Himenotomia - Informações, especialistas e perguntas frequentes

É a cirurgia que se faz na menina/ adolescente que não apresenta fluxo menstrual e cursa com dores cíclicas recorrentes, progressivamente mais intensas, associadas a aumento do volume dos órgãos pélvicos e do abdome pela persistência desta membrana fechada.
A cirurgia consiste na abertura da membrana (que deveria acontecer no interior do útero materno, portanto é considerada uma mal-formação fetal) para retirar o sangue represado no interior do canal vaginal. A resolução da dor é imediata e, a partir da cirurgia os fluxos menstruais "aparecem".

Especialistas em himenotomia

Encontre um especialista em Himenotomia na sua cidade:
Dario Feres Dalul

Dario Feres Dalul

Ginecologista

São João de Meriti

Agendar uma visita
Isaac Bezerra de Menezes Neto

Isaac Bezerra de Menezes Neto

Cirurgião plástico, Nutrólogo

Salvador

Agendar uma visita
Juliana Moreira

Juliana Moreira

Ginecologista

São Paulo

Agendar uma visita
Carla Urias

Carla Urias

Ginecologista

Recife

Agendar uma visita

Perguntas sobre Himenotomia

Nossos especialistas responderam a 31 perguntas sobre Himenotomia

Dra. Carmem Helena Snel Wehmuth
Dra. Carmem Helena Snel Wehmuth
Ginecologista
Blumenau
Se não está sangrando, se não está doendo, tenha vida sexual normal e quando você consultar seu médico ( a ) ele a avaliará. Muitas vezes pode ficar uma pelezinha deste tipo de hímen e não causa…
2 respostas

Olá. A sua avaliação clínica através da sua história clínica, suas queixas e exame físico é fundamental para o diagnóstico e tratamento corretos.
Será que a causa da sua dor na relação…
1 respostas

Olá.Sempre siga as orientações do seu médico. Agende a sua consulta e esclareça suas dúvidas.
A sua avaliação clínica através da história clínica, suas queixas e exame físico é fundamental…
1 respostas

Quais profissionais realizam Himenotomia?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.