Terapia cognitivo-comportamental - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Nomes alternativos: Psicoterapia Cognitivo Comportamental, TCC.

 

Psicoterapia é baseada na vinculação de transtornos mentais e a conduta para identificar e mudar os padrões de comportamento do paciente. É uma terapia de curto prazo, porque se concentra no concreto conflito do afetado como acontece na depressão, ansiedade, pânico, fobias, vícios, distúrbios alimentares, sono, parceiros, entre outros.

Especialistas em terapia cognitivo-comportamental

Encontre um especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental na sua cidade:
Renata Amice

Renata Amice

Psicólogo

Presidente Prudente

Agendar uma visita
Marcelo Paoli

Marcelo Paoli

Psiquiatra

São José dos Campos

Agendar uma visita
Gabriela Eugênio Freire

Gabriela Eugênio Freire

Psicólogo

São José dos Campos

Agendar uma visita
Prícila Mendonça

Prícila Mendonça

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Perguntas sobre Terapia cognitivo-comportamental

Nossos especialistas responderam a 64 perguntas sobre Terapia cognitivo-comportamental

 Marina de Marco e Souza
Marina de Marco e Souza
Psicólogo
São Paulo
De fato, há muitos estudos comprovando a eficácia da Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) em casos de Transtornos Ansiosos. Contudo, na prática, é possível observar que fatores subjetivos importantes…
6 respostas

Olá , tudo bem? Então, a maneira como vemos o mundo tem uma relação sim com como interpretamos os eventos que experenciamos durante nossa formação. É como uma lente com a qual enxergamos tudo…
6 respostas

 Hudson Augusto Rodrigues Bonomo
Hudson Augusto Rodrigues Bonomo
Psicanalista
Rio de Janeiro
Como você relatou, o sintoma e a descrença andam de mãos dadas. O sintoma é uma forma de encontrar uma válvula de escape para algo que borbulha no inconsciente, e como tal, não tem a intenção…
6 respostas

Especialistas falam sobre Terapia Cognitivo-Comportamental

Pensamento --> sentimento --> comportamento. Esta tríade funciona todo o tempo em nós, em constante interação e quando conseguimos identificar as distorções que estão em alguns pensamentos e confronta-las, podemos reduzir a intensidade dos sentimentos que incomodam e modificar consequentemente nossas respostas (comportamentos). Temos ainda a possibilidade de conhecer nossas crenças disfuncionais e substitui-las por outras mais funcionais para nós. É um trabalho lindo.

Creuza M Salvaterra

Psicólogo

Ipatinga


A abordagem da Psicoterapia Cognitivo-Comportamental está científicamente baseada na teoria de que cada pessoa apresenta crenças que agem sobre seus pensamentos, emoções e comportamentos. Assim, uma pessoa pode monitorar, gerenciar e reorganizar suas crenças e pensamentos, conseguindo modificar suas emoções e comportamentos de uma forma mais adaptada ao ambiente ou meio em que vive. Atendo crianças, adolescentes, os pais, adultos e casais com a abordagem da Psicoterapia Cognitivo-Comportamental. Com um ambiente adequado para cada paciente, ofereço um atendimento ético com qualidade, confiabilidade e eficiência para que os pacientes tenham os melhores resultados no prazo mais breve possível.

O modelo cognitivo desenvolvido por Aaron T. Beck diz que as perturbações emocionais que rodeiam a vida das pessoas, são causadas pelo próprio potencial humano de perceber negativamente o ambiente e os acontecimentos; ou seja, o nosso amanhã é transformado pelos nossos pensamentos e atitudes. A TC ajuda os pacientes a entenderem seus esquemas e crenças que os mantém em um ciclo de sofrimento, ansiedade ou estagnação. Trabalhar suas crenças e pensamentos é uma ótima opção para saúde emocional, o autoconhecimento e conseqüentemente maior probabilidade de auto controle.

A terapia cognitiva comportamental tem como base a resignificação de falsas crenças que produzem pensamentos automáticos os quais, por sua vez, produzem emoções que levam a comportamentos desadaptados e ineficientes. O objetivo central da terapia cognitiva é o ajuste das percepções que o indivíduo tem sobre si mesmo e o mundo onde se insere. São os processos cognitivos atuando em favor da compreensão das emoções que derivam dos pensamentos automáticos, identificação das falsas crenças que funcionam como gatilho para o surgimento desses pensamentos e assim, modular emoções e adquirir repertório comportamental adequado, edicaz e eficiente na busca da administração das situações de vida.

Maria Cristina Delattre

Psicólogo

Curitiba


A Terapia Cognitivo-Comportamental oferece um grande diferencial na maioria dos casos, pois pauta-se pela raiz do problema de maneira assertiva. Dessa forma, podemos identificar exatamente quais as motivações para tal sentimento e comportamento. Pensamento, emoção e comportamento estão conectados e é justamente nesses pontos que a Terapia Cognitivo-Comportamental irá focar, trazendo resultados significativos para sua vida. Minha experiência com esta abordagem faz com que eu acredite cada vez mais em sua eficácia e direcione sempre meus atendimentos a fim de atingir esses objetivos. Buscar resultados e entregar valor aos meus pacientes é o meu foco e é o que me inspira.

Todo atendimento na abordagem da TCC é focado no objetivo em que o paciente busca e não consegue conquistar sozinho. Por exemplo: se ele tem fobia de andar de avião, o terapeuta não vai em busca de informações do passado da pessoa (infância). Ele começa o tratamendo do momento atual do paciente, com sinais e sintomas prensente nele. E o tratamento só finaliza quando o mesmo conseguiu vencer essa fobia. O objetivo principal dessa abordagem é fazer com que o paciente se transforme no seu próprio terapeuta, afim de não criar dependências com algum profissinal, praticando habilidades e pontos fortes que estão adormecidos na pessoa.

Karime Pinto Rocha Marconcini

Psicólogo

Vitória


Trata-se de modelo psicoterápico estruturado, voltado para o presente e para a solução de problemas atuais através da modificação de pensamentos e comportamentos disfuncionais. O tratamento está baseado em uma formulação cognitiva, crenças e estratégias comportamentais que caracterizam um transtorno especifico, objetivando uma mudança duradoura dos padrões emocionais e comportamentais. Método amplamente testado e com eficácia comprovada no tratamento de diversos transtornos mentais.

Rafael Vaz

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita

A terapia cognitiva comportamental tem como base o trabalho no contexto dos pensamentos, sentimentos e seus comportamentos. Cada pessoa pode interpretar de diferentes formas o mesmo acontecimento e isso será o diferencial para cada resposta ao comportamento e emoções diferentes. Nossas interpretações se determinam pela forma com que reagimos diante do que acreditamos, ou seja, nossas crenças, que muitas vezes não estão adaptadas de maneira mais realista e funcional. Estes pensamentos e crenças disfuncionais em que não ajudam em nossa melhora interferem na forma como nos comportamos, seja deprimindo, ficando ansioso, cada um reage de uma forma diante de seus pensamentos.

Cleunice Paez Borges

Psicólogo

São Paulo


A terapia cognitivo-comportamental funciona tão bem porque é focada na resolução de problemas, na melhora da capacidade de entender como a pessoa pensa, como sente, como reage em cada situação e como isso afeta sua vida de forma geral. Rever crenças construídas ao longo da vida e aprender a modificá-las e a substituí-las por outras mais saudáveis e funcionais faz toda a diferença no processo. Venha conhecer e dar um novo rumo para sua história!!!!

Juliana Cristina Paim

Psicólogo, Sexólogo

Brasília


A Terapia Cognitivo-Comportamental é praticada por centenas de profissionais em todo o mundo e é comprovada cientificamente como um tratamento eficaz para diversos tipos de transtorno. É organizada e sistemática e sua ideia básica é que o modo como pensamos influencia o modo como sentimos. Assim, a terapia cognitiva é uma intervenção breve (na maioria dos casos), estruturada e de base verbal, que utiliza o raciocínio lógico e tarefas comportamentais para mudar pensamentos e sentimentos negativos indesejáveis. Situação de vida => Pensamento=>Sentimento=>Comportamento (disfuncional ou não).

Trabalha com um conjunto de técnicas e estratégias terapêuticas, buscando uma reestruturação cognitiva do paciente, a partir de uma conceituação cognitiva da pessoa e de seus problemas.

Linha de psicoterapia proposta e desenvolvida pelo psicólogo Aaron Beck. Envolve um conjunto de técnicas e estratégias terapêuticas com a finalidade de mudança de padrões de pensamento e comportamento. Busca-se a reestruturação cognitiva a partir de uma conceituação cognitiva do paciente e de seus conflitos. Reestruturação cognitiva refere-se à reformulação do sistema de esquemas e crenças do paciente através da intervenção clínica que, entre outras técnicas, utiliza-se do questionamento socrático a fim de descontruir esquemas e crenças disfuncionais, os quais, ao longo do desenvolvimento do paciente, tornaram-se rígidos e generalizados.

Betânia Tassis

Psicanalista, Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Terapia cognitivo-comportamental (TCC) é uma forma de psicoterapia que se baseia no conhecimento empírico da psicologia. Ela abrange métodos específicos e não-específicos (com relação aos transtornos mentais) que, com base em comprovado saber específico sobre os diferentes transtornos e em conhecimento psicológico a respeito da maneira como seres humanos modificam seus pensamentos, emoções e comportamentos, têm por fim uma melhora sistemática dos problemas tratados.

Anderson Faria Garcia

Psicólogo

Uberlândia


Terapeuta e o paciente trabalham juntos para identificar crenças que a pessoa tem de si e utilizam técnicas que incluem: identificar pensamentos ou cognições disfuncionais, automonitoração de pensamentos negativos, identificação da relação entre pensamentos e crenças e sentimentos subjacentes, identificar e aprender padrões de pensamentos funcionais e adaptativos, teste de realidade dos pressupostos básicos mantidos pela pessoa sobre si mesma, o mundo e o futuro. Segue as principais técnicas utilizadas sob enfoque integrado comportamental cognitivo.

Eliana Francisco De Oliveira

Psicólogo

Guarulhos


A Terapia Cognitivo-Comportamental é uma terapia focada no presente e é voltada para a resolução de problemas. O trabalho é direcionado por metas estabelecidas em conjunto com o paciente. O psicólogo atua de forma ativa e colaborativa debatendo sobre as questões relacionadas ao tratamento. Entende-se que a interpretação que se dá para os acontecimentos é o que determina os comportamentos e os sentimentos que temos em relação a nós mesmos, aos outros e ao futuro. Assim, buscamos identificar, entender e, se preciso, reestruturar os pensamentos para que haja também uma mudança nos comportamentos ou se o paciente precisa aprender novas habilidades para que consiga resolver seus problemas.

Silviane Paz

Psicólogo

Rio de Janeiro


Tenho ampla experiencia clínica em Terapia Cognitiva Comportamental , a especialização em Psicopatologia foi um diferencial na minha carreira , que me auxiliou a tratar os mais diferentes tipos de comorbidades psíquicas. Através de técnicas bem estruturadas e uma abordagem teórica com fundamentação científica, é possível promover uma evolução significativa em casos como depressão , ansiedade e ataques de pânico. Te convido a conhecer o meu trabalho.

A Terapia Cognitivo Comportamental ou TCC é uma abordagem da psicoterapia baseada na combinação de conceitos do Behaviorismo radical com teorias cognitivas. A TCC entende a forma como o ser humano interpreta os acontecimentos como aquilo que nos afeta, e não os acontecimentos em si. Ou seja: é a forma como cada pessoa vê, sente e pensa com relação à uma situação que causa desconforto, dor, incômodo, tristeza ou qualquer outra sensação negativa.

A TCC consiste em uma abordagem diretiva, objetiva, focada no presente, de tempo limitado e baseada no método científico. A TCC tem por objetivo a produção de mudanças em padrões cognitivos disfuncionais para, através disso, modificar emoções e comportamentos indesejados. Este modelo terapêutico pode ser aplicado em crianças e adultos no tratamento individual, assim como na terapia de casal e em grupo. A TCC tem se mostrado, de acordo com a OMS, um dos tratamentos mais modernos e eficazes em casos de diversas psicopatologias, dentre elas: depressão, transtornos de ansiedade (Pânico, TOC, TAG, fobias, ansiedade social), transtornos alimentares e de personalidade, entre outros.

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) se propões a compreender a vulnerabilidade cognitiva, emocional e que reflete em representações internas e externas, que determinam as respostas comportamentais. Nossas interpretações e processamento emocional e cognitivo fundamentam os princípios básicos da TCC, buscando reestruturação cognitiva para novos enfrentamentos. O objetivo ao longo do processo terapêutico é devolver ao paciente flexibilidade cognitiva, compreensão das emoções e mudança de comportamentos.

Angela Morcelli

Psicólogo

Novo Hamburgo


A Terapia Cognitivo Comportamental é uma abordagem de tratamento psicológico, onde são propostas alterações de pensamentos e comportamentos disfuncionais - que não estão "funcionando" para o paciente, lhe trazendo sentimentos ruins por consequência. A TCC propõe que o pensamento distorcido ou disfuncional (que influencia o humor e o comportamento) seja comum a todos os distúrbios psicológicos. A avaliação realista e a modificação no pensamento produzem uma melhora no humor e no comportamento. O tratamento é voltado para a ação, com o objetivo de "ajudar" o paciente a ser seu próprio terapeuta nas situações cotidianas.

Quais são os pensamentos que fazem você se sentir bem? Você se sente feliz e olha o futuro com confiança? A Terapia cognitivo comportamental (TCC) é uma abordagem psicológica considerada mais direta , breve e focada na queixa atual do paciente. Fundada pelo psiquiatra Aaron Beck, por meio de pesquisas com pacientes deprimidos , ansiosos que apresentavam diversos transtornos .Com a TCC os pacientes aprendem a conhecer suas crenças , pensamentos e sentimentos negativos que interferem na sua saúde e nos seus projetos de vida, pois cada pensamento que temos influencia em nossa existência. Agende sua consulta e conheça a Terapia mais indicada pelos médicos. Cada sessão é um despertar.

Daniela De Jesus Ramos

Psicólogo, Terapeuta complementar

Lauro de Freitas

Agendar uma visita

A terapia Cognitivo Comportamental também conhecida como TCC, tem por objetivo trabalhar o individuo fazendo uma junção entre a cognição e o comportamento, identificar crenças que a pessoa tem de si, trabalhar diretamente com idéias e pensamentos que prejudicam a pessoa. Os pacientes aprendem a distinguir pensamentos, sentimentos e a própria realidade; Torna-se consciente das maneiras que seus sentimentos influenciam seus comportamentos; Avalia criticamento a veracidade de seus pensamentos automáticos e suposições; O objetivo da terapia cognitiva e desenvolver as habilidades para modificar processos habituais que prejudicam o paciente na sua vida pessoal, social e mental.

Tânia Tavares Reis

Psicólogo

Palmas


A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é uma terapia focal, de duração breve, focada no presente e voltada para a resolução de problemas. O trabalho é orientado por metas, traçadas em conjunto pelo paciente e pelo terapeuta. Na TCC, o cliente e a psicóloga atuam de forma ativa e colaborativa, trocando ideias e debatendo sobre as questões relacionadas ao tratamento. Na TCC, entende-se que a interpretação que se dá para os acontecimentos é o que determina os comportamentos e os sentimentos que temos em relação a nós mesmos, aos outros e ao futuro. Assim, buscamos identificar, entender e, se preciso, reestruturar os pensamentos para que haja também uma mudança nos comportamentos.

A Terapia Comportamental e Cognitiva é reconhecida cientificamente pela eficácia e por permitir os melhores resultados possíveis no mais curto espaço de tempo. O processo terapêutico em TCC  se destaca por ser breve, estruturado, educativo e orientado para os problemas atuais da vida do cliente. Tal abordagem está embasada em uma série de estudos científicos que comprovam sua eficácia.​ Nessa abordagem, terapeuta e cliente propõem-se  a analisar a função dos pensamentos e comportamentos não funcionais (que trazem sofrimento) com o objetivo de promover mudanças emocionais e comportamentais duradouras e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Márcia Costa

Psicólogo

São Paulo


É focada na resolução de problemas, identificação e modificação de pensamentos e comportamentos não adequados, visando a diminuição do sofrimento.

É uma psicoterapia estruturada, de curta duração, voltada para o presente, direcionada para a solução de problemas atuais e a modificação de pensamentos e comportamentos disfuncionais (inadequados e/ou inúteis).

Taila Menegate

Psicólogo

São Gonçalo

Agendar uma visita

Os atendimentos psicoterápicos em Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC), qual é considerada a psicoterapia mais eficaz para diversos tipos de transtornos, tem como uma de suas principais características o tempo de tratamento reduzido e a eficácia comprovada através de estudos empíricos, em várias áreas de transtornos emocionais, que integra um modelo cognitivo de psicopatologia e um conjunto de técnicas e estratégias terapêuticas. Depressão Transtornos de Ansiedade Transtorno de Pânico Ansiedade Social Estresse Alterações de Humor Transtornos Alimentares Problemas com álcool e Drogas Dificuldades Sexuais e de Relacionamento Conflitivas Familiares e de Casais

Katia Vendrame

Psicólogo

Porto Alegre

Agendar uma visita

A terapia cognitivo comportamental é muito indicada para tratamento quando diagnosticado quadros de compulsão, fobias, traumas, depressão, ansiedade, estresse, problemas afetivos e de aprendizagem, sexualidade, etc. Médicos: neurologistas, ginecologistas, urologistas entre outras especialidades tem indicado essa abordagem por compreenderem a eficiência de modo geral. Os psicólogos cognitivos estão interessados nos planos mentais e nos pensamentos que geram e causam o comportamento disfuncional (indesejável).

Monica Campelo

Psicólogo, Psicopedagogo

São Paulo

Agendar uma visita

A prática clínica baseia-se em um conjunto de teorias bem-desenvolvidas que são usadas para formular planos de tratamento e orientar as ações do terapeuta. É uma abordagem de senso comum que baseada em dois princípios centrais. A primeira é que nossas cognições têm uma influência controladora sobre nossas emoções e comportamento e a segunda é que o modo como agimos ou nos comportamos pode afetar profundamente nossos padrões de pensamento e nossas emoções. Essa abordagem une a teoria da personalidade e a teoria da psicopatologia. Ao mesmo tempo, necessita dos conhecimentos técnicos relacionados aos princípios básicos da terapia cognitiva e, da realização de pesquisas na área clínica.

Andréa Garcia Baran Modesto

Psicólogo

Joinville


É uma abordagem que é mais específica, breve e focada no problema atual do paciente. Também conhecida como TCC, ela explica que o que nos afetam não são os acontecimentos e sim a forma que interpretamos.

Ellen Martins Peiter

Psicólogo

Rio de Janeiro


A Terapia Cognitivo-Comportamental é uma forma de psicoterapia que possui eficácia comprovada através de estudos experimentais. É uma linha da psicologia que possui um conjunto de técnicas e estratégias terapêuticas com a finalidade de mudança de padrões de vida, além de modificar os nossos processos cognitivos.

A terapia cognitiva comportamental é uma abordagem terapêutica e possibilita que o paciente desenvolva estratégias e habilidades para lidar com seus conflitos, de forma relativamente rápida e eficiente. Em poucas sessões é possível perceber os resultados. Nossos pensamentos interferem na maneira que sentimos e agimos, a técnica utiliza abordagens cognitiva e comportamental para auxiliar o paciente a desenvolver habilidades e estratégias que auxiliarão na resolução de problemas e conflitos. Técnica muito utilizada para transtornos de ansiedade, depressão, pânico, relacionamento e outros.

Rosana Britzki De Sordi

Psicólogo

São Bernardo do Campo

Agendar uma visita

A Terapia Cognitivo-Comportamental(TCC) tem se destacado no tratamento de diversos transtornos mentais justamente por atuar em duas frentes, ou seja, tanto no comportamento da pessoa quanto no seu pensamento, já que um interfere no outro. Na TCC o paciente e o terapeuta trabalham em conjunto para que os resultados venham mais rápidos e possam ser generalizados para a vida do paciente e até para outros problemas que no futuro venha a enfrentar. Tarefas de casa, leituras, e filmes são fornecidos para que o paciente possa trabalhar seus problemas mesmo quando não está em sessão, ajudando e preparando o paciente a se tornar independente do terapeuta e receber alta o mais rápido possível.

Ricardo Daud Amadera

Psicólogo

São Paulo


A Terapia Cognitivo-Comportamental é uma abordagem breve, focada diretamente nos problemas específicos do cliente. É direcionada para ação e resolução de problemas, propõe que há uma interligação entre o pensamento, a emoção e o comportamento de cada indivíduo. Fundamenta-se na ideia de que a percepção que cada um tem de uma determinada situação é o que define como cada indivíduo irá se sentir e reagir a ela. Tem por objetivo ajudar cada indivíduo a controlar seus pensamentos, emoções e a maneira de reagir em seu ambiente. Disponibiliza diversas técnicas que ajudam o cliente na resolução de seus conflitos momentâneos e futuros.

Letícia Aparecida Batista

Psicólogo

Vinhedo


A Terapia Cognitivo-Comportamental supõe que as emoções e o comportamento de um indivíduo são influenciados pela percepção que ele tem dos acontecimentos, ou seja, não é a situação que determina o que a pessoa sente, mas como ela interpretou a situação, e consequentemente, isso influenciará no modo como ela irá se comportar diante daquela situação. Quando ocorre uma mudança de humor, é comum perceber a emoção, mas quase não reparamos no pensamento que causou essa emoção. Como terapeuta irei ajudá-lo a identificar seu pensamento, avaliar se é verdadeiro, e descobrir sua raiz, resultando, assim, em um pensamento mais funcional e assertivo, vencendo traumas e vivendo uma vida mais feliz.

Daniela Michaan

Psicólogo

São Paulo


A terapia cognitivo comportamental concentra-se primordialmente no aqui-e-agora. No entanto é essencial ter uma perspectiva longitudinal incluindo a consideração do desenvolvimento na primeira infância, histórico familiar, traumas, experiências evolutivas positivas e negativas, educação, história de trabalho e influências sociais para entender completamente o paciente e planejar o tratamento.

Bianca Mendes Leite

Psicólogo

Rio de Janeiro


A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) é um tipo de tratamento psicoterápico que ajuda os pacientes a entenderem os pensamentos e sentimentos que influenciam seus comportamentos. A TCC é comumente utilizada para tratar uma ampla gama de distúrbios, incluindo fobias , vícios, depressão e ansiedade. Geralmente é de curto prazo e focada em ajudar o paciente a lidar com um problema muito específico. Durante o curso do tratamento, as pessoas aprendem a identificar e alterar padrões de pensamento destrutivo ou perturbador que têm uma influência negativa sobre o comportamento.

Tem como base, sessões estruturadas. Através de constituição do bom vínculo terapêutico, utilizo como ferramenta de trabalho a investigação e elucidação dos pensamentos disfuncionais(ruins) para funcionais(bons), através de técnicas teóricas que a cognitivo-comportamental proporciona: descoberta guiada, orientação didática, resolução dos problemas, acesso ás crenças centrais, esquemas de funcionamento psíquico. Promovendo no paciente autoconhecimento, desenvolvimento e autonomia das habilidades sociais, uma vez que o paciente assume na terapia participação ativa, sendo assim o direciona a se tornar seu próprio terapeuta.

A ciência Cognitivo-comportamental promove mudanças em pensamentos e comportamentos que contribuem na manutenção de uma série de transtornos auxiliando no alívio dos sintomas, bem estar, qualidade de vida. A teoria parte do princípio que nossos pensamentos, emoções e comportamentos se influenciam mutuamente produzindo diversos efeitos em nós. Pensamentos produzem estados emocionais que influenciam no comportamento. Assim como certas ações influenciam no que sentimos e pensamos. A terapia, além da informação que por si só reduz significativamente a angústia, ensina a identificar o processo citado e aprender técnicas altamente eficazes na promoção da saúde.

A busca por atendimento psicológico não precisa estar associado somente ao cuidado com o adoecimento ela pode e, preferencialmente, pode ser preventiva, mas de qualquer forma a Terapia é para todo mundo e visa o bem-estar. Dentro da psicologia clínica, existem diversas abordagens entre elas está a Terapia Cognitivo Comportamental ou TCC. A Terapia Cognitivo Comportamental é uma abordagem psicoterápica que se baseia no seguinte preceito para sustentar sua prática: aquilo que nos afeta não são os acontecimentos em si e sim a forma como cada pessoa vê, sente e pensa com relação à uma situação. Assim, terapeuta e cliente, buscam identificar pensamentos disfuncionais e ressignificá-los.

Solange Ribeiro

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

Faço um convite a você, venha experimentar fazer terapia: "Pratique um novo Olhar, aprenda a trazer seu pensamento automático para o consciente, sinta uma nova emoção e se empodere, para AGIR de modo que te traga resultados positivos, gerando felicidade e realização." Dra. Priscila Pravato

Na terapia cognitivo-comportamental, procuramos identificar quais são as circunstâncias, pensamentos e emoções que estão envolvidos numa série de transtornos, como transtornos de uso de drogas, transtornos ansiosos como o social e a agorafobia, transtorno obsessivo compulsivo, transtornos alimentares, insônia. Há técnicas que podem ser úteis também no transtorno de déficit de atenção-hiperatividade. Mapeando os desencadeantes e os estímulos do ambiente que mantêm o problema, é possível intervir e ajudar as pessoas, seja ao lado do tratamento medicamentoso ou, em alguns casos, no lugar dele. A terapia cognitivo-comportamental é cientificamente demonstrada para vários problemas psiquiátricos.

Dentre seus maiores benefícios desse tipo de terapia podemos citar o fato de ser uma psicoterapia que pretende ser mais breve, pois é estruturada e focada em objetivos que serão traçados de acordo com as problemáticas do paciente. Uma das psicoterapias mais indicadas pelos psiquiatras. Apesar de ter um caráter breve, ela pode ser utilizada para resolução de questões mais profundas, caso seja a vontade do paciente, estendendo-se por um período mais longo.

Lory Gonçalves

Psicólogo

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) ensina o paciente a identificar seus próprios sentimentos, pensamentos e comportamentos, bem como uma solução para os problemas encontrados, para que ele possa utilizar o que aprendeu sobre si, futuramente em outras situações que necessitem desse suporte. A TCC está baseada no modelo Cognitivo, o qual parte da hipótese de que não é a situação em si que determina o que a pessoa sente, mas como ela interpreta uma situação. A Terapia Cognitivo-Comportamental tem se mostrado, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um dos tratamentos mais modernos e eficazes no tratamento de diversos transtornos psicológicos.

Thainara Lopes

Psicólogo

Juiz de Fora

Agendar uma visita

A Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) é uma abordagem terapêutica baseado no “aqui e agora” e tem como principal objetivo ajudar o cliente e/ou paciente a prover as mudanças desejadas em sua vida. Essas mudanças denominadas como novas aprendizagens (novas formas de pensar, agir, por exemplo.) perpassam o ambiente terapêutico. A TCC é uma abordagem diretiva, ativa, focal, estruturada, orientada para o problema, colaborativa e estratégica. O intuito desse modelo de abordagem é prover independência emocional do paciente a partir dos recursos terapêuticos aprendidos durante o tratamento para que ele possa tornar-se no futuro “o seu próprio terapeuta”.

A Terapia Cognitivo-Comportamental baseia-se no modelo cognitivo de Aaron Beck, que levanta a hipótese de que as emoções e comportamentos das pessoas são influenciados por sua interpretaçao dos eventos (situações), ou seja, não é uma situação por si só que determina o que as pessoas sentem, mas, antes, o modo como elas interpretam uma situação; A situação em si não determina diretamente como eles sentem; sua resposta emocional é intermediada por sua percepção da situação. O processo psicoterápico ajuda o paciente compreender seu padrão de crenças, pensamentos automáticos e comportamentos desadaptativos, buscando a reestruturação cognitiva e a resolução de problemas/dificuldades.

Rafael Rouquayrol Assunção

Psicólogo

Fortaleza


Características que a distinguem de outras formas de psicoterapia são o tempo curto e limitado e a eficácia comprovada através de estudos empíricos, em várias áreas de transtornos emocionais, como depressão, transtornos de ansiedade (transtorno de ansiedade generalizada, fobias, pânico, hipocondria, transtorno obsessivo-compulsivo), dependência química, transtornos alimentares, dificuldades interpessoais, transtornos psiquiátricos, etc., para adultos, crianças e adolescentes, nas modalidades individual e em grupo. Sua utilização no tratamento de psicoses apresenta resultados encorajadores. TCC ainda é indicada em intervenções nas áreas de educação, organizações e esportes.

Jésus Fillipi

Psicólogo

Montes Claros

Agendar uma visita

A TCC é uma abordagem que se baseia em dois princípios centrais: Nossos pensamentos têm influencia controladora sobre nossas emoções e comportamentos e; Modo como agimos ou nos comportamos pode afetar profundamente nossos padrões de pensamentos e nossas emoções. A terapia cognitiva baseia-se no modelo cognitivo, que levanta a hipótese de que as emoções e comportamento das pessoas são influenciados por sua percepção do eventos.Não é uma situação por si só que determina o que as pessoas sentem, mas, antes, o modo como elas interpretam uma situação.

Cintia Campos

Psicólogo

Rio de Janeiro


A terapia cognitivo-comportamental está baseada no modelo cognitivo, o qual parte da hipótese de que as emoções, os comportamentos e a fisiologia de uma pessoa são influenciados pelas percepções que ela tem dos eventos. Não é a situação em si que de termina o que a pessoa sente, mas como ela interpreta uma situação. Pois, a forma como as pessoas se sentem emocionalmente e a forma como se comportam estão associadas a como elas interpretam e pensam a respeito da situação.

Ícaro Castro

Psicólogo

Manaus


A TCC é uma abordagem da psicologia que vem sendo amplamente indicada por médicos e demais profissionais por ser cientificamente comprovada e eficiente no tratamento dos mais diversos quadros psiquiátricos, problemas emocionais e comportamentais: depressão, ansiedade, TOC, dependência química, estresse, conflitos familiares, agressividade, entre outros. De acordo com essa abordagem, não são as situações ou fatos que determinam nossos sentimentos, mas sim os nossos pensamentos que ocorrem diante das situações ou fatos, fazendo com que nos comportemos ou agimos de uma determinada maneira. Dessa forma, a terapia cognitivo-comportamental busca promover alterações de pensamentos e comportamentos

Sandra Mara Comper

Psicólogo

Porto Alegre


A Terapia Cognitivo Comportamental é um tipo de psicoterapia na qual entende-se que os transtornos emocionais e mentais têm uma estreita relação com o conteúdo de nossos pensamentos. Os pensamentos quando desfuncionais, promovem emoções desagradáveis e comportamentos inadequados, trazendo sofrimento ao indivíduo. Trata-se de uma terapia colaborativa, na qual terapeuta e paciente buscam alternativas a crenças e pensamentos disfuncionais. Para a Terapia Cognitiva, não são os fatos que geram dor e sofrimento, mas a interpretação que se faz dos eventos que todos nós passamos.

A Terapia Cognitivo Comportamental é uma abordagem educativa,colaborativa, estruturada e orientada para o presente. Trabalha com a hipótese de que não é uma situação por si só que determina o que sentimos, mas sim, o modo como interpretamos uma determinada situação. Dessa forma, podemos modificar nossas emoções e nossos comportamentos a partir de uma nova percepção de um evento. A TCC nos mostra o quanto nossos pensamentos influenciam nosso humor e nossos comportamentos. A TCC é a abordagem psicológica mais eficaz para o tratamento de transtornos mentais, por possuir técnicas comprovadas e específicas para o tratamento dos mesmos (ansiedade,pânico, depressão, fobias, T.alimentares, etc).

O que nos afeta não são os acontecimentos mas sim aquilo que nós interpretamos .Qualquer problema psicológico pode ser descrito ou explicado em termos de pensamentos,emoções e comportamentos.Por exemplo diante da situação de falar em publico um individuo pode ter pensamentos automáticos como"ninguém vai gostar da minha apresentação",se gaguejar vai ser horrível ".Em função desses pensamentos o individuo vai sentir emoções negativas como medo,tristeza e culpa .Depois poderá ter comportamentos que podem agravar a situação como imaginar "uma catástrofe".Esses 3 elementos pensamento,emoções e comportamentos estão interligados entre si ,muitas vezes levando a ciclos viciosos.

Celi Piernikarz

Psicólogo

São Paulo


A TCC é considerada uma terapia mais diretiva, que muitas vezes se propõe a resolução de uma questão específica. O tratamento é baseado numa conceituação, ou seja, compreensão de cada paciente individualmente (suas crenças específicas e padrões de comportamento). O terapeuta procura produzir de várias formas, utilizando técnicas específicas para cada caso, uma mudança cognitiva - modificações no pensamento e no sistema de crenças do paciente - para produzir uma mudança emocional e comportamental duradoura.

Monica Pompeu

Psicólogo, Sexólogo

Niterói

Agendar uma visita

A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) é uma forma de psicoterapia que aborda a interação entre crenças, pensamentos, sentimentos e comportamentos. Segundo esta metodologia, os transtornos emocionais e as distorções cognitivas não são resultados das situações em si, mas das interpretações e representações dos eventos internos e externos, que determinam a forma como interagimos como uma situação. Histórico de vida, traumas de infância, interação com o ambiente, crenças e valores são alguns dos fatores que influenciam diretamente no comportamento humano. Isso explica porque cada pessoa reage de forma diferente em situações idênticas.

Rosines Andrade

Psicólogo

Porto Alegre

Agendar uma visita

Se a TCC é recomendada, normalmente você terá uma sessão com um terapeuta uma vez por semana ou uma vez a cada duas semanas. O curso do tratamento não possui um número determinado de sessões estabelecidas ainda que a literatura algumas vezes especifique a duração entre cinco e 20 sessões Durante as sessões, você trabalhará com seu terapeuta para quebrar seus problemas em suas partes separadas – como seus pensamentos, sentimentos físicos e ações. O objetivo final da terapia é ensinar você a aplicar as habilidades que você aprendeu durante o tratamento para sua vida diária.

Sérgio Silva

Psicólogo

Marília


Na terapia Cognitivo-Comportamental, desenvolve-se repertório de habilidades, fornecendo ao paciente instrumentos para lidar com situações-problema ou dificuldades pessoais. Em relação a problemas emocionais, entende-se que eles provêm de pensamentos, emoções e comportamentos mal adaptativos e, durante a terapia, a meta é reformular essas distorções.

A Terapia Cognitivo Comportamental procura trabalhar no paciente as crenças e pensamentos que geram sentimentos, e por consequência comportamentos que podem ser disfuncionais para sua vida. A Terapia busca promover mudanças na "forma de encarar os problemas que não podemos modificar" e "melhor entendimento para resolver as questoes cabíveis a nós, através da mudança da forma de pensar, sentir e agir".

Elaine Giordano Arroio

Psicólogo

São Paulo


Somos plantados, nascemos, vivenciamos experiências e vamos criando nossas raízes, nossa forma de ver o mundo, nossos valores. Amadurecemos ao criar nosso caule, e então criamos nossa copa, que é a forma como nós pensamos, nos comportamos e nos sentimos. A Terapia Cognitivo-comportamental defende o conceito de Tríade Cognitiva, que nos diz que frente a uma determinada Situação temos Pensamentos específicos, Emoções e Sentimentos específicos que geram Comportamentos específicos. Interpretamos de acordo com as raízes que vamos formando ao longo de nossas vidas. Mas essas interpretações podem estar distorcidas, ou seja, distantes da realidade nos gerando sofrimento.

A terapia cognitivo-comportamental, através de uma relação colaborativa entre psicólogo e paciente, promove novas habilidades de enfrentamento, para o alívio do sofrimento emocional apresentado pelo paciente. Este modelo, está baseada no modelo cognitivo, o qual parte da hipótese de que as emoções, os comportamentos e a fisiologia de uma pessoa são influenciados pelas percepções que elas têm dos eventos. Não é a situação em si que determina o que a pessoa sente, mas como ela interpreta uma situação. Portanto, nossas cognições tem um influência controladora sobre nossas emoções e comportamentos; e o modo como agimos ou nos comportamos pode afetar profundamente nossos padrões de pensamentos.

A terapia cognitiva comportamental visa o esclarecimento e a modificação de distorções cognitivas e comportamentos que são responsáveis pelas condutas e situações geradoras de sofrimento. O principal objetivo da terapia Cognitivo comportamental é psicólogo e paciente identificarem pensamentos e comportamentos causadores de sofrimento, tendo como objetivo a reestruturação cognitiva através da intervenção em esquemas nucleares que predispõe a pessoa a distorcer a realidade gerando sofrimento. Uma variedade de estratégias cognitivas e comportamentais são utilizadas.

Paloma Santos Lemos

Psicólogo

Belo Horizonte


A terapia cognitivo-comportamental (TCC) oferece ao paciente a oportunidade de identificar os fatores que contribuem para a patologia e de gerar novos comportamentos ou perspectivas para lidar de maneira eficaz com o problema. É um método de psicoterapia estruturado e orientado para a ação. Ensina as pessoas a identificarem e a reverem pensamentos autodestrutivos e crenças não racionais, com o propósito de substitui-los por pensamentos e perspectivas saudáveis e funcionais, que promovam o bem-estar emocional.

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) fornece as ferramentas e suporte certos para envolver um processo poderoso de mudança sem desperdiçar uma enorme quantidade de tempo e energia. A razão pela qual é tão popular é simples: ela funciona incrivelmente bem. Muitas pesquisas científicas mostram quão eficaz ela é para ajudar as pessoas a resolver problemas e experimentar resultados positivos. A TCC visa mudar padrões de pensamento e comportamento que nos mantêm presos e nos impedem de superar os obstáculos que enfrentamos.

No atendimento clínico em psicologia há vários campos de abordagem, o meu trabalho é fundamentado na Terapia Cognitiva-Comportamental. Desenvolvida em meados do século passado com o foco em pessoas diagnosticadas com transtornos de ansiedade e depressão. Com o passar dos anos e o aumento do conhecimento sobre os tratamentos baseados na TCC, sua aplicação seguiu para vários quadros como os transtornos psiquiátricos, de personalidade e outros por exemplo. Tem sua base na ciência. Trata-se de um processo onde terapeuta paciente trabalham juntos em busca de compreensão e entendimento dos transtornos que afligem a pessoa em tratamento buscando o autoconhecimento e uma vida mais plena e saudável

Gelson Martins

Psicólogo

Uberlândia


A terapia cognitivo-comportamental tem como precursor Aaron Beck que desenvolveu esta abordagem teórica a partir da percepção de que pessoas com depressão apresentavam pensamentos negativos semelhantes e que seria necessário uma nova abordagem para auxiliar no tratamento destas pessoas. Utiliza de técnicas que auxiliam a flexibilização do pensamento e regulação emocional.

Ângela Fernanda Santiago Pinheiro

Psicólogo, Psicopedagogo

Montes Claros


A terapia cognitiva parte do pressuposto de que não são as situações, mas a forma que percebemos as situações, que influencia nossos sentimentos e comportamentos. Essas interpretações são pré-conscientes e automáticas, sendo derivadas das crenças centrais que desenvolvemos ao longo da vida. Durante a terapia, que é um processo breve e focado em metas (duração média de 12 a 24 sessões), terapeuta e paciente atuam de forma colaborativa para modificar as crenças centrais que contribuem para os sintomas emocionais e que impedem o paciente de atingir suas metas de vida, através de um plano de tratamento individualizado e da aquisição de novas habilidades que o paciente utilizará ao longo da vida.

Ana Rosa Silveira Cavalcanti

Psiquiatra

Campinas


Se chama Terapia Cognitivo-Comportamental, que tem abreviação para TCC, mas pode ser chamada também de Terapia Cognitiva [que é diferente da terapia comportamental].Foi fundada por Aaron Beck na década de 60, com o objetivo de achar evidências clínicas para o tratamento da depressão através da psicanálise, basicamente o que Beck fez foi testar a interação entre pensamento-emoçao- comportamento e criar uma metodologia de tratamento onde, através da modificação do pensamento, as outras manifestações também seriam alteradas.Existem muitos mitos sobre a TCC. Ela não é eficaz apenasno tratamento de transtornos mentais, dessa forma, qualquer pessoa pode se beneficiar para resolver seus problemas.

A terapia Cognitiva-Comportamental (TCC) é um método psicoterapêutico testado e comprovado cientificamente por inúmeros estudos e cientistas. É uma abordagem que é mais específica, breve e focada no problema atual do paciente. Da qual explica que, o que nos afetam não são os acontecimentos e sim a forma que interpretamos. Assim, aquilo que pensamos influencia em como que me sinto e em como me comporto diante das situações. A TCC ensina-lhe as técnicas para identificar os seus padrões de pensamento, regras, formas de pensar, hábitos e atitudes e que estão na origem dos problemas psicológicos e aprender pensamentos, crenças, comportamentos e estratégias mais úteis para seu bem estar.

A TCC é um pouco autoexplicativa. As sessões são orientadas pela cognição (pensamentos, crenças, expectativas, atribuições e emoções) e pelo comportamento do cliente, sendo ele – o comportamento – o foco do trabalho terapêutico. Nesta abordagem psicoterapêutica entende-se que as cognições são as causas dos problemas emocionais e comportamentais e, por isso, a queixa trazida ao atendimento é trabalhada com respostas mais específicas, breves e focadas na remodelação do comportamento-problema atual de cada indivíduo.

Priscilla Gianneschi Navarro

Psicólogo

São Paulo


Seus pensamentos, comportamentos e emoções influenciam diretamente em como você lida com as situações. A Terapia Cognitivo Comportamental é uma abordagem mais específica, breve e focada no problema atual do paciente. O objetivo principal é mudar os sistemas de significados dos pacientes para alterar suas emoções e comportamentos.

Blanda Kuhn

Psicólogo

Curitiba


A TCC Terapia Cognitivo Comportamental, é uma abordagem da psicologia que é semi estruturada, educativa, diretiva e colaborativa com participação ativa do paciente e terapeuta, com prazo limitado é indicada por sua eficácia para o tratamento de vários transtornos mentais como depressão, ansiedade, transtorno do estresse pós traumático (TEPT) , Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) , Pânico, entre outros. O manejo clínico utiliza avaliações por escalas, conceitualização , psico-educação, restruturação cognitiva, treino de habilidades e prevenção de recaídas.

Terapia Cognitivo-comportamental é uma abordagem que é mais específica, breve e focada no problema atual do paciente. Também conhecida como TCC, ela explica que o que nos afetam não são os acontecimentos e sim a forma que interpretamos. Baseada na premissa de que os nossos pensamentos afetam nossas emoções que, por sua vez, influenciam no nosso comportamento, a TCC utiliza diversas técnicas e estratégias psicoterápicas para, com a colaboração do paciente, tratar seus distúrbios psíquicos e promover o arrefecimento dos seus sintomas e desconfortos, buscando uma melhora na sua qualidade de vida intra-psíquica e na sua relação com o outro e o mundo.

Terapia Cognitivo Comportamental consiste em que os pensamentos exercem uma influência nas emoções e nas condutas. Seu objetivo é produzir mudanças nos sistemas de crenças evocando uma transformação emocional e comportamental. É um abordagem terapêutica diretiva, com metas claras e definidas. Muitos estudos apontam como a primeira opção para tramamento de diversos transtornos.

Gláucia Machado Moreira Domingues

Psicólogo

Florianópolis


Terapia Cognitivo-Comportamental é uma abordagem da Psicologia Clínica, estruturada, focada em objetivos e metas. Possui curta duração, direcionada para a solução de problemas e a modificação de pensamentos e comportamentos disfuncionais (inadequados e/ou inúteis). Através do uso de técnicas e estratégias terapêuticas cientificamente validadas, o psicoterapeuta colabora na mudança cognitiva – modificação no pensamento e no sistema de crenças – para produzir uma mudança emocional e comportamental duradoura. Terapeuta e paciente têm papel ativo e colaborativo, ou seja, reflete um processo em que ambos estabelecem, colaborativamente, metas terapêuticas e estratégias adequadas para atingi-las.

A Terapia Cognitiva é uma abordagem diretiva. É efetiva na redução de sintomas em uma variedade de transtornos psiquiátricos, como fobias, depressão, ansiedade e uso de substâncias, dentre outros transtornos.

Karine Da Silva Figueiredo

Psicólogo

Brasília


A Terapia Cognitivo-Comportamental é uma modalidade de tratamento que engloba a resolução de dificuldades do indivíduo de forma participativa. Baseado na análise das emoções, sentimentos e emoções, auxilia nos comportamentos como controle da raiva, comunicação efetiva e melhora da qualidade de vida, com resultados estudados pela medicina baseada em evidências.

A Terapia Cognitivo-Comportamental tem demonstrado eficácia no tratamento de transtornos de ansiedade, ajudando-nos a questionar aqueles pensamentos que estão ancorados em regras que integram nossas crenças. Quando não questionadas, exercem uma influência oculta, mas enormemente poderosa, sobre nossos pensamentos e nossos comportamentos. Na medida em que as crenças são questionadas, conseguimos nos aproximar e, até mesmo, acessar as regras que controlam a ansiedade, mesmo que estejam profundamente enraizadas em nossa mente. Identificar as distorções cognitivas e modificar comportamentos que produzem ansiedade e sofrimento integram o processo terapêutico e auxiliam a evolução do tratamento.

Algumas das características que distinguem a terapia cognitivo-comportamental são: - Papel mais ativo para o terapeuta. - Uso de técnicas de mudança sistemáticas. - Ênfase nas tarefas de casa. - Relacionamento terapêutico colaborativo. - Uso de uma abordagem empírica. - Análise das evidências na mudança de crenças disfuncionais.

Ana Lúcia Pereira

Psicólogo

São Paulo


Objetiva ( direcionada a sua queixa). Busca compreender o funcionamento do paciente diante do problema e com isso um autoconhecimento sobre si e suas dificuldades, facilitando a resolução dos problemas. Serão ensinadas varias habilidades ao paciente para melhor enfrentamento de suas dificuldades.

A TCC é uma linha da psicologia desenvolvida como uma psicoterapia estruturada, direcionada a resolver problemas atuais e a modificar pensamentos e comportamentos disfuncionais do indivíduo. É uma terapia objetiva, que parte do pressuposto que os pensamentos influenciam os sentimentos e comportamentos. Ou seja, o que pensamos e a maneira como interpretamos cada situação que vivenciamos influencia o que iremos sentir e como iremos nos comportar diante dessas situações. Ao contrário do que costumamos pensar, o que sentimos não está diretamente relacionado aos acontecimentos e sim a como os percebemos. Portanto, cada pessoa interpreta as situações e a vida de um jeito diferente e único.

Aline Barreto

Psicólogo

Rio de Janeiro


A TCC, conhecida como Terapia Cognitiva Comportamental, tem por base sessões estruturadas, de menor duração, direcionada para a solução de problemas atuais e a modificação de pensamentos e comportamentos disfuncionais e inadequados. Ou seja, tem por objetivo identificar, compreender e reestruturar os pensamentos, crenças e hábitos que influenciam de forma negativa as emoções, as atitudes e decisões das pessoas, ensinando-as a desenvolver técnicas de enfrentamento das questões que as afetam. A TCC é a abordagem mais indicada pelo meio médico, pois apresenta maior evidência científica de eficácia na maioria dos transtornos psiquiátricos, como depressão, ansiedade, fobias, estresse, etc.

Crismere Fonseca

Psicólogo

Belo Horizonte

Agendar uma visita

A Terapia Cognitivo-Comportamental (TCC) é estruturada, breve, com foco na redução dos sintomas e no aqui e agora. A sua maneira de ser, o que você sente e como se comporta está intrinsicamente relacionado com sua visão de mundo, de si e dos outros. Ou seja, basicamente, segundo o modelo cognitivo, você pensa, sente e se comporta. Seu modo de pensar e suas crenças, foram aprendidas durante toda a sua vida (principalmente entre 0 e 7 anos). Entretando, o sofrimento está ligado com as crenças distorcidas/errôneas associadas as situações, ou o fato real. Possui indicações para: Depressão, Dores Crônicas, Fibromialgia, Insônia, Transtorno de pânico e agorafobia, TOC, entre outros.

A Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) é considerada uma terapia breve, focada na queixa que o paciente informa com técnicas de modificação de interpretação dos pensamentos considerados distorcidos. As sessões geralmente são semanais com duração de 50 min. Não é uma sessão onde somente o paciente fala, existe um diálogo entre psicólogo e paciente em todas as sessões.

Quais profissionais realizam Terapia cognitivo-comportamental?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.