Cirurgia bariátrica - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas - cirurgia bariátrica

Thiago Leite Lopes

Thiago Leite Lopes

Cirurgião plástico

Duque de Caxias

Agendar uma visita
Samantha Maia

Samantha Maia

Cirurgião plástico, Dermatologista

Uberlândia

Agendar uma visita
Ana Carolina Nader Vasconcelos Messias

Ana Carolina Nader Vasconcelos Messias

Endocrinologista, Endocrinologista pediátrico

Niterói

Agendar uma visita

Perguntas sobre Cirurgia bariátrica

Nossos especialistas responderam a 165 perguntas sobre Cirurgia bariátrica

Olá! Sugiro retornar ao seu médico que fez a cirurgia para discutir os motivos desses sintomas e definir a melhor conduta para o seu caso. Reavaliar sua dieta, endoscopia,exames de imagem podem…
1 respostas


Sim, poderá ser realizada, mas sua condição física deverá passar por uma avaliação criteriosa.
1 respostas


Nas primeiras semanas há restrições na dieta, os pacientes ficam restritos a ingerir alimentos líquidos e/ou pastosos. Por isso, preferimos medicamentos em apresentação líquida, pó para diluição…
2 respostas

Especialistas falam sobre Cirurgia bariátrica

A cirurgia bariátrica marca uma nova era no tratamento do obesidade. Hoje encontramos pacientes operados há vários anos com melhora importante da qualidade de vida. O acompanhamento do endocrinologista previne o reganho de peso no pós operatório assim como possiveis deficiencias de vitaminas e minerais induzidos pelo tratamento cirurgico. Com mais de 10 anos de experiencia em diferentes equipes cirurgicas,acompanhamos pacientes de pré e pos operatório de cirurgia bariátrica e metabólica.

Ana Carolina Nader Vasconcelos Messias

Endocrinologista, Endocrinologista pediátrico

Niterói

Agendar uma visita

By-pass gástrico: o by-pass gástrico é a técnica cirúrgica mais realizada no Brasil, segundo a SBCBM. Trata-se da criação de um reservatório gástrico pequeno, feito através do grampeamento do estômago, e um desvio no intestino para diminuir a absorção de nutrientes. É uma técnica tanto restritiva quanto disabsortiva, ou seja, o paciente se alimenta menos e absorve menos. Além disso, esta cirurgia também desempenha papel na secreção de hormônios relacionados à fome, o que auxilia na perda de peso. Por já ter sido bastante realizada e estudada, tornou-se uma técnica segura e eficaz no tratamento da obesidade. Apresenta também uma alta taxa de controle do diabetes.

Marco Antonio Marques Leite

Cirurgião geral

Rio de Janeiro


Nesse procedimento misto realizado por videolaparoscopia é feito o grampeamento de parte do estômago reduzindo o espaço para o alimento, e um desvio do intestino inicial, que promove o aumento de hormônios que dão saciedade e diminuem a fome. Essa somatória entre menor ingestão de alimentos e aumento da saciedade é o que leva o organismo ao emagrecimento além de controlar o diabetes e outras doenças como hipertensão arterial.

Obesidade é a doença da modernidade: o sedentarismo, a falta de tempo e a alimentação pouco saudavel contribuem muito para o ganho de peso. Muitos tentam dietas por anos, tomam remédios e ficam no efeito sanfona: emagrecem e engordam. O excesso de peso aumenta o risco de morte por doenças do coração, pode provocar diabetes, problemas na coluna e piora muito a qualidade de vida. A Cirurgia Bariátrica é um método de tratamento para a obesidade, feita por laparoscopia (cirurgia dos furinhos), sendo autorizadas no Brasil as técnicas de Bypass, Sleeve, Derivação Bilio-digestiva e Banda Gástrica. Como membro da Clileal, realizamos as técnicas de Bypass e Sleeve. Tem duvidas? Marque uma consulta.

Maria Carolina Storte

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Santos


Esses procedimentos, em geral, reduzem o tamanho do estômago, limitando a quantidade de alimentos que uma pessoa consegue ingerir. A operação também pode reduzir a absorção dos alimentos e interferir em mecanismos hormonais que causam a fome e metabolizam os nutrientes. Em maior ou menor grau, todos os métodos cirúrgicos têm uma capacidade de interferir no metabolismo do organismo. Atualmente, existem vários procedimentos com esses objetivos, que podem ser divididos em: 1. Restritivos: diminuem a quantidade de alimentos que o estômago é capaz de comportar; 2. Disabsortivos: reduzem a capacidade de absorção do intestino; 3. Mistos: associa a restrição a um desvio curto do intestino.

Alecsander Rodriguez Ojea

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Guarulhos


A cirurgia bariátrica é um tratamento minimamente invasivo com excelentes resultados a longo prazo para o tratamento de pacientes que sofrem de obesidade mórbida e não conseguiram emagrecer por métodos não cirúrgicos mesmo após dois anos de tentativas clínicas. É o tratamento com melhores resultados de saúde e de aumento de expectativa de vida para aqueles pacientes que não conseguiram perder peso pelos métodos convencionais.

Marcelo De Abreu Pinto

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Porto Alegre

Agendar uma visita

Cirurgia minimamente invasiva por videolaparoscopia. Retorno precoce as atividades.

Marlon Rangel

Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral

Curitiba

Agendar uma visita

A obesidade é uma doença que cresce no Brasil, sendo que nos últimos 10 anos houve um aumento de 60%,segundo o Ministério da Saúde, com isso houve maior prevalência de hipertensão e diabetes. O consumo de alimentos ultraprocessados e o sedentarismo impactam no avanço das doenças crônicas que pioram a condição de vida do paciente e podem até levar à morte. A cirurgia bariátrica (cirurgia da obesidade) visa à queda da mortalidade e aumento da qualidade de vida do paciente. Oferecemos um serviço de excelência no tratamento cirúrgico da obesidade, com acompanhamento multidisciplinar, estimulando uma dieta saudável e a realização de atividade física para auxiliar na perda de peso e manutenção.

Paula Haass Scheffer

Cirurgião geral

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Quais profissionais realizam Cirurgia bariátrica?

Pesquisas relacionadas


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.