Peeling - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O peeling é o tratamento estético que envolve a esfoliação da pele para acelerar a regeneração e para que ela tenha uma aparência mais saudável. Além do peeling com soluções caseiras em creme, há tratamentos mais intensos que trabalham para minimizar cicatrizes, acne, marcas de pigmentação, lesões provocados pelo sol, linhas finas, psoríase, dermatite atópica ou queratose actínica, entre outros. Os tipos de métodos são: peeling mecânico, peeling químico, peeling a laser e peeling com laser de CO2 ultrassônico.

Especialistas em peeling

Encontre um especialista em Peeling na sua cidade:
João Paulo Yamagata

João Paulo Yamagata

Dermatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita
Giselle Sanches

Giselle Sanches

Dermatologista, Especialista em medicina estética

São Paulo

Agendar uma visita
Patricia Lycarião

Patricia Lycarião

Dermatologista, Especialista em medicina estética

Belo Horizonte

Agendar uma visita
Wagna Cristini Rocha

Wagna Cristini Rocha

Dermatologista, Nutrólogo

Goiânia

Agendar uma visita

Perguntas sobre Peeling

Nossos especialistas responderam a 30 perguntas sobre Peeling

Não é comum, mas pode acontecer sim. Importante nesses casos são os cuidados diários com a pele. Manter sempre hidratada e usar protetor solar, idealmente, de 3/3 horas. E ter um pouco de paciência.
3 respostas

Dr. Victor Bechara
Dr. Victor Bechara
Dermatologista
Rio de Janeiro
O peeling de acido mandélico é uma opção bem tolerada para diferentes afecções dermatológicas, no entanto, a rosácea pode ser agravada pelo mesmo. Deve ser acompanhado com cuidado, apesar de…
3 respostas

além das condições cardíacas, que podem impedir o procedimento, a pele bronzeada ou mais morena também pode ser um impeditivo, já que o peeling de fenol clareia bastante a pele.
2 respostas

Especialistas falam sobre Peeling

A pele pode se beneficiar de várias técnicas de rejuvenescimento para homens e mulheres a partir de 25 anos, quando a curva da vida começa a apresentar sinais de envelhecimento. Você pode adiar cirurgias plásticas, e se beneficiar com alguns tratamentos menos invasivos, o peeling é um deles. Os peelings superficiais, são sociáveis, isto é: permitem que você mantenha seus compromissos diários. Dependendo do tipo de pele e os objetivos a serem atingidos, podem ser aplicados de forma única com manutenção domiciliar, como o caso pra manchas de sol ou gravidez; 3 a 6 aplicações semanais ou quinzenais pra revitalização do tecido superficial, diminuição de rugas finas e fechamento dos poros.

Peeling é um método que objetiva causar um aumento na velocidade de renovação das células da superfície da pele. Desse jeito, vêm à tona células mais jovens e a pele ganha firmeza e uma aparência mais clara e iluminada. Para se obter este efeito, podem ser usados métodos físicos, como os peelings de cristal ou diamante, ou químicos, como os mais variados tipos de ácidos. Além dos benefícios já citados, peelings podem AJUDAR no tratamento da acne, manchas e estrias, mas dificilmente podem resolver estes problemas sem a associação com um tratamento adequado, seja ele de uso domiciliar ou outro tipo de procedimento. Pessoas de pele morena a negra devem ter muito cuidado com peelings.

Andre Lauth

Dermatologista

Curitiba

Agendar uma visita

Existem vários tipos de peelings ... com produtos variados ( ácido retinóico , glicólico , mandélico ,ATA , salicílico ...) , técnicas associadas e objetivos diversos . Uma avaliação feita pelo especialista vai poder indicar o melhor pro seu caso . Podemos associar peelings físico e químicos pra atingir um melhor efeito na pele, sem tanta agressão ao invés de realizar um peeling mais profundo . Tratamos manchas , rugas finas , acne , cicatriz de acne , rejuvenescimento ... podemos associar procedimentos - preparar a pele com peeling para posterior laser ou mesmo , associar laser peeling numa mesma sessão ... consulte um especialista ! bjs

Renata Fogaça Campanha

Ginecologista, Especialista em medicina estética

Campinas


O peeling (esfoliação) é uma técnica utilizada como adjuvante no tratamento da pele. São utilizados ácidos (peelings químicos), os quais podem atingir a camada superficial, média ou profunda da pele. Estimulam a renovação celular, remoção de células mortas, crescimento celular e estímulo de colágeno. Melhoram o viço e a textura da pele e reduzem as manchas. Algumas indicações de peelings são: * Manchas (sardas, melasma) * Acne * Estrias vermelhas * Rugas superficiais (as moderadas e profundas podem necessitar de preenchimentos, aplicação de toxina botulínica, laser, cirurgia plástica).

Os peelings podem ser de 3 tipos: Superficiais: indicados para acne, manchas, estrias e rejuvenescimento. Pode ser feito em face e algumas áreas corporais. A aplicação é feita em consultório. Pode ocorrer descamação superficial e dura em torno de uma semana. Médios: indicados para rejuvenescimento, manchas e cicatrizes de acne. Pode ocorrer um pequeno ardor e queimação durante a aplicação, e a cicatrização completa pode demorar até 15 dias. Só é indicado pra pacientes com fototipo mais claro pelo risco de provocar manchas. Profundo: indicado para rejuvenescimento, manchas e cicatrizes. Deve ser feito em ambiente hospital e a cicatrização pode demorar até 30 dias.

Cíntia Gomes Rocha

Especialista em medicina estética

Brasília

Agendar uma visita

O peeling químico utiliza uma solução química para suavizar a textura da pele, removendo as camadas exteriores danificadas. O tempo que o produto permanece em contato com a pele depende do tipo de peeling. O peeling pode causar leve ardor e deixar a pele avermelhada nos dias seguintes ao procedimento. O peeling superficial é indicado para tratar a pele com pigmento irregular, ressecamento, acne ou rugas superficiais. Cicatrizes de acne, rugas mais profundas e tonalidade desigual da pele podem ser tratadas com o peeling químico médio. Já a pele danificada pelo sol, com rugas faciais profundas, cicatrizes, aparência manchada e até lesões pré-cancerígenas, pode optar pelo peeling profundo.

Cristhiane Likes Mischiatti Fontoura

Dermatologista

Curitiba


A palavra peeling provém do inglês “to peel”, ou seja, descamar. Assim, tanto para os peelings químicos quanto para os peelings físicos, o objetivo deste procedimento é promover uma renovação celular por meio da descamação. Enquanto o peeling químico ocorre pelo efeito de ácidos, o peeling físico é provocado pela ação materiais que variam desde lixas e cremes abrasivos, até aparelhos de microdermoabrasão por fluxo de cristais (peeling de cristal) ou as lixas de pontas de diamantes (peeling de diamantes). Cada paciente deve ser avaliado pelo dermatologista que indicará o melhor tratamento.

O peeling químico é um tratamento estético onde são aplicados ácidos sobre a pele, que ajudam a retirar as camadas danificadas por meio da descamação e a promover o crescimento de uma camada lisa, mais elástica, suave e fresca, por meio da renovação celular. O peeling químico é indicado para homens e mulheres que almejam rejuvenescimento cutâneo. Além disso, também é indicado para o tratamento de acne, cicatrizes de acne, melasma e outras manchas. O tratamento peeling químico é rápido e traz resultados visíveis logo após a primeira sessão, proporcionando rejuvenescimento facial e melhora da textura da pele.

Lucas Miranda

Dermatologista

Belo Horizonte

Agendar uma visita

O peeling químico é um procedimento que consiste na aplicação de diversos tipos de ácidos de acordo com o resultado que se deseja obter e de acordo com a profundidade que se deseja atingir. Os principais benefícios do peeling químico incluem: - Melhora da textura da pele, com poros mais fechados e pele mais uniforme. - Clareamento de manchas. - Atenuação de rugas finas. - Estímulo de colágeno. - Redução de cicatrizes de acne.

Peeling consiste na destruição das camadas da pele, por meio de substâncias químicas. Pode ser superficial, médio ou profundo. Os mais realizados pela segurança e baixo risco de cicatriz são os peelings superficiais. No entanto, para melhores resultados é recomendado peelings seriados a cada 15-30 dias.

O peeling químico consiste na aplicação de substâncias, com objetivo de estimular a renovação celular, através de um processo de descamação. Várias substâncias, em geral ácidos, podem ser utilizadas com esse propósito. Dependendo do produto utilizado e da sua concentração, o peeling podem ser mais ou menos profundo. Ao remover algumas camadas da pele e estimular a renovação celular, os peelings conseguem clarear manchas, suavizar linhas, atenuar poros dilatados, melhorar a textura e a oleosidade. Dessa maneira, a pele fica mais lisa, macia, viçosa e homogênea. Podem, portanto, ser

O peeling químico é um tratamento que promove a descamação da pele com o objetivo de renovar o tecido e amenizar marcas e manchas indesejadas. Consistem na aplicação de agentes químicos que destroem as camadas superficiais da pele, seguindo-se a sua regeneração, com melhora da aparência geral. São indicados para o tratamento de acne, poros dilatados, manchas e fotoenvelhecimento. Podem ser superficiais, médios e profundos. Cada paciente deve ser avaliado para melhor indicação do seu caso específico.

Paula Amorim

Dermatologista

Rio de Janeiro


Realizados através da aplicação de substâncias diretamente sobre a pele. Peelings superficiais provocam uma descamação fina após alguns dias da aplicação e têm como objetivo a melhora de manchas, rugas finas e luminosidade da pele. Peelings médios provocam uma descamação mais grosseira e formação de crostas, objetivando suavizar rugas mais profundas e cicatrizes de acne. Podem ser aplicados em áreas corporais para o tratamento de estrias.

Alessandra Toledo

Dermatologista

São Paulo


O peeling químico é um procedimento médico realizado com o objetivo de rejuvenescer a pele, removendo as camadas da pele para que haja a renovação celular. Os peelings em geral podem ser superficiais, médios ou profundos. Para que você tenha o resultado desejado é necessário que a pele seja preparada antes do procedimento e, depois, deve tomar os cuidados aconselhados pelo seu dermatologista. Se você tem manchas, acne, oleosidade excessiva, rugas finas, cicatrizes de acne, fotoenvelhecimento e até mesmo estrias, o peeling poderá ser a solução. O protetor solar deve ser reaplicado a cada duas horas. É contraindicado o uso de cremes à base de ácido até a cicatrização completa da pele.

Juliana Ribeiro Gomes Bogado

Generalista, Especialista em medicina estética

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

O peeling é um dos procedimentos mais comuns, e existem três tipos: físico, enzimático e vegetal. Alguns peelings não têm efeito em peles escuras, outros não podem ser feitos em peles claras. Os peelings químicos (ácido glicólico, retinóico, tricloroacético, fenol) esfoliam e renovam as células da pele. São indicados: – Cicatrizes de acne – Manchas – Marcas de expressão – Rugas

Giselle Sanches

Dermatologista, Especialista em medicina estética

São Paulo

Agendar uma visita

Os peelings químicos consistem em aplicações de substâncias químicas com intenção de remover algumas camadas da pele. Podem ser superficiais, médios e profundos dependendo da profundidade desejada. Não são todos os tipos de peles que toleram os peelings. Peelings médios e, principalmente, os profundos, tem de ser feitos com extrema cautela. Diversas substâncias químicas podem ser utilizadas para este fim, algumas costumam ser combinadas, e o método de aplicação, força de fricção e número de passadas são aspectos fundamentais para o sucesso do tratamento. O dermatologista é o médico habilitado e treinado para tal prática.

Procedimento realizado por dermatologista, utilizando diferentes produtos, a depender da indicação do tratamento. As causas mais comuns tratadas com peeling são envelhecimento, manchas e acne. O produto é aplicado na pele pelo Dermatologista no consultório e, alguns deles, são removidos em casa pelo próprio paciente. O paciente precisa de um tempo para recuperação completa da pele e, durante o processo de recuperação, pode ocorrer vermelhidão, inchaço e descamação. Alguns casos, dependendo do tipo de substância aplicada, pode ter formação de crostas e um escurecimento inicial da pele. No pós-peeling é necessário evitar exposição ao sol, usar protetor solar e cicatrizantes.

Processo de esfoliação química da pele que promove uma renovação celular e melhora da textura da pele, da cor e de rugas superficiais. Utilizada no tratamento de acne, cicatrizes de acne, manchas e rejuvenescimento.

Mayume Dias Shibuya

Dermatologista, Especialista em medicina estética

Salvador

Agendar uma visita

O peeling químico é um procedimento no qual o dermatologista aplica um ácido na pele com o objetivo de provocar a descamação de forma controlada na pele. Pode ser indicado para tratamento de acne, manchas na pele (tanto após acne quanto melasma), cicatrizes e para rejuvenescimento. Existem vários tipo como uso de apenas um ácido ou combinados com vários ácidos e substâncias, indicados pelo dermatologista.

Renata Furtado

Dermatologista


Uma dúvida muito comum no consultório é a sobre uso de ácidos nos climas quentes. Podemos usar ácidos no verão ou em estações quentes do ano? Sim. O uso de ácidos é permitido desde que o paciente se conscientize sobre o uso de medicamentos a base de ácidos diariamente, e tenham disciplina também ao usar e reaplicar os protetores solares durante o dia. Os peeling químicos são tratamentos com concentrações altas de diversos ácidos usados isoladamente ou combinados, e só devem ser realizados pelo dermatologista. Os peelings são ótimos para a pele: estimulam a produção de colágeno perdido com os anos, controlam a oleosidade, clareiam manchas, diminuem poros, melhoram textura e previnem flacidez.

Carolina Cristofidis

Dermatologista

São Paulo


O peeling consiste na aplicação, em consultório e de forma controlada, de ácidos para renovação celular. Pode ser usados no tratamento de manchas, rugas e cicatrizes de acne, ou ainda para melhorar o aspecto e textura da pele.

O peeling químico consiste na aplicação de ácidos que removem as primeiras camadas da pele. O peeling superficial, é o mais rotineiro no consultório dermatológico. Atinge apenas a primeira camada da pele, a epiderme, e é indicado principalmente para o tratamento do envelhecimento leve (manchas superficiais, rugas finas e discretas), manchas de sol (cloasma ou melasma), lesões pré-cancerosas superficiais, controle da oleosidade, espinhas e estrias. A intensidade dos efeitos depende da profundidade do peeling. Nos peelings superficiais, pode ocorrer vermelhidão, sensação de repuxamento e descamação. A partir do segundo dia há descamação gradual da pele, até em média o 5 dia.

Nicole Perim

Dermatologista

Belo Horizonte


Manchas, cicatrizes, espinhas, flacidez. São algumas das queixas que podem ser tratadas com peelings químicos, que fazem uma descamação controlada da pele, visando renovação cutânea. Podem ser aplicados no rosto e dorso das mãos.

Murilo Calvo Peretti

Dermatologista

Presidente Prudente

Agendar uma visita

Quais profissionais realizam Peeling?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.