Gustavo Franklin, Neurologista Curitiba

Dr. Gustavo Franklin

Neurologista mais

Número de registro: CRM 34297/RQE 23111
36 opiniões

Salvar

126 visitas ao perfil nos últimos 30 dias

Consultórios (2)

Fuso horário: Brasilia

Telemedicina • R$ 450


Atende: adultos, crianças a partir dos 10 anos de idade
(41) 3514..... Mostrar número

Método de pagamento: Transferência Bancária

O pagamento para a consulta vai diretamente para o especialista, que também é responsável por determinar sua própria política de cancelamento e reembolso.

Em caso de qualquer problema com pagamento, contate o especialista.

Lembre-se de que a Doctoralia não cobra taxas adicionais pela marcação de uma consulta e não processa os pagamentos em nome do especialista.

Por favor, leia atentamente a política de cancelamento e reembolso.


40 minutos antes da consulta, você receberá uma mensagem em seu celular e e-mail com um link para a consulta online. Clique no link e aguarde o especialista. Você não precisa baixar nenhum software e poderá participar da consulta em vídeo no computador e no celular.


Prepare-se 10 minutos antes da consulta e verifique se o seu smartphone ou notebook está com a bateria carregada. Para uma videochamada, verifique se tudo funciona: conexão com a internet, câmera e microfone. Prepare também a documentação médica (como resultado de um exame) caso precise mostrar na consulta.


Av. Sete de Setembro, 4923 - sala 301 Batel, Cristo Rei, Curitiba
Revigoràte - Instituto de Medicina Especializada


Medidas de segurança neste consultório

Mostrar
Atende: adultos
Depósito Bancário, Dinheiro, Transferência Bancária
(41) 3514..... Mostrar número


Experiência

Sobre mim

Gustavo L. Franklin é Neurologista pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Doutor em Medicina Interna e Ciências da Saúde, com...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Doenças Degenerativas e Demências
  • Dores de Cabeça
  • Disturbios do Movimento

Tratar condições médicas

  • Doença De Parkinson
  • Cefaléia (dor de cabeça)
  • Ataxia
Mostrar mais doenças

Formação

  • Doutorado em Medicina Interna e Ciências da Saúde, Universidade Federal do Paraná, iniciado em 2018
  • Neurologista, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, 2015-2018
  • Workshop Toxina Botulínica, Hospital de Clínicas da universidade Federal do Paraná, 2017
Veja mais


Vídeos


Idiomas

Português, Inglês, Espanhol

Serviços e preços

Os preços são para pacientes sem convênio médico

Consulta Neurologista


Av. Sete de Setembro, 4923 - sala 301 Batel, Curitiba

Saiba mais

Revigoràte - Instituto de Medicina Especializada


Telemedicina


R$ 450

Telemedicina

Opiniões dos pacientes

5

Classificação geral
36 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Clínicas e hospitais
V
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Outro

Muito boa a Consulta, profissional bastante seguro no seu conhecimento, gostamos bastante. Espero que o tratamento prescrito seja eficaz para o caso.


M
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Médico muito prestativo , esclarece todas as dúvidas , não tenho o que dizer do Dr Gustavo ! Só elogios.


R
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Dr.Gustavo é muito generoso, atencioso um profissional qualificado, sua empatia traz segurança, minha esposa nunca foi atendida tão bem na vida dela. Ele é específico e tem conhecimento da causa.
Gratidão


R
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Primeira vez que fiz consulta on-line ! Neste caso específico foi muito atencioso. Acredito que meu problema será solucionado!


H
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Ótimo médico, muito atencioso, ouviu o paciente com calma e atenção!

Apresentou um novo tratamento!


A
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Pontualidade, qualidade na consulta, esclarecedor e atencioso. Mesmo a distância atendeu as nossas expectativas.


L
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Muito bom. Atencioso, educado , didático fiquei muito satisfeita.h horário pontual . fiquei sem dúvidas.


M
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Outro

A consulta é indescritível. A sensibilidade que ele mostrou com a minha avó - a paciente - e minha família foi fora série. Se preocupou em explicar tudo da forma mais didática possível e nos preparar para podermos ajudar o máximo a minha avó. Escutou todos os nossos questionamentos e tirou todas as nossas dúvidas. O sentimento é de nos ter tratado como família.


W
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Sou de Manaus, no Amazonas e tive a benção de ser atendida pelo Dr. Gustavo. Ele já atende meu pai que saiu de uma crise de dor (herpes zoster) e passei a ser sua paciente tbm para tratar do transtorno do sono. Ele é um excelente profissional, super atencioso e suas recomendações e receitas médicas dão super certo desde os primeiros dias, tratando a dor ou qualquer que seja o problema. Muito satisfeita com esse profissional!


F
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Telemedicina Telemedicina

Objetivo, sem rodeios. Entende o que fala, e seguro e argumenta quando inquirido. Interessado em pessoas e sua saúde, não somente sei dinheiro , i felizmente como muitos. Realmente te escuta. Isto é fundamental.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

17 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Lamitor

    É comum sentir insônia depois do início do tratamento com lamitor? Uso o em combinação com o cloridato de sertralina ( que já causava um pouco de insônia). Sinto que depoia que comevwi com o Lamitor m inha insônia se agravou . Tomo o conjunto ritalina La lamitor e sertralina poia tenho tdah e tenho crises de ansiedade.

    Olá, tudo bem? O Lamitor por si só pode mudar o padrão do sono sim, principalmente pois você utiliza outros medicamentos, como a Ritalina, que também pode levar a insônia. Assim é importante que o médico discuta os horários e a indicação precisa para que os efeitos colaterais possam ser controlados. Grande abraço
    Gustavo Franklin

    Dr. Gustavo Franklin

  • Pergunta sobre Neozine

    Uma pessoa que ingeriu bebida alcoólica pode tomar Neozine?

    Olá tudo bem?
    É importante lembrar, que se você faz um tratamento contínuo com neozine, você não deve interromper. Se for realizado ocasionalmente o uso de bebida alcoólica, converse com seu médico para que oriente você adequadamente, uma vez que claro, o uso de álcool não é recomendado.
    Grande abraço,
    Gustavo Franklin

    Dr. Gustavo Franklin

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Gustavo L. Franklin é Neurologista pelo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Doutor em Medicina Interna e Ciências da Saúde, com...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Doenças Degenerativas e Demências
  • Dores de Cabeça
  • Disturbios do Movimento

Tratar condições médicas

  • Doença De Parkinson
  • Cefaléia (dor de cabeça)
  • Ataxia
Mostrar mais doenças

Formação

  • Doutorado em Medicina Interna e Ciências da Saúde, Universidade Federal do Paraná, iniciado em 2018
  • Neurologista, Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, 2015-2018
  • Workshop Toxina Botulínica, Hospital de Clínicas da universidade Federal do Paraná, 2017
Veja mais

Certificado Doctoralia


Experiências Profissionais

  • Plantonista Chefe - Hospital Ônix - 2015 - 2018
  • Toxcen- Centro de Intoxicação - 2010-2011

Certificados



Vídeos


Idiomas

Português, Inglês, Espanhol

Prêmios

  • First Place in Video challenging , MDS- An introduction to Rare Movement disorders, Buenos Aires, 2019

Redes sociais


Artigos

Esclerose Múltipla

A Esclerose Múltipla é uma doença autoimune (quando células do corpo atacam outras células do corpo, neste caso, atacam os neurônios). Ocorre frequentemente na forma de surtos, atingindo estruturas nervosas do cérebro e da medula espinhal, podendo resultar em déficits neurológicos na forma de fraqueza em algum membro ( braços ou pernas), diminuição de sensibilidade, com formigamentos, dificuldade de coordenação, ou dificuldade para andar. No paciente com EM, também é comum desenvolver ao longo da evolução da doença também sintomas como fadiga, cansaço ou indisposição. O tratamento vem passando por grandes avanços nos últimos anos, com estratégias promissoras.


Cefaléia (dor de cabeça)

Existem vários tipos de dores de cabeça (ou cefaléias). As mais comuns são as cefaléias do tipo tensional, enxaquecas, hemicranias e cefaléias em salva. A cefaléia do tipo tensional geralmente ocorre na frente da cabeça e na região de "trás da cabeça", ou em toda a cabeça. Frequentemente aparece no fim do dia ou à noite, na forma de uma "pressão" e pode ser muito forte. Enxaqueca é pulsátil, ocorre de um lado da cabeça (embora possa ocorrer dos dois lados), e quase sempre associada a náuseas ou vômitos, piora com a luz, barulho ou até certos cheiros. O diagnóstico quase sempre se dá apenas pelas características da dor e exames complementares frequentemente não auxiliam a diferenciá-las.


Doença De Parkinson

A Doença de Parkinson é doença progressiva que ocorre por perda de neurônios responsáveis pela produção de dopamina, uma substância produzida no cérebro que, em última instância, permite o movimento do músculo. A falta dessa substância provoca sintomas como tremor de repouso, rigidez, lentidão de movimento,  conhecida como bradicinesia e dificuldade para andar com tendência a quedas. O paciente com doença de Parkinson também pode apresentar alterações do sono, com despertares noturnos e pesadelos que comprometem a qualidade de vida desses pacientes assim como alteração do funcionamento do intestino, sintomas de depressão e, ao longo do tempo, esquecimentos e até mesmo demência.


Tontura

Muitas doenças se manifestam com sensação de tontura ou vertigem, desde episódios momentâneos de pressão baixa e hipoglicemia, até quadros mais importantes, como AVC e epilepsia. Tontura é uma sensação subjetiva de fraqueza, que pode ocorrer devido a problemas cardíacos, anemia, baixa glicemia, etc. É um sintoma mais inespecífico e várias entidades podem ser relacionadas. Nas vertigens é fundamental que o médico procure fazer o diagnóstico mais preciso possível, já que cada doença terá uma evolução e um tipo específico de tratamento. A forma da vertigem, frequência e possíveis sintomas associados, são fundamentais para elucidar o caso.


Epilepsia

A epilepsia é uma doença neurológica que ocorre de diversas formas e nem sempre envolve uma crise convulsiva característica. Muitas vezes são rápidas e se expressam apenas em um membro ou lado do corpo. Outras vezes há somente um olhar fixo, ou um movimento da boca ou da face. Pode haver, também, crises durante o sono, ou em períodos que não são observados por ninguém. Em grande parte dos casos, a causa decorre de alterações microscópicas no funcionamento do cérebro, por isso é muito comum não se observar alteração em nenhum método complementar e os exames de Ressonância Magnética, Tomografia Computadorizada de Crânio e Eletroencefalografias se apresentarem totalmente normais.


Doença de Alzheimer

A Doença de Alzheimer (DA) é um distúrbio progressivo que leva a distúrbio de memória recente, com dificuldade para reter novas informações e gera frequentemente uma inabilidade (o paciente desaprende) a realizar tarefas específicas, que previamente realizava sem qualquer esforço mental.  Os sintomas cognitivos da DA também podem se dar através da alteração na linguagem (o paciente troca palavras, ou frequentemente "falta" ou esquece algum termo específico), ou ainda dificuldade para entender o contexto de uma imagem ou figura.  Ao longo da evolução da doença, também é comum o paciente apresentar mudanças comportamentais e alterações no sono.

Veja todos os artigos

Publicações

Publicações (3)

Pesquisas relacionadas