Peeling químico - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Tratamento dermatológico através da aplicação de um produto químico abrasivo sobre a pele que produz uma ligeira abrasão para acelerar a renovação da camada dérmica e remoção de marcas de ferimentos. O produto pode ser constituído por ácidos, tais como o retinol, fenol e tricloroacético.

Especialistas em peeling químico

Encontre um especialista em Peeling Químico na sua cidade:
Ricardo Bovo Junqueira

Ricardo Bovo Junqueira

Dermatologista, Especialista em medicina estética

Franca

Agendar uma visita
Priscila Soares Souza

Priscila Soares Souza

Dermatologista

Juiz de Fora

Agendar uma visita

Perguntas sobre Peeling químico

Nossos especialistas responderam a 27 perguntas sobre Peeling químico

Vai depender do tipo de peeling químico ao qual voce se submeter.
Se for mais superficial em torno de 10 dias e se for profundo, um pouco de dias a mais(em torno de 15), pois o preenchimento…
3 respostas

 Renata Scartazzini
Renata Scartazzini
Especialista em medicina estética
Chapecó
Em alguns casos, em resposta pela agressão gerada pelo ácido, pode aparecer algumas acnes, principalmente em peles mais propensas. Mas depois acaba normalizando.
3 respostas

Dra. Ines Costa de Sá
Dra. Ines Costa de Sá
Dermatologista
São José
Procure seu dermatologista que é o profissional habilitado para te dar todas as orientações do pós procedimento
3 respostas

Especialistas falam sobre Peeling Químico

Peelings químicos consistem na aplicação de agentes que destroem as camadas superficiais da pele, seguindo-se, então, da sua regeneração, com uma aparência geral melhorada. É uma forma de esfoliar e acelerar a renovação da pele. Pode ser superficial, médio e profundo. Os peelings superficiais precisam ser feitos em séries, e sua descamação costuma ser fina, enquanto os médios e profundos são realizados em aplicações únicas, com descamação mais intensa e formação de crostas. Cada paciente deve ser avaliado pelo dermatologista que indicará o melhor tratamento. Fonte: Disponível em: <http://www.sbd.org.br/procedimento/peelings-quimicos/>. Acesso em 16 ago. 2017.

O Peeling químico é diferente do peeling cristais (que faz uma esfoliação superficial na camada da pele). O químico realizado por médico tem ótimos resultados para tratamento complementar para controle de acnes, manchas e rugas, existem vários tipos, os mais superficiais que são ideias para renovação da pele, brilho, acne leve. Os combinados que são mais de um tipo de peeling realizados na mesma sessão, os médios que são usados para rugas atuam mais na camada da derme e os profundos que são para rugas e envelhecimentos muito acentuados.

Elisangela Lemos Da Costa

Alergista, Pediatra

Barueri


Consiste na aplicação de diferentes substâncias (ácidos), em formas de cremes ou líquidos, no rosto, colo, pescoço, mãos ou dorso. Tem como objetivo a esfoliação e renovação da pele e o estímulo de um novo colágeno. Pode ser superficial, médio ou profundo, dependendo da substância, concentração, número de camadas ou tempo de permanência sobre a pele. Pode ser realizado de forma combinada (mais de um tipo em uma mesma sessão). Indicado principalmente para rejuvenescimento, acne, manchas, cicatrizes e estrias. As sessões podem ser realizadas com intervalo médio de uma a quatro semanas, conforme o tipo de peeling e a área tratada. A quantidade de sessões deve ser estimada por seu Dermatologista

Érica Amarante Rodrigues

Dermatologista, Especialista em medicina estética

Belo Horizonte


O termo peeling vem do Inglês e quer dizer descamar. O procedimento de peeling químico é um tratamento que promove a renovação da pele por meio da aplicação de substâncias que irão fazer uma descamação controlada das camadas da pele. O que o Peeling trata? • Manchas de sol • Melasma • Acne ativa e cicatrizes de acne • Rugas e outros sinais de envelhecimento da pele • Lesões pré cancerígenas, como as Queratoses Actínicas. • Queratose Pilar (bolinhas tipo espinha nos braços e no bumbum). • Estrias. Os peelings químicos também podem ser feitos em áreas corporais, como pescoço, colo, mãos e braços e também nas costas para acne e manchas das espinhas.

Gabriela Pfitzer Schaefer

Dermatologista

Itajaí


O Peeling é uma das técnicas de clareamento e rejuvenescimento da pele que utiliza substâncias capazes de promover a renovação celular e a produção de colágeno, com o objetivo de proporcionar uma pele mais luminosa, sedosa e uniforme. Os peelings podem ser superficiais, médios ou profundos. Os superficiais levam a um descamação fina durante os 7 dias seguintes à aplicação, e são destinados ao tratamento de manchas, pele sem viço e acne. Já os peelings médios levam à formação de uma descamação mais intensa na face, durante os 10 dias seguintes, e são destinados ao tratamento de cicatrizes e rugas finas. Somente uma avaliação do Dermatologista poderá esclarecer qual o tipo de peeling indicado.

Cristiane Comparin

Dermatologista

Campo Grande


O procedimento consiste em aplicar uma substância ácida na pele que promove a sua descamação, ocorre a destruição controlada de parte ou de toda epiderme levando a esfoliação e remoção de lesões superficiais. Com essa remoção, a pele se reestrutura e se renova. Os peelings são indicados para tratamentos de rejuvenescimento, manchas na pele, cicatrizes de acne, entre outros.

Aplicação de substância ácida sobre a pele visando a renovação celular removendo as camadas externas da pele. O tempo entre as sessões é variado conforme o objetivo do mesmo. Realizado preparo pré-peeling sempre que possível para otimização de resultado. Tratamento utilizado para acne, rugas, manchas na pele.

Solange Emanuelle Volpato

Dermatologista

Florianópolis


É um procedimento dermatológico com ácidos utilizado para clareamento da pele, tratamento de melasma e cicatrizes de acne. “Peelings químicos consistem na aplicação de agentes químicos na superfície cutânea, induzindo à destruição controlada da epiderme e derme, seguida por regeneração programada, com fins terapêuticos e cosméticos. Ocupam lugar destacado entre os procedimentos dermatológicos mais antigos e difundidos. As indicações mais comuns são a acne vulgar ativa, a rosácea, as discromias e o fotoenvelhecimento em seus graus leve, moderado e severo, sempre obedecendo a correlações clínico-histopatológicas.

Luiz Alberto Pôrto

Dermatologista

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Realizamos aplicação de ácidos para os diversos tons de pele e variadas finalidades, como manchas, cicatrizes, oleosidade, olheiras, rugas finas e melhora da textura/ brilho da pele.

Peeling Químico é um processo de esfoliação química da pele para melhorar a aparência estética, textura, tirar manchas de acne, marcas superficiais e retardar o processo de envelhecimento da pele do rosto. Uma solução química é aplicada na pele provocando a sua separação, descamação e o surgimento de uma nova pele renovada. O peeling químico pode ser aplicado em 3 níveis distintos de acordo com o tratamento necessário, são eles: superficial, médio ou profundo. Os principais agentes utilizados em diversas concentrações são: Ácido retinoico; Ácido salicílico; Solução de jessner; Ácido tricloroacético; Ácido glicólico.

Thiago Amparo

Dermatologista, Especialista em medicina estética

Salvador


O Peeling é um procedimento realizado através da aplicação de diversos tipos de ácidos de tendo como objetivo: - Atenuação de rugas finas; - Clareamento de manchas; - Melhora da textura da pele, com uma pele mais uniforme e com menos poros; - Estímulo de colágeno; - Diminuição da oleosidade da pele.

Realizado com diferentes tipos de ácido podendo ser superficiais melhorando manchas e linhas de expressão ou médios para suavizar cicatriz de acne.

Stephanie Roca Volpert

Ginecologista, Especialista em medicina estética

São Paulo

Quais profissionais realizam Peeling químico?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.