Nefrectomia parcial - Informações, especialistas e perguntas frequentes

A nefrectomia é a retirada de um dos rins (raramente ambos) acometidos por tumores de rim. Na nefrectomia é retirado o rim, os gânglios próximos deste, a glândula supra-renal (adrenal) e a porção proximal do ureter. A nefrectomia parcial (NP) é uma operação para o tratamento de diferentes patologias renais, ou para doação. A nefrectomia recomenda-se para pacientes com urolitíase, carcinoma de células renais (CCR), síndrome de Von Hippel-Lindau, trauma, duplicidade de via excretora e hipertensão arterial secundária a segmento isquêmico. A nefrectomia parcial é um procedimento urológico usado em pacientes com doença localizada e indicação de preservação da função renal. Tumores menores que 4cm, com localização anatômica favorável -por exemplo, longe do hilo renal- tratados com nefrectomia parcial têm ótimos resultados oncológicos. A sobrevida em 5 anos é de quase 90%, semelhante àquela obtida nos tumores renais de tamanho similar tratados com nefrectomia radical. A nefrectomia parcial pode ser feita pela via aberta ou pela via laparoscópica (NPL) a través de pequenas incisões e com ajuda de videocâmara. A nefrectomia parcial laparoscópica (NPL) é uma alternativa mínimamente invasiva para o tratamento de tumores renais e está sendo crescentemente usada. Oferece convalescença mais rápida do que a nefrectomia parcial aberta. Por um lado, é associada a maiores taxas de margens positivas, complicações intra-operatórias importantes e complicações urológicas. Por outro lado, a nefrectomia laparoscópica permite às pessoas doarem um rim, com muito menos dor, uma estadia hospitalar mais curta (entre 2-3 dias, versus 5-7 na nefrectomia tradicional), uma recuperação muito mais rápida e menos cicatrizes. Além disso, os rins extraídos desta forma muito menos traumática funcionam tão bem quanto aqueles que são extraídos pela grande incisão da nefrectomia tradicional. Inicialmente, somente pequenos tumores periféricos foram tratados com a técnica laparoscópica, porém, com a padronização da técnica operatória e maior experiência, tumores maiores, de localização central e hilar começaram a ser operados com sucesso. A nefretomia parcial laparoscópica é um procedimento que exige cautela, devendo ser realizado por cirurgiões com razoável experiência em cirurgia laparoscópica. Pode haver complicações hemorrágicas e urinárias.

Especialistas em nefrectomia parcial

Encontre um especialista em Nefrectomia parcial na sua cidade:
Sander Tessaro

Sander Tessaro

Urologista

Florianópolis

Agendar uma visita
Auri Ferreira dos Santos

Auri Ferreira dos Santos

Nefrologista

Porto Alegre

Luis Antonio Caldas Guerra

Luis Antonio Caldas Guerra

Urologista

Campinas

Lucila Maria Valente Lopes

Lucila Maria Valente Lopes

Nefrologista

Recife

Paulo Tadeu Turki de Lima

Paulo Tadeu Turki de Lima

Urologista

Santa Rosa

Perguntas sobre Nefrectomia parcial

Nossos especialistas responderam a 195 perguntas sobre Nefrectomia parcial

 Gunther Luis Rodrigues
Gunther Luis Rodrigues
Cirurgião geral, Urologista
Jales
Parestesia é o que chamamos de sensações diferentes de DOR. É esperado que no local onde houva a manipulação cirúrgica esteja ainda ocorrendo remodelações internamente e externamente. Consulte…
1 respostas

Dr. Raphael Sanches
Dr. Raphael Sanches
Urologista, Cirurgião geral
Taubaté
Olá tudo bem?
A nefrectomia por vídeo (videolaparoscopia) geralmente é realizada com pequenas incisões por onde são utilizadas as pinças cirúrgicas e a câmera de vídeo; para que se consiga…
1 respostas

Boa noite
Mesmo que tenha sido por videolaparoscopia ou robotica esta cirurgia é de grande porte e pode apresentar alguns sintomas principalmente nos primeiros dias de pós operatório
1 respostas

Especialistas falam sobre Nefrectomia parcial

A nefrectomia parcial é uma cirurgia de elevada complexidade, geralmente indicada para a remoção de nódulos ou cistos suspeitos para câncer. O procedimento deve ser feito em contros especializados e com suporte pós operatório adequado. Existem basicamente 3 técnicas: Nefrectomia aberta com incisão ampla e única Nefrectomia laparoscópica (por vídeo) Nefrectomia laparoscópica com robótica (com auxilio de braços robóticos) A cirurgia costuma durara de 1 a 3 horas, arecuperação nos hospital leva de 2 a 3 dias e o retorno ao trabalho leva de 30 a 60 dias. A vantagem na cirurgia parcial é a possibilidade de preservar a parto do rim que não está comprometida pela doença.

A Nefrectomia parcial para câncer está indicada em tumores de até 4cm. Pode ser realizada em tumores renais maiores em localizações favoráveis e quando o rim do outro lado tem alguma doença associda. O objetivo desta operação é preservar o máximo de tecido renal para reduzir o risco de insuficiência renal crônica, sem comprometer o controle do tumor. Atualmente é realizada por laparoscopia (pequenos furos na barriga) ou por laparoscopia com auxílio do robô. É uma operação complexa e por isso deve ser realizada em centros de referência e por profissionais capacitados. As vantagens da cirurgia laparoscópica são menor sangramento, menos dor e recuperação rápida.

Quais profissionais realizam Nefrectomia parcial?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.