A colposcopia é um procedimento médico realizado para examinar o colo do útero, a vagina e a vulva em busca de sinais de células anormais ou alterações. É comumente usado como um exame de acompanhamento após um resultado anormal no exame de Papanicolau ou para investigar sintomas como sangramento anormal ou dor pélvica. Durante uma colposcopia, um instrumento especial chamado colposcópio é utilizado para ampliar os tecidos e permitir que o profissional de saúde examine mais de perto. O procedimento em si é geralmente realizado no consultório médico e é relativamente simples e não invasivo, fornecendo informações valiosas sobre a saúde do sistema reprodutivo.

Escolha a cidade onde você está buscando um serviço

Para que serve a colposcopia

O principal objetivo da colposcopia é identificar e avaliar qualquer célula anormal ou alteração nos tecidos do colo do útero, vagina ou vulva. É uma ferramenta diagnóstica essencial para detectar e diagnosticar várias condições, incluindo câncer de colo do útero, lesões pré-cancerosas, verrugas genitais e infecções. Ao identificar essas anormalidades precocemente, os profissionais de saúde podem iniciar medidas de tratamento apropriadas e prevenir a progressão de condições potencialmente graves.

Como funciona a colposcopia

Durante uma colposcopia, você será solicitada a deitar de costas em uma mesa de exame com os pés em estribos, semelhante a um exame pélvico de rotina. O ginecologista irá inserir um espéculo na vagina para mantê-la aberta e, em seguida, examinará cuidadosamente o colo do útero usando o colposcópio. O colposcópio em si não penetra no corpo, permanecendo do lado de fora da vagina. Ele possui uma luz e lentes de aumento que proporcionam uma visão clara do colo do útero.

Quanto tempo dura uma colposcopia

A duração de um procedimento de colposcopia pode variar dependendo de vários fatores, incluindo a complexidade do caso e a necessidade de procedimentos adicionais. Em média, um exame de colposcopia geralmente leva de 10 a 20 minutos. No entanto, se o médico encontrar áreas anormais que requerem exame adicional ou se for necessária uma biópsia ou outros procedimentos, o tempo total pode se estender para 30 minutos ou mais.

Colposcopia: especialistas e clínicas recomendados

São Paulo

Dra. Carolina Curci

Ginecologista

(Reprodução humana, Parto humanizado, Doenças do hpv, Cirurgia intima) Mais
Rua Joaquim Floriano 101 sala 404, São Paulo
776 opiniões
Mostrar perfil
Dr. Luiz Carlos Dorgan Júnior

Ginecologista

(Reprodução humana, Cirurgia ginecológica, Obstetrícia, Implantes hormonais, Cirurgia intima) Mais
Av. Lavandisca, 741 - Conjunto 53, São Paulo
285 opiniões
Mostrar perfil

Rio de Janeiro

Dra. Georgina Esteves

Ginecologista

(Obstetrícia, Prevenção e tratamento de osteoporose, Patología cervical, Doenças do hpv) Mais
Av. Alm. Júlio de Sá Bierrenbach 200 BL 1B Sala 209B ed Atlantico, Rio de Janeiro
716 opiniões
Mostrar perfil
Dra. Mirela Magalhães de Oliveira

Ginecologista

(Patología cervical, Colposcopia, Doenças do hpv, Laser em ginecologia) Mais
Rua Santo Afonso,44 sala 404, Rio de Janeiro
148 opiniões
Mostrar perfil

Brasília

Prof. Sergio Henrique Mattioda de Lima

Ginecologista

(Endoscopia ginecológica, Cirurgia ginecológica, Ultrassonografia) Mais
SHLN Bloco L sala 106 - Ed. Centro Clinico Norte II, Brasília
152 opiniões
Mostrar perfil
Dra. Andréa Rúbia Perfeito

Ginecologista

(Ultrassonografia, Implantes hormonais, Reposição hormonal, Estética íntima) Mais
SGAS 614 Conjunto C Sala 109 Centro Clínico Inteligente Vitrium, Brasília
34 opiniões
Mostrar perfil

Salvador

Dra. Marisabel Boere de Moraes Reis

Ginecologista

(Implantes hormonais) Mais
R. Dr. Osvaldo Ribeiro 198, sala 303 Empresarial Mar à Vista, Salvador
232 opiniões
Mostrar perfil
Dra. Ludmila Andrade Seoane Vitorino

Ginecologista

(Doenças do hpv, Cirurgia intima, Anticoncepção, Menopausa) Mais
Av. Antonio Carlos Magalhães n 585, edf. Louis Pasteur, (bloco medico, sala 1302 ) - Itaigara, Salvador
260 opiniões
Mostrar perfil

Perguntas frequentes

É doloroso fazer uma colposcopia?

Uma preocupação comum entre as mulheres que agendam uma colposcopia é se o procedimento é doloroso. Durante o exame, você pode sentir um desconforto leve, semelhante ao de um exame de Papanicolau de rotina. A maioria das mulheres descreve a sensação como um leve beliscão ou pressão. No entanto, se você sentir dor intensa durante o procedimento, é essencial informar imediatamente ao seu profissional de saúde. Eles podem tomar medidas para garantir o seu conforto ou abordar quaisquer problemas subjacentes que estejam causando desconforto.


Quanto tempo leva para obter os resultados de uma colposcopia?

Após uma colposcopia, geralmente leva algumas semanas para receber os resultados. O profissional de saúde pode realizar uma biópsia ou coletar amostras de tecido anormal durante o procedimento. Essas amostras são então enviadas a um laboratório para análise. Assim que os resultados estiverem prontos, o seu profissional de saúde irá discuti-los com você durante uma consulta de acompanhamento. Se forem detectadas anormalidades, podem ser recomendados exames ou tratamentos diagnósticos adicionais.


Como se preparar para uma colposcopia?

Não existem restrições dietéticas específicas antes de um procedimento de colposcopia. No entanto, é recomendável fazer uma refeição leve algumas horas antes do exame para evitar qualquer desconforto durante o procedimento. Opte por alimentos de fácil digestão, como frutas, legumes, proteínas magras e grãos integrais. É importante manter-se hidratada, bebendo bastante água também.


O que acontece se o resultado da colposcopia for positivo?

Se uma colposcopia revelar células anormais ou alterações nos tecidos, isso não significa necessariamente que você tem câncer. O objetivo do procedimento é identificar e avaliar essas alterações para uma investigação adicional. Se o resultado da colposcopia for positivo, o seu profissional de saúde pode recomendar procedimentos adicionais, como uma biópsia ou uma conização, para determinar a extensão da anormalidade e orientar as decisões de tratamento posteriores.


Se eu estiver grávida, posso fazer uma colposcopia?

Se você estiver grávida e precisar de uma colposcopia, pode ter preocupações sobre os potenciais riscos e efeitos na gravidez. Geralmente, a colposcopia é considerada segura durante a gravidez, especialmente quando realizada por um profissional de saúde experiente. No entanto, é importante informá-lo sobre a gravidez antes de realizar o procedimento. Dessa forma, eles podem tomar as precauções necessárias para garantir a segurança tanto para você quanto para o seu bebê.


Qual é a diferença entre citologia e colposcopia?

A citologia, comumente conhecida como exame de Papanicolau, e a colposcopia são ambas ferramentas essenciais na detecção e diagnóstico de anormalidades cervicais. Embora sirvam a propósitos semelhantes, existem diferenças distintas entre os dois procedimentos. A citologia envolve a coleta de células do colo do útero e sua análise sob um microscópio para detectar quaisquer alterações anormais, enquanto a colposcopia fornece uma avaliação mais detalhada do colo do útero usando um colposcópio.

Perguntas sobre Colposcopia

Nossos especialistas responderam a 3 perguntas sobre Colposcopia

O ideal é realizar o exame sem uso de lubrificantes, duchas vaginais e relação sexual por pelo menos 3 dias. Se for esse o caso, sugiro que remarque.

A cervicite crônica não é causada pelo trauma do pênis no colo uterino, mas sim por um estado inflamatório crônico causado por bactérias e vírus no colo uterino.

Especialistas falam sobre Colposcopia

Durante o exame se coloca um espéculo vaginal (também conhecido como bico de pato) para separar as paredes da vagina, como se faz ao colher a citologia. O colposcópio permanece a cerca de 30 centímetros em frente à vagina, mas ele não terá nenhum contato com a paciente. Nada disto causa dor apenas um certo incômodo passageiro. O médico que esta realizando o exame aplicará uma solução de vinagre diluído e depois outra com iodo sobre o colo uterino e a vagina para identificar qualquer área anormal (a paciente deverá informar-lhe de antemão se é alérgica ao iodo). Como conseqüência, é possível que sinta um pouco de ardor que também e transitório, sendo que a maioria das pacientes não sente nada.

Janaina Harfush

Ginecologista

Rio de Janeiro


Colposcopia: é o exame que permite uma avaliação mais detalhada do colo do útero. Ele pode ser solicitado pelo ginecologista quando o exame de prevenção, também conhecido como Colpocitologia Oncótica ou Papanicolau, apresentar algumas alterações. Na maioria das vezes, o ginecologista solicita este exame para acompanhamento de alterações sugestivas de HPV, lesões de baixo grau ou alto grau na prevenção. Geralmente, a vulvoscopia é feita ao mesmo momento. O exame é indolor. São utilizadas soluções que melhoram o desempenho do exame e um aparelho chamado Vídeo-colposcópio permite o armazenamento das imagens para o melhor seguimento e acompanhamento do quadro clínico.

Mirian Hoeschl

Ginecologista

Brasília

Agendar uma visita

O exame colposcopico engloba a colposcopia e vulvoscopia, é um exame ginecológico realizado com ajuda de microscópio dotado de luzes e aumentos para melhor visualização de lesões na vulva, vagina, colo uterino, todo períneo e região anal. E um exame relativamente rápido e indolor. Com ajuda de reagentes químicos localiza lesões para realização de biopsias quando necessário. No consultorio possuo colposcopio moderno com sistema de imagens que permite captura de boas fotos para enviar no laudo ao seu medico.

É um exame indolor realizado em consultório médico, onde o colo uterino é visto aumentado de 20 a 40x com o colposcópio, quando então é colocado o reagente de ácido acético e as lesões precurssoras do câncer de colo uterino se tornam mais visíveis. Depois colocamos iodo quando a paciente não for alérgica, claro, para identificar melhor a lesão. A biópsia não dói, há apenas um incomodo que é absolutamente suportável. Este ou esses fragmentos são mandados para o médico patologista que finalizará o diagnóstico.

A colposcopia é um exame feito através de um aparelho chamado colposcópio que possui lentes de aumento para que o colo do útero, vagina e vulva sejam avaliados com maior detalhamento. O preparo para colposcopia é feita da seguinte forma: utilizamos o soro fisiológico, o ácido acético e a solução de lugol. A paciente fica em posição ginecológica, como no Papanicolau, também é utilizado o espéculo vaginal (bico de pato) para visualizar o colo O colposcópio é aproximado da O colposcópio é aproximado da paciente, mas não entra em contato com ela. Normalmente, a colposcopia é indicada quando o resultado do preventivo sugere alterações relacionadas ao vírus HPV.

Aparecida Monteiro

Médico clínico geral

Rio de Janeiro


A colposcopia é um procedimento realizado para examinar a vagina, a vulva e o colo do útero, com o uso de um colposcópio.Normalmente realizada quando o exame de citologia oncótica (preventivo) apresenta um resultado anormal. O colposcópio é um aparelho semelhante a um microscópio, dotado de lentes de aumento e luzes, permitindo uma melhor visualização de lesões .Realizada em posição semelhante ao preventivo diferenciando apenas pelo uso de líquidos e medicações específicas que mostram uma reação ao contato com algum tipo de lesão (caso exista)! Procedimento de realização simples e indolor . Paciente voltando a rotina após a saída do consultório.

Jesus Jorge Claros Salinas

Médico clínico geral

Rio de Janeiro


A colposcopia é um exame especializado do colo uterino, vagina e vulva com um instrumento chamado colposcópio. Este exame é indolor, mas pode gerar algum desconforto. Elé é feito pelo ginecologista e dura cerca de 10 minutos. A Colposcopia é necessária em casos de: - alterações no exame de Papanicolau (preventivo) - ex: NIC, HSIL, LSIL - alterações no colo uterino visíveis a olho nu - diagnóstico ou suspeita de HPV - sangramento após as relações sexuais - parceiro com DST - passado de DST ou HPV - controle pós-cauterização - pré-operatório de cirurgias ginecológicas - prurido (coceira) crônica na vulva (parte externa da vagina) - infecções vaginais de repetição.

A colposcopia é um exame realizado em consultório médico que permite uma visualização ampliada do colo do útero e paredes vaginais. Suas principais indicações são as alterações do preventivo ou quando o ginecologista identifica uma lesão suspeita durante o exame ginecológico comum. Através da colposcopia é possível identificar lesões causadas pelo HPV, que podem ser precursoras do câncer de colo de útero. Caso seja necessário, durante a colposcopia pode ser realizada a biópsia das áreas suspeitas, cujo resultado direcionará para o tratamento adequado. Em geral é um exame rápido e indolor. O ideal é não estar menstruada e não ter usado pomadas vaginais nas últimas 48 horas.

Deborah Beltrami Gomez

Ginecologista

Curitiba


Colposcopia é um exame que permite visualizar a vagina e o colo do útero e permite observar lesões em fases iniciais para um tratamento mas eficaz e prevenindo assim o câncer do colo do útero. Estes exames são grandes aliados no diagnóstico e tratamento do HPV.

Cristiane Araujo De Oliveira

Ginecologista, Mastologista

Nova Iguaçu


Colposcopia é um exame que avalia vagina e colo uterino através de um microscópio especial, chamado colposcópio. Sua principal indicação é o prosseguimento da investigação em caso de suspeita de lesão induzida por HPV, após realização de exame preventivo de rotina (Papanicolau). Outras situações como cervicites ou alterações do colo uterino e vagina também podem indicar a necessidade de sua realização. Através da colposcopia que o médico se orienta em relação à definição da região que necessita ser biopsiada. O exame dura em torno de 30 a 45 minutos e tem o incômodo semelhante ao exame especular, mas a paciente pode sentir discreta sensação de ardência vaginal, cólica e sangramento leve.

Elizabete Romano

Ginecologista

Barueri


Exame solicitado para avaliar alterações no colo do útero e vagina, como as lesões do vírus do HPV e lesões precursoras de câncer. A colposcopia é realizada em consulta, após o exame físico, em pacientes que passam em consulta. Também existe a possibilidade de realizar apenas o exame, assim como coletas ginecológicas como papanicolau, painel de doenças sexualmente transmissíveis e pesquisa de HPV. Consultar valores em "SERVIÇOS".

Colposcopia é um exame complementar à colpocitologia oncótico ( o Papanicolaou). Tem por objetivo fazer uma análise mais detalhada das estruturas vaginais e do colo uterino, através de um aparelho que possui uma lente de aumento, fontes de luz branca e verde e alguns reagentes químicos. Através deste exame, podemos identificar alterações suspeitas (normalmente provocadas pelo papilomavírus humano - HPV) e realizar biópsias dirigidas para as lesões e encaminhá-las à serviço de anatomia patológica para determinar o grau de alteração tecidual destas. É um exame relativamente pouco invasivo, mas gera certo desconforto. Apesar disso, é extremamente eficaz na prevenção do câncer genital.

Diogo Crevatin Sheldon

Ginecologista

São Paulo


Colposcopia é um exame que permite visualizar a vagina e o colo do útero através de um aparelho chamado colposcópio. Este exame é um grande aliado no diagnóstico e tratamento do HPV, Human Papiloma Vírus, da vagina e do colo do útero. A colposcopia é indicada nos casos de resultados anormais do exame de papanicolau e para identificar as lesões precursoras do câncer de colo de útero. Este aparelho permite o aumento de 10 a 40 vezes do tamanho normal permitindo assim a visualização de lesões do colo uterino.O exame é realizado no próprio consultório médico apos colocar o espéculo vaginal o médico examina a vulva, a vagina e o colo do útero e realiza a biopsia na presença de lesões suspeitas.

COLPOSCOPIA é um exame ginecológico especializado que serve para identificar áreas de lesão no colo uterino, vagina, vulva, regiões perineal e perianal. Indolor, é realizada pelo uso de uma poderosa lente de aumento, de uma potente fonte luminosa, de substâncias reveladoras aplicadas no local examinado e por filtros de luz. Quando a área suspeita é encontrada, realiza-se uma biópsia para se estabelecer o diagnóstico e programar o tratamento. Considero a colposcopia importante recurso, tendo me servido para fazer o acompanhamento de algumas condições pré-cancerígenas, para ajustar tratamentos para que eles sejam seguros e para preservar a função reprodutiva em milhares de mulheres.

Paulo Batistuta Novaes

Ginecologista

Vitória


Exame para investigação diagnostica de doenças do colo do utero, em especial doenças e alterações causadas por HPV. Essas alterações, quando dignosticadas precocemente, podem prevenir um cancer de colo de utero.

Jeiza Andrade De Santana

Ginecologista

Maceió


Colposcopia é a técnica que consiste no exame de colo de útero, aplicando uma solução de 3% a 5% de ácido e lugol na área afetada No exame, o médico ou enfermeiro mantém o colo do útero aberto e o banha com uma gaze embebida de ácido.

Ana Cláudia Santos De Souza

Ginecologista

Açailândia