Ritminorm pode causar perda de sentimento ?
 Patrícia Lins de Paula
Patrícia Lins de Paula
Psicanalista
Salvador
Embora atribuamos com frequência ao coração o símbolo gerador das emoções e sentimentos, em linguagem figurada e também popular, sabemos que na verdade quem ama é o sujeito; Sigmund Freud, pai da Psicanálise, distinguiu duas espécies de "coisas" sobre o que chamamos psique ou vida mental: seu órgão corporal - o cérebro -, e os atos da consciência. O cloridrato de propafenona agente diretamente na célula cardíaca, e pode controlar o ritmo cardíaco, estabilizando-o, mas os sentimentos só podem ser controlados pela via psíquica. Te recomendo conhecer melhor estes processos, pelo método psicanalítico. Estou aqui para ajudar caso precise.

Consiga todas as respostas durante a Telemedicina

Agende uma Telemedicina e pergunte aos especialistas sobre tudo o que precisa sem sair de casa

Mostrar especialistas Como funciona?
Dra. Tânia Passos Dickie
Dra. Tânia Passos Dickie
Psicanalista
Petrópolis
Um dos efeitos colaterais da medicação cardíaca é ansiedade. Mas é um, dentre tantos outros. O coração é como relatou a colega um órgão que simboliza os sentimentos de uma forma cultural. Algmas pessoas relatam que as doença cardíacas podem trazer um tipo de melancolia aos portadores. Tal fato, creio que seja mais pela gravidade de cada paciente, devido à conscientização de risco de vida. Entretanto, às emoções são tudo que envolve sentimentos. Uma ajuda psicanalítica pode ser muito benéfica para uma melhor compreensão sobre expressar emoções de forma singular.

 Simone Zanardi Novo
Simone Zanardi Novo
Psicanalista
São Paulo
Com o acompanhamento de um psicólogo, ou seja, fazer terapia, qualquer medicação prescrita não irá mascarar o que se passa com o paciente, pessoal, social e emocionalmente.
Simone Novo.

Dr. Marco Antônio de Araújo Bueno
Dr. Marco Antônio de Araújo Bueno
Psicanalista, Psicólogo, Psicopedagogo
Palhoça
Não. Não se trata de um benzodiazepinico. A psicoterapia é recomendada.

 Paulo Renato Oliveira
Paulo Renato Oliveira
Psicanalista, Psicólogo
Rio de Janeiro
A bula do Ritmnorm fala como POSSÍVEL efeito colateral algum nível de confusão mental, sequer cita a possibilidade de afetação dos sentimentos. Alguns ansiolíticos é que podem, em algumas pessoas, acarretar um certo grau de apatia, de contenção, de afastamento. Fadiga e alteração de pressão arterial (rebaixamento), mencionados na bula como possíveis efeitos secundários do medicamento, se for isto que você está sentindo, podem ser confundidos com algo como apatia, pois causam sonolência, pouca disposição, etc. Mas tais condições não
podem ser equivocadamente tomadas como um dano à capacidade de sentir.

Dra. Patrícia Pacheco
Dra. Patrícia Pacheco
Psicanalista
Brasília
RITMONORM® (cloridrato de propafenona) é destinado ao tratamento das alterações do ritmo cardíaco. Como a colega falou, o coração apenas simboliza os sentimentos. Se algo deste tipo aconteceu, vale a pena procurar uma terapia. Digo sempre que o corpo fala quando não colocamos em palavras o que nos faz sofrer.

 Cleide Marchiotti
Cleide Marchiotti
Psicólogo, Psicanalista
Maringá
Com já bem explicado pelos colegas acima, não, esse medicamento não tem esse efeito. Portanto se algo nesse sentido tem ocorrido, poderá ter suas causas em outro lugar. Procure por tratamento psicológico com um psicanalista para um bom autoconhecimento e as coisas do "coração" também serão reconhecidas!

Dra. Valeria Abatemarco
Dra. Valeria Abatemarco
Psicólogo, Psicanalista
São Paulo
Nenhuma medicação altera nossos sentimentos ou emoções. Por ser o coração apenas um órgão vital e só simbolicamente ligado ao lado emocional, não haverá nenhum prejuízo emocional! Qualquer coisa que esteja sentindo procure um psicólogo para falar de suas emoções. A medicação pode acarretar outros efeitos colaterais mas não esses.

 Fernando Toledo Mello Filho
Fernando Toledo Mello Filho
Psicanalista
Campinas
O sentimento é só seu.....

 Zeína Lopes Pinto Ravara
Zeína Lopes Pinto Ravara
Psicólogo, Psicanalista
Vila Velha
Olá, bom dia,

A mencionada medicação indicada para problemas cardíacos, não interfere nos sentimentos, mesmo sendo o coração simbolizado como depositário das emoções no imaginário cultural que vivemos. Contudo, falar de sentimentos ou da ausência destes poderá ser de grande valia para que a pessoa possa identificar seu desejo e compreender suas vivências. Assim, a psicologia e a psicanálise poderão auxiliar nesse processo de encontro do sujeito com o próprio desejo.
Zeína Ravara

Dra. Fabiana Cruz Destro
Dra. Fabiana Cruz Destro
Psicanalista, Psicólogo
Araraquara
Ola bom dia.
Perda de sentimentos seria um processo muito difícil para o ser humano.
Não acredito que esse medicamento possa agir dessa maneira na mente humana.
De quer modo e importante buscar ajuda Psicoterapêutica.
Para que possa ter um espaço de maior compreensão de si mesmo e dos seus pensamentos e sentimentos.
Quer necessidade estou a disposição.
Obrigada.
Fabiana Cruz Destro.
CRP: 06/56108-0

Dra. Carolina Dias
Dra. Carolina Dias
Psicólogo, Psicanalista
Vinhedo
Este medicamento é destinado ao tratamento das alterações do ritmo cardíaco. Não tendo relação nenhuma com alterações emocionais, sendo essas de origem psíquica.

 Rosana Santos
Rosana Santos
Psicanalista
São Paulo
O medicamento e pra tratamento do ritmo do coração.Não tendo relaçao com alterações ligadas ao emocional.Procure uma ajuda com profissional da psicologia e da psicanálise poderão auxiliar na investigação da perda de sentimento

 Eulália Sombra Pinheiro
Eulália Sombra Pinheiro
Psicanalista
Brasília
A ansiedade é um sintoma muito comum na vida das pessoas usam esse tipo de medicação. No entanto, "essa perda de sentimento" pode estar relacionada às respostas normais diante de pressões do cotidiano, ou eventualmente manifestações de transtornos psiquiátricos que exigem tratamento específico.
Buscar ajuda profissional é indicado para investigar o que ocorre.
O acompanhamento psicanalítico, por meio de uma uma escuta ativa e qualificada pode ajudar nesse processo.

 Sylvia Akemi
Sylvia Akemi
Psicólogo, Psicanalista
Guarulhos
Aconselho o acompanhamento de uma psicóloga para avaliar essa perda de sentimento. Muitas vcs pode ser uma defesa q vc esta tendo para mascarar algo. Estou a disposição em caso de duvidas

 Thyago Maranhão
Thyago Maranhão
Psicanalista
Campinas
As mais frequentes e comuns reações adversas relatadas na terapia com propafenona são: tontura, desordens de condução cardíaca e palpitações.
A confusão mental é relatada como desordem muito rara ( 1/10.000).
consulte seu médico

 Ana Paula de Souza Neves
Ana Paula de Souza Neves
Psicólogo, Psicanalista
São Paulo
A medicação que vc menciona, não tem referencia a mudanças no humor já que é indicada à pacientes com problemas cardíacos.Diferentemente se fosse um ansiolítico ou antidepressivo que comumente podem gerar alguns efeitos colaterais durante oprocesso de adaptação.
Sugiro que fale com o.médico que prescreveu e busque ajuda terapêutica para rever questões relacionadas à mudança de humor ou" perda de sentimentos" como você nomeou e que provavelmente estão relacionadas ao emocional .Estou à sua disposição.

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 130 perguntas sobre Ritmonorm

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.