Ultra-sonografia durante a gravidez - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é o ultra-som?

É uma técnica de imagem que é usada para avaliar a saúde do feto.

Ela consiste na aplicação de ondas sonoras de alta freqüência (ultra-som) na superfície do corpo do paciente, e coletar a energia que é refletida de diferentes materiais a serem encontrando seu caminho, estes sendo capturados e transformados em uma imagem. É basicamente o mesmo mecanismo usado por morcegos para voar em alta velocidade sem bater em objetos, ou o sistema de radar usado por submarinos. Desde 1958, ocupou o primeiro ultra-som obstétrico, tem havido uma revolução em matéria de assistência para a gravidez normal e patológica.

Quantos ultra-sons devem ser realizados durante a gravidez?

O número do conjunto é de três por gestação, embora o obstetra deve decidir quantos exames são necessários para o acompanhamento adequado, tendo em conta as circunstâncias especiais que possam surgir.

Quando devo fazer o ultra-som em primeiro lugar?


  • Em primeiro lugar, para determinar se a gravidez existe, vendo um embrião vivo (ou mais), dentro do útero, caso contrário, seria chamada gravidez ectópica, e mudança de atitude clínica.
  • Em segundo lugar, ultra-som para determinar a idade gestacional, ou seja, quantas semanas está realmente grávida, sempre de uma perspectiva ultra-som, depois de avaliar seu crescimento.
  • Em uma terceira parte: é necessário avaliar o trato genital interno, útero (ou uterina) e ovários.

Este primeiro exame é realizado por via vaginal, ou seja, o dispositivo que emite ondas é inserido através da vagina, sendo capaz de ver muito mais detalhes para este caminho nesta idade gestacional. Dependendo do tamanho do embrião será um exame mais detalhado de sua anatomia deve-se ter em mente que um embrião de 7 semanas mede apenas 18 mm. No entanto, em um embrião de 13 semanas será especial ênfase na medição da espessura de dobras cutâneas é observado no pescoço, como sinal indireto de problemas cromossômicos (embriões com número anormal de cromossomos).

Quando devo fazer o segundo ultra-som?

Na vigésima semana de gravidez é realizado um ultra-som novo, em que o objetivo principal é avaliar a morfologia fetal, para possíveis sinais indiretos de malformações e anomalias cromossômicas.

Devemos esclarecer, neste ponto algo de extrema importância: pelo ultra-som, mesmo em mãos experientes, não é possível detectar defeitos ou alterações após o nascimento são visíveis, é apenas uma ajuda adicional, mas não infalível. Além disso, há casos de anomalias cromossômicas (síndrome de Down ou similar), que não pode ter um impacto sobre a forma dos órgãos fetais.

Nesta segunda varredura é controlado o crescimento e também a localização da placenta.

Quando devo fazer um terceiro ultra-som?

Os seguintes objetivos de avaliação ultra-som:  crescimento e desenvolvimento fetal, quantidade de fluido que rodeia eo estado da placenta. Ele também examina o sangue do cordão umbilical avaliando a capacidade de oxigênio e nutrientes ele tem. Os dois últimos exames são realizados através do abdómen, colocando a sonda sobre a superfície abdominal.

É prejudicial para o feto?

Embora possa haver um risco teórico, devido à alta freqüência das ondas, não mostra qualquer efeito biológico sobre o feto.

Em resumo, podemos dizer que o ultrassom é uma técnica que revolucionou o mundo da obstetrícia, e embora utilizados equipamentos cada vez mais sofisticados, resta-nos dar uma visão abrangente do feto, mas não infalível, tendo em conta além disso, que há casos em que o problema não tem impacto morfológico fetal óbvio.

Especialistas em ultra-sonografia durante a gravidez

Encontre um especialista em Ultra-sonografia durante a gravidez na sua cidade:
Sergio Augusto De Munhoz Pitaki

Sergio Augusto De Munhoz Pitaki

Médico acupunturista, Radiologista

Curitiba

Agendar uma visita
Carlos Marcondes

Carlos Marcondes

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita
Antonio Paulo Malmann

Antonio Paulo Malmann

Ginecologista

Campos Novos

Sergio Hashiba

Sergio Hashiba

Radiologista

Matão

Carlos Jose da Fonseca

Carlos Jose da Fonseca

Ginecologista

Cabo de Santo Agostinho

Bruno de Vasconcelos

Bruno de Vasconcelos

Radiologista

Serra

Perguntas sobre Ultra-sonografia durante a gravidez

Nossos especialistas responderam a 45 perguntas sobre Ultra-sonografia durante a gravidez

Passe pelo seu médico! S[ó ele poderá dizer! vendo seu Ultrasom
1 respostas

Olá,

Se o seu médico informou que esta tudo bem não precisa se preocupar, mas o ideal é realizar o acompanhamento com o profissional que te passe segurança e solucione todas as suas…
2 respostas

Olá! O tempo de recuperação depois de uma histerectomia subtotal depende muito da técnica usada. Se foi aberta (com um corte como de uma cesárea) ou por laparoscopia. As cirurgias laparoscópicas…
2 respostas

Especialistas falam sobre Ultra-sonografia durante a gravidez

O acompanhamento Pré Natal na atualidade inclui a realização de ultrassonografia obstétrica. Esse importante exame ajuda a diagnosticar ou excluir mal formações do bebê. É útil para confirmar o tempo da gestação, em especial nos primeiros 3 meses. A ultrassonografia morfológica do primeiro trimestre é especialmente importante para o rastreamento para doenças genéticas com a Sd. de Down, além de excluir mal formações maiores. No segundo trimestre, a ultrassonografia morfológica consegue avaliar mais detalhes da formação de bebê e excluir outras alterações. No terceiro trimestre a ultrassonografia é especialmente útil para acompanhar o crescimento do bebê e avaliar a quantidade de líquido .

Especialização em Medicina fetal realizando todos os tipos de ultrassons necessários durante a gravidez ( usg inicial para datar a gestação, obstétrico simples, morfológico de primeiro e segundo trimestre, obstétrico com doppler e 3D/4D). Gravção em DVD - R com som dos batimentos fetais e impressão em fotografia.

Momento sublime para todas as famílias, merece muito respeito, preparo técnico e atenção, o exame não causa nenhum mal ao feto, recomendado que seja realizado desde o início da gestação, visando constatar o bem estar fetal, onde os batimentos cardíacos identificam plenamente a presença da vida intra-útero, acompanha o crescimento, desenvolvimento, morfologia e bem estar do binômio mãe-feto.

Carlos Alencar

Especialista em diagnóstico por imagem, Radiologista

Porto Velho


É muito importante o acompanhamento fetal pela ultrassonografia desde os primeiros momentos. No primeiro trimestre, quando inicia-se o desenvolvimento orgânico, já é possível detectar malformações e identificar os riscos do bebê apresentar Síndrome de Down. Na metade da gestação, é importante a avaliar todos os orgãos e sistemas fetais pelo ultrassom morfológico de 2° trimestre. Ao final da gravidez, o bem-estar fetal é acompanhado para garantir um final feliz para a mamãe e para o bebê.

É o exame realizado a partir de 11 semanas por via abdominal. Antes deste período, é realizado por via transvaginal para melhor visualização do bebê. Tem por objetivo realizar o estudo da anatomia fetal de forma simplificada, avaliar a idade gestacional, crescimento, desenvolvimento e vitalidade do feto. Avalia ainda a posição na barriguinha do bebê, características da placenta e quantidade de líquido amniótico. Tem duração de aproximadamente 15-20 minutos. Apresenta algumas limitações, como posição fetal, idade gestacional avançada, obesidade materna e a sobreposição de partes fetais.

O ultrassom durante a gravidez tem vários propósitos. Primeiramente, serve para datar corretamente a gestação . Durante a consulta, realizamos esse exame para estimar o peso do bebê , ver a quantidade de líquido, o fluxo de sangue que chega para o feto (Doppler) .Com aproximadamente 12 semanas, é realizado o Morfológico de primeiro trimestre. Esse exame visa detectar o risco malformações , como Síndrome de Down. Já com 22 semanas, é realizado o Morfológico de segundo trimestre, que tem por objetivo ver cada orgão , para detectar anormalidades e tranquilizar os pais.

Quais profissionais realizam Ultra-sonografia durante a gravidez ?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.