Gastrectomia total por câncer - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Gastrectomia total por câncer

Informação sobre Gastrectomia total por câncer

A gastrectomia total é a retirada completa do estômago por tumores de corpo, fundo ou cárdia. A gastrectomia consiste da ressecção do tumor, com reconstrução imediata do trânsito intestinal, ligando o intestino à parte restante do estômago (gastrectomia parcial) ou ao esôfago (gastrectomia total). Às vezes há invasão direta de fígado, pâncreas e baço ou de outros órgãos ao redor do estômago. Neste caso é possível retirar a parte acometida destes órgãos junto com o estômago. Os gânglios linfáticos ao redor do estômago também podem ter que ser removidos. Esta cirurgia chama-se linfadenectomia. Mesmo em pacientes com câncer de estômago em fase mais avançada (quando há comprometimento de camadas mais profundas da parede gástrica), de órgãos vizinhos ou metástases à distância, existe benefício em retirar parte do estômago ou o órgão inteiro que contém o tumor. A cirurgia evita complicações como sangramentos ou obstrução à passagem de alimentos, permitindo melhor qualidade de vida ao paciente.

Possui uma dúvida concreta sobre Gastrectomia total por câncer? Pergunte aos nossos especialistas.

Tem perguntas sobre Gastrectomia total por câncer?

Nossos especialistas responderam 50 perguntas sobre Gastrectomia total por câncer.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Coincidências acontecem sempre! Não é causa de hipertenção o paciente gastrectomizado.

  • 57
  • 36
  • 211
Dr. Danilo Benitez

Cirurgião geral, Coloproctologista

Pelotas

O estômago é o órgão responsável pela absorção da vitamina B12. Em caso de retirada do mesmo é comum que se desenvolva uma deficiência da mesma no organismo. A falta da vitamina B12 está relacionada a alterações hematológicas, principalmente anemia e alterações neurológicas que podem se tornar graves. Por este motivo a reposição deve ser constante nestes casos e somente por via injetável, uma vez que a absorção pela via digestiva da vitamina B12 não é mais possível. Quanto aos intervalos de administração, o ideal é se fazer dosagens periódicas para se quantificar as reservas desta vitamina no sangue.

  • 7
  • 4
  • 44
Dra. Danielle Laperche dos Santos Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Oncologista

Goiânia

Sim. Não há limitações ao uso pela cirurgia. No entanto, o uso do anti inflamatório deve ser indicado pelo médico e nunca usado por um período prolongado

  • 7
  • 0
  • 1
Eduardo Rodrigues Zarco da Câmara

Cirurgião geral

Rio de Janeiro

A cirurgia de gastrectomia total deveria ter como anestesia a anestesia geral de preferencia, dando mais conforto ao paciente como também a a equipe cirúrgica pois qualquer necessidade tem melhor controle das funções vitais do paciente

  • 166
  • 12
  • 66
Dr. Marcelo dos Santos Soares

Cirurgião geral

Rio de Janeiro

Ver as 50 perguntas sobre Gastrectomia total por câncer