Gastrectomia total por câncer - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Gastrectomia total por câncer

Informação sobre Gastrectomia total por câncer

A gastrectomia total é a retirada completa do estômago por tumores de corpo, fundo ou cárdia. A gastrectomia consiste da ressecção do tumor, com reconstrução imediata do trânsito intestinal, ligando o intestino à parte restante do estômago (gastrectomia parcial) ou ao esôfago (gastrectomia total). Às vezes há invasão direta de fígado, pâncreas e baço ou de outros órgãos ao redor do estômago. Neste caso é possível retirar a parte acometida destes órgãos junto com o estômago. Os gânglios linfáticos ao redor do estômago também podem ter que ser removidos. Esta cirurgia chama-se linfadenectomia. Mesmo em pacientes com câncer de estômago em fase mais avançada (quando há comprometimento de camadas mais profundas da parede gástrica), de órgãos vizinhos ou metástases à distância, existe benefício em retirar parte do estômago ou o órgão inteiro que contém o tumor. A cirurgia evita complicações como sangramentos ou obstrução à passagem de alimentos, permitindo melhor qualidade de vida ao paciente.

Possui uma dúvida concreta sobre Gastrectomia total por câncer? Pergunte aos nossos especialistas.

Os especialistas falam sobre a Gastrectomia total por câncer

Quando se retira o estômago em sua totalidade, geralmente por câncer (adenocarcinoma) chamamos esse procedimento de gastrectomia total. Ao retirar-se o estômago é realizada a ligação do esôfago ao intestino delgado jejuno reconstituindo o trânsito alimentar. É uma cirurgia de grande porte que geralmente é acompanhada de linfadenectomia que se trata da limpeza de gânglios linfáticos. Pode ser realizada por via aberta-corte clássico ou por videolaparoscopia- pequenos furos e com micro-câmera minha principal opção. As vantagens da via videolaparoscópica são muitas como menor dor pós-operatórias, menor tempo de internação, reabilitação precoce para o trabalho e desporto, além da estética.
Prof. Dr. Sergio Renato Pais-Costa
Prof. Dr. Sergio Renato Pais-Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral, Oncologista

|

Brasilia

Tem perguntas sobre Gastrectomia total por câncer?

Nossos especialistas responderam 54 perguntas sobre Gastrectomia total por câncer.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

É uma sutura (costura) que se faz entre o esôfago e o jejuno, dois segmentos distintos do trato gastrointestinal.

  • 17
  • 18
  • 210
Dr. Marcos Oliveira Siebra Coelho

Cirurgião geral, Urologista

Rio de Janeiro

O estômago é o órgão responsável pela absorção da vitamina B12. Em caso de retirada do mesmo é comum que se desenvolva uma deficiência da mesma no organismo. A falta da vitamina B12 está relacionada a alterações hematológicas, principalmente anemia e alterações neurológicas que podem se tornar graves. Por este motivo a reposição deve ser constante nestes casos e somente por via injetável, uma vez que a absorção pela via digestiva da vitamina B12 não é mais possível. Quanto aos intervalos de administração, o ideal é se fazer dosagens periódicas para se quantificar as reservas desta vitamina no sangue.

  • 9
  • 7
  • 53
Dra. Danielle Laperche dos Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oncologista

Goiânia

como nao mais tem o estômago ,nao tem o reservatório de alimentos ,assim cabe pouco . Precisa comer de 2/2h , picar bem os alimentos , mastigar muito , nao ingerir liquidos ao mesmo tempo . Agora , pode ser uma "estenose" ,que a cicatrizacao e fechamento da uniao entre o esofagp e o intestino , se nao melhorar ,precisa se fazer uma endoscopia ,logo . Att

  • 15
  • 5
  • 9
Dr. Ricardo Ribeiro M Cruz

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

João Pessoa

Pacientes submetidos a gastrectomia total perdem em média 15% do peso e depois estabilizam. Com o tempo podem até voltar a ganhar peso, mas geralmente pouco. A perda de peso após gastrectomia sub-total é menor, mas também pode ocorrer. A anemia geralmente é prevenida com administração intra-muscular de vitamina B12, pois esta não consegue mais ser absorvida na ausência do estômago (não adiante tomar via oral).

  • 45
  • 42
  • 31
Dr. Márcio Carmona Marques Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Cirurgião geral, Oncologista

São Paulo

Marcar consulta

Ver as 54 perguntas sobre Gastrectomia total por câncer