fala). To...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Lacaniana
  • Psicanálise com Adultos
  • Atendimento para luto