Gastrectomia total por câncer - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Gastrectomia total por câncer

Informação sobre Gastrectomia total por câncer

A gastrectomia total é a retirada completa do estômago por tumores de corpo, fundo ou cárdia. A gastrectomia consiste da ressecção do tumor, com reconstrução imediata do trânsito intestinal, ligando o intestino à parte restante do estômago (gastrectomia parcial) ou ao esôfago (gastrectomia total). Às vezes há invasão direta de fígado, pâncreas e baço ou de outros órgãos ao redor do estômago. Neste caso é possível retirar a parte acometida destes órgãos junto com o estômago. Os gânglios linfáticos ao redor do estômago também podem ter que ser removidos. Esta cirurgia chama-se linfadenectomia. Mesmo em pacientes com câncer de estômago em fase mais avançada (quando há comprometimento de camadas mais profundas da parede gástrica), de órgãos vizinhos ou metástases à distância, existe benefício em retirar parte do estômago ou o órgão inteiro que contém o tumor. A cirurgia evita complicações como sangramentos ou obstrução à passagem de alimentos, permitindo melhor qualidade de vida ao paciente.

Possui uma dúvida concreta sobre Gastrectomia total por câncer? Pergunte aos nossos especialistas.

Tem perguntas sobre Gastrectomia total por câncer?

Nossos especialistas responderam 47 perguntas sobre Gastrectomia total por câncer.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Para pacientes submetidos a gastrectomia total, vitamina B12 e ferro são normalmente indicados. Há necessidade de acompanhamento médico periódico, porque nem sempre a vitamina B12 por via oral é suficiente, e, às vezes, é necessária a aplicação intramuscular.

  • Obrigado 2
  • 1 especialista está de acordo
  • 43
  • 11
  • 83
Dra. Mariangela Correa

Oncologista

A retirada do estômago altera a fisiologia normal da digestão, porém o organismo se adapta após algum tempo e o paciente pode levar uma vida bem próxima do normal. Cada pessoa se comporta de um modo diferente, mas a priori não existe nenhuma contra-indicação específica a nenhum tipo de alimento, incluindo atum.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
  • 17
  • 4
  • 6
Rafael José Romero Garcia

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Belém

Geralmente no transoperatório é colocada uma sonda de Dobbhoff e assim que iniciar a peristalse ( movimento intestinal) pode se iniciar a alimentação pela sonda com dieta apropriada.

  • 151
  • 10
  • 46
Dr. Marcelo dos Santos Soares

Cirurgião geral

Rio de Janeiro

Caro amigo, O uso de alimentos processados,industrializados Nao e recomendável em nenhuma situação,principalmente em gastrectomizado por Ca.

  • 26
  • 9
  • 11
Arnoldo de Oliveira Júnior

Cirurgião geral

Maringá

Ver as 47 perguntas sobre Gastrectomia total por câncer