Mamoplastia redutora - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Cirurgia de redução do tamanho e peso de seios naturais por razões de saúde (gigantomastia, macromastia ou hipertrofia da mama) ou por razões estéticas e de conforto. A operação é realizada sob anestesia geral e dura quatro horas. Pele e gordura são removidas de um certo ponto do seio para que se tenha o mínimo de cicatriz; e se remodele o contorno da nova mama.

Especialistas em mamoplastia redutora

Encontre um especialista em Mamoplastia Redutora na sua cidade:
Rafael Alves Tumeh

Rafael Alves Tumeh

Cirurgião plástico

Goiânia

Agendar uma visita
Bernardo Fontes

Bernardo Fontes

Cirurgião plástico

Salvador

Agendar uma visita
Pedro Rodrigo Bertelli Tejerina

Pedro Rodrigo Bertelli Tejerina

Cirurgião plástico

Rio de Janeiro

Agendar uma visita
Marcio Harada

Marcio Harada

Cirurgião plástico

São Paulo

Agendar uma visita
Rafael Motta

Rafael Motta

Cirurgião plástico

Eunápolis

Agendar uma visita
Leonardo Caetano

Leonardo Caetano

Cirurgião plástico

São Paulo

Agendar uma visita

Perguntas sobre Mamoplastia redutora

Nossos especialistas responderam a 120 perguntas sobre Mamoplastia redutora

Existe um nervo chamado cutâneo femoral lateral que da sensibilidade para a pele da região da frente e da lateral da coxa, infelizmente formigamento da coxa pode ocorrer após abdominoplastia…
2 respostas

A princípio sim mas eu aguardaria mais seis meses para melhorar o processo cicatricial, quanto ao tamanho depende da sua mama , pele , glândula mamária e qual o tamanho que vc quer ter, para…
2 respostas

Dr. Percy Sergio Oberg
Dr. Percy Sergio Oberg
Cirurgião de cabeça e pescoço, Cirurgião plástico
São Paulo
Olá...a sensibilidade é individual..no entanto..tem de avaliar em Consulta médica....
2 respostas

Especialistas falam sobre Mamoplastia Redutora

Consiste na redução das mamas volumosas, melhorando não apenas o aspecto estético das mamas, mas também a questão funcional ao diminuir o peso que recai sobre a coluna e ombros.

André Luiz Petineli Reda

Cirurgião plástico

São José do Rio Preto

Agendar uma visita

O desejo de diminuir a mama de volume excessivo não é apenas uma necessidade estética mas também funcional. O peso de mamas grandes pode resultar em dor nas costas e ombros devido à pressão exercida pelo sutiã, além de alteração na auto-estima da mulher. Foi-se o tempo em que para reduzir as mamas as cicatrizes eram enormes e muitas vezes inestésticas. Hoje é possível realizar grandes reduções com cicatrizes cada vez menores, muitas vezes sem a cicatriz grande que fica no sulco da mama. Além disso, o cuidado para que as cicatrizes fiquem bonitas também aumentou muito. O Dr. Mário faz todos os pontos internos, para que não deixem marcas principalmente nas aréolas.

Mário Rocha

Cirurgião plástico

Sinop

Agendar uma visita

Algumas mulheres apresentam um quadro chamado hipertrofia mamária. Isso gera importantes consequências nos pontos de vista estético e postural. O peso das mamas pode levar a dores na coluna vertebral. Esteticamente, as mamas hipertrofiadas não apresentam harmonia com o restante do corpo, além de exibirem uma queda (ptose) associada de toda estrutura. São a causa de constrangimento social em boa parte das mulheres que sofrem com essa condição. A mamoplastia redutora é a cirurgia capaz de melhorar substancialmente esse quadro. Nessa cirurgia, a retirada de tecido mamário é feita principalmente no polo inferior da mama, para que o tecido remanescente seja montado em nova posição.

André Ahmed Pereira

Cirurgião plástico

Rio de Janeiro


Os motivos que mais freqüentemente levam à redução da mama são aumento excessivo, flacidez e queda da mama. A mamoplastia redutora envolve a retirada de tecido mamário para reduzir o volume da mama e levantá-la. A cirurgia também é indicada para mulheres que querem corrigir a assimetria entre as mamas.As expectativas deverão ser discutidas junto ao seu cirurgião, para que os objetivos propostos possam ser condizentes com o resultado possível para cada caso. As cicatrizes resultantes da cirurgia, com sua localização, tamanho e formas vão depender do excedente de pele (flacidez) e de glândula mamária.

Leonardo Gabeira Secco

Cirurgião plástico, Mastologista

São José dos Campos

Agendar uma visita

A mamoplastia redutora é indicada para aliviar o desconforto associado aos seios de grande volume e peso, através da retirada do excesso de pele, gordura e tecido glandular da mama. Quem tem seios muito grandes para seu corpo sabe muito bem o desconforto que o peso das mamas causa, que vai desde pequenos machucados na alça do sutiã até dor na região da coluna, além da dificuldade de encontrar roupas que vistam bem no corpo. Na cirurgia o objetivo é retirar a maior quantidade possível de tecido mamário, porém mantendo um formato agradável, a harmonia da mama com o resto do seu corpo e elevando o seio. Para melhores resultados, é importante não ganhar nem perder muito peso após a cirurgia.

Matheus Manica

Cirurgião plástico, Especialista em medicina estética

São Paulo


Mamoplastia Redutora e Mastopexia são dois espectros da cirurgia da mama. A cirurgia que consiste no lifting (subida) da mama com a retirada do excesso de pele e remodelação da glândula mamária de modo que os seios fiquem no lugar correto e bonitos. Quando a mulher tem mamas grandes e necessita de retirada de tecido mamário além da “subida” da mama, chamamos de Mamoplastia Redutora. A cirurgia promove o lifting (subida) da mama, além do adequamento do tamanho, deixando ela mais bonita e mais consistente. Também é possível corrigir assimetrias.

A mamoplastia redutora conhecida também como cirurgia de redução das mamas, reduz o tamanho das mamas, removendo o excesso de pele, gordura e glândula mamária, proporcionando à paciente um alivio do peso e desconforto na região do tórax causado pelas mamas grandes e caídas, além de melhorar a aparência e auto-estima feminina. As cicatrizes podem ser em T invertido, vertical ou peri-areolar a depender da técnica indicada para cada caso. Para um melhor resultado é necessário o controle de peso, alimentação saudável e atividades físicas.

Gravidez, amamentação, variação de peso, envelhecimento, e fatores genéticos podem levar os seios a perder a sua firmeza e forma, e começar a cair. Felizmente, esta tendência pode ser corrigida com a cirurgia de mamaplastia , também conhecida como mastopexia. A cirurgia remove o excesso de pele para levantar, remodelar e firmar os seios. A aréola e reposicionada e também pode ser reduzida. Esta técnica também é utilizada para reduzir as mamas e corrigir eventuais assimetrias. Pode ser combinado com a inclusão de prótese, se o paciente também quer um aumento do volume da mama.

Silvia Marques Hirata

Cirurgião plástico

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

As pacientes que possuem mamas grandes e pesadas podem realizar a mamoplastia redutora para melhorar o aspecto estético das mamas e diminuir o desconforto provocado pelo excesso de tecido na regiões torácica e cervical. O procedimento deve ser realizado por profissionais experientes e normalmente a alta hospitalar é dada no dia seguinte à operação. A anestesia pode ser geral ou peridural e o repouso pós-operatório fundamental para melhores resultados.

Hugo Leonardo De Resende Rodrigues

Cirurgião plástico

Belo Horizonte


É a cirurgia para redução das mamas. Indicada nas pacientes com hipertrofia mamária, ou seja, mamas com importante aumento do volume que consequentemente geram desconforto para a paciente. O peso excessivo das mamas pode comprometer a postura da paciente causando dores lombares. Nesses casos a cirurgia está indicada e pode melhorar muito a qualidade de vida assim como a autoestima. A cirurgia tem por objetivo reduzir o volume mamário e também levantar a mama (pexia), deixando-a com um volume e contorno mais harmônicos.

Daniel Fagundes Azevedo

Cirurgião plástico

Belo Horizonte

Agendar uma visita

Remove o excesso de gordura, tecido glandular e pele das mamas, para atingir um volume mamário mais agradável e adequado à paciente. Invariavelmente produz cicatrizes, que podem ser periareolar, vertical ou em formato de T invertido.

Michel Koury

Cirurgião plástico

Porto Alegre


O excesso de volume mamário,além de causar desconforto estético,pode acarretar problemas as mulheres e por isso a correção desse aumento é muito procurada.A técnica da mamoplastia se inicia a partir de uma incisão feita ao redor da aréola e outra no sulco mamário.Através do corte,o cirurgião retira o excesso de volume, incluindo pele,gordura e glândula mamária.As novas mamas terão um volume mais adequado ao contorno corporal da paciente,além de um melhor formato e consistência.Este procedimento resultará em uma cicatriz em formato de “T” invertido.A cicatriz tem a possibilidade de ficar pouco visível após o período de maturação.O procedimento dura em média, duas horas.

A mamoplastia redutora é o nome dado para a cirurgia em que se reduz a mama. A cirurgia convencional resulta em uma cicatriz vertical em "T"invertido, podendo haver algumas variações. Está indicado, principalmente, em pacientes que possuem problemas na coluna pela postura errada e infecções de pele de repetição em sua dobra. Infelizmente é um procedimento não contemplado no Rol da ANS.

Fernando Campos Moraes Amato

Cirurgião geral, Cirurgião plástico

São Paulo

Agendar uma visita

A mamoplastia redutora está indicada para pacientes que apresentam mamas grandes e caídas. Há várias técnicas para a cirurgia, mas a maioria envolve uma cicatriz em T invertido nas mamas.

As mamas volumosas podem causar grande desconforto estético e funcional às pacientes, O tratamento cirúrgico visa a redução do volume mamário e a correção da forma da mama. Alguns fatores infuenciam no aumento de volume mamário,geralmente o excesso de peso é um dos mais importantes, por isso o melhor é que para a cirurgia a paciente esteja no peso ideal ou ao ao menos com peso estável. A redução é feita através da retirada de pele e tecido mamário, seguido de remodelação da mama. A cirurgia pode ser feita com ou sem o uso de próteses, sendo essa uma decisão que feita sempre junto a paciente levando em conta características e desejos pessoais da mesma.

Leonardo Caetano

Cirurgião plástico

São Paulo

Agendar uma visita

A mamoplastia redutora, conhecida como cirurgia de redução dos seios, é um procedimento indicado para pacientes que desejam mamas com tamanho mais proporcional ao seu corpo. Além da redução, a cirurgia pode proporcionar um formato mais agradável com repercussão na autoestima, melhora na higiene, nas irritações da pele local e alívio de dores nos ombros, pescoço e nas costas. As técnicas cirúrgicas prevêem remoção do excesso de gordura , glândula e pele das mamas, além do reposicionamento de estruturas como a aréola e o mamilo. De forma geral as cicatrizes ficam localizadas em volta da aréola e na parte inferior dos seios, podendo ter um formato semelhante a um “T invertido”.

Flávio Dumaresq

Cirurgião plástico

Natal

Agendar uma visita

Cirurgia para redução das mamas volumosas, que causam desconforto, dores e impede a paciente de exercer atividades física e lhe dá o aspecto de sobrepeso. É feita sob anestesia, a paciente tem que aceitar uma cicatriz em t invertido para correção do problema, cicatriz que com o tempo fica discreta e fina . tem duração de 4 hs o procedimento e a paciente faz uso de soutien pos operatorio por 2 meses. Faz uso de antibioticos e analgesicos no pos operatorio, retorna no consultório a cada 7 dias para revisão e retirada dos pontos cirúrgicos. A mama ganha novo contorno e as aréolas sobem e ficam elegantes. O resultado ja se ve logo no pos operatorio, a satisfaçāo e leveza sao evidentes.

Roberta Ritty

Cirurgião plástico

Guarapuava


As mudanças corporais femininas trazem grandes frustrações e desconforto, principalmente quando se trata de mamas muito grandes ou muito flácidas. A cirurgia de mamoplastia, além de devolver a auto estima, traz grande alívio das dores nas costas e melhora estética às pacientes.

Rafael Rigo

Cirurgião plástico

São Paulo


Indicação: Redução, reposicionamento e retirada do excesso de pele das mamas. Anestesia: Geral Cicatriz: “T” invertido (periareolar e pólo inferior) Tempo de Cirurgia: em torno de 3 a 4 horas Tempo de Internação: em geral 24 horas. Tempo de Recuperação: 3 a 4 semanas. Exercícios leves estão liberados em 1 mês. Exercícios pesados devem aguardar pelo menos 60 dias. Resultado Final: somente após 3 a 6 meses é que as mamas atingirão a sua forma definitiva

Danilo Chammas

Cirurgião cranio-maxilo-facial, Cirurgião plástico

São José do Rio Preto


Os seios naturalmente grandes e volumosos acarretam problemas de saúde e uma queda na auto-estima, afetando a vida da mulher. As conseqüências do excesso mamário vão desde dores nos ombros, pescoço, coluna e marcas profundas do sutiã. Interferem também na rotina diária. Questões simples como praticar exercícios físicos e escolher roupas, acabam tornando-se um incômodo. As principais causas do volume excessivo das mamas são a genética e os estímulos hormonais. Já a flacidez é causada pelo envelhecimento, perda acentuada de peso e amamentação. A Mamoplastia é indicada para reduzir o volume mamário, para corrigir a forma e a flacidez das mamas.

Dacio Ogata

Cirurgião plástico

São Paulo

Agendar uma visita

Cirurgia que procura devolver aspectos mais harmoniosos da mama a paciente, pode ser realizado retirada do excesso de tecido mamario, apenas retirada de pele, ou estes procedimentos associado a colocação de implantes de silicone, somente após a consulta a paciente e médico definem um objetivo comum.

Tiago Miolo

Cirurgião plástico

Ipatinga


Algumas pacientes tem mamas muito volumosas, o que pode causar muito desconforto, às vezes causando até doenças da coluna, por exemplo. A solução para este problema pode ser uma cirurgia chamada Mamoplastia Redutora. Este procedimento tem como objetivo diminuir o volume das mamas, consequentemente, diminuindo o seu peso.

Thiago Alexi Freitas

Mastologista

São Paulo


A redução mamária é indicada para as pacientes que apresentam hipertrofia mamária ou gigantomastia. Dor nas costas e dermatite no sulco mamário podem estar associadas ao volume e peso das mamas. Apesar das cicatrizes que resultam da cirurgia, frequentemente em forma de "T" invertido, o resultado da cirurgia costuma ser muito gratificante.

Cláudio Eulálio

Cirurgião plástico

São Paulo


Muitas mulheres sofrem com mamas pesadas e de grande volume. Isto pode provocar dores nas costas, distúrbios causados pelo atrito da pele abaixo das mamas, além da dificuldade em encontrar determinadas peças de roupas que se ajustem ao corpo. A cirurgia para redução das mamas (Mamoplastia Redutora) diminui o volume, melhora o formato e remodela a aréola, tornando as mesmas proporcionais à altura e ao tamanho do tórax das pacientes. É realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral e pode ser feita com ou sem próteses de silicone, a depender do objetivo final e do seu tipo físico. A recuperação exige uso de malhas cirúrgicas e limitação de atividades físicas por um mês.

É a cirurgia da redução das mamas. Indicada para pacientes que desejam mamas mais proporcionais às medidas do corpo. Realizamos a retirada do excesso de pele, glândula e gordura, o que também costuma trazer um formato mais bonito, melhora do posicionamento das mamas e alívio das dores em ombros e costas. Também é muito comum realizarmos a redução do tamanho da aréola no mesmo procedimento. Quando bem indicada e realizada é uma cirurgia que traz grandes benefícios na autoestima das pacientes. A cicatriz final fica localizada ao redor da aréola e na porção inferior da mama, num formato em "T" invertido.

Allan Filgueira

Cirurgião plástico

Natal

Agendar uma visita

A mamoplastia redutora é realizada quando o volume mamário é considerado grande pela paciente e também em casos de gigantomastia, que ocorrem quando o volume mamário é muito exagerado e pode causar deformações e dores na coluna. O tamanho final das mamas deve ser discutido com a paciente antes do procedimento, pois é possível moldá-lo ao que se espera.

Marianna Meirelles

Cirurgião plástico

Belo Horizonte


As cirurgias estéticas vão da correção do aumento leve do volume a alterações da forma (desmonte do cone mamário). Geralmente isto ocorre quando a mama cai (quando a mama pitosou), perdendo a forma cônica ou tendo um volume insatisfatório para a paciente. Nestes casos podemos recorrer as mamoplastias de redução ou mastopexias, com ou sem prótese de silicone. Atualmente, também realizamos intervenções nas mamas por uma técnica chamada lipofilling, que consiste na utilização da gordura da própria pessoa para aumentar o volume, seja na cirurgia de aumento do volume ou na cirurgia de alteração de modelação do cone.

Edmilson Lucio Da Silva

Cirurgião plástico

Brasília


A mamoplastia redutora, diminui tamanho e volume, reposiciona a aréola , c/ elevação e melhora estética importante das mamas. Indicada p/ mulheres com dores crônicas na coluna e pescoço, devido ao excesso de mamas , ou puramente estética com melhora da auto estima. Realizada apartir dos 18 anos, c/ anestesia geral. Exames laboratorias e mamografia são necessários antes da cirurgia. Não fumar 1 mês antes da cirurgia e 3 meses após. Cuidados pós operatórios incluem dormir de barriga p/ cima, uso de sutiã 24 horas, analgésicos, antibióticos, não dirigir ou fazer exercícios físicos. A cicatriz final é geralmente em forma de " T invertido" e o tempo de recuperação é em torno de 6 meses.

Leonardo Francisco

Cirurgião plástico

Uberlândia

Agendar uma visita

Quais profissionais realizam Mamoplastia redutora?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.