Transplante de córnea - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O transplante de córnea (TC) ou queratoplastia é a intervenção cirúrgica para substituir a córnea do paciente por um outra de um doador. A córnea é a camada exterior transparente do olho que a protege. Quando a córnea não é mais transparente, tornando difícil a visualização e não podem ser corrigidas por óculos ou lentes de contato, a cirurgia é primordial para restaurar a visão. Desvantagens comuns são a dificuldade e conservação das córneas de doadores bem como a complexidade da operação e aceitação do novo membro pelo organismo.

Especialistas em transplante de córnea

Encontre um especialista em Transplante de córnea na sua cidade:
Gilberto Vianna Sanches Junior

Gilberto Vianna Sanches Junior

Oftalmologista

Belo Horizonte

Débora Pinheiro Silva Milhomens

Débora Pinheiro Silva Milhomens

Oftalmologista

Belo Horizonte

Cesar Eustaquio de Carvalho Lessa

Cesar Eustaquio de Carvalho Lessa

Oftalmologista

Belo Horizonte

Roberto Ivo Pasquerelli Neto

Roberto Ivo Pasquerelli Neto

Oftalmologista

São Vicente

Renato Wendell F Damasceno

Renato Wendell F Damasceno

Oftalmologista

Maceió

Vicente Vitiello Neto

Vicente Vitiello Neto

Oftalmologista

Santo André

Perguntas sobre Transplante de córnea

Nossos especialistas responderam a 36 perguntas sobre Transplante de córnea

A boa técnica e a habilidade do(a) cirurgião(ã) podem influenciar no resultado final. Os pontos devem ser feitos de maneira que fiquem simétricos e equidistantes, nem muito apertados nem muitos…
2 respostas

O transplante de cornea é o transplante mais realizado em seres humanos, sendo o que melhor resultado tem no sentido de pouca rejeicao e maior durabilidade. Infelizmente a cornea doada tem vida…
1 respostas

O ideal é avaliar a viabilidade de realizar crosslinking para estabilizar a progressão da doença, e também realizar adaptação de lentes de contato especiais para melhorar a qualidade de visão,…
1 respostas

Especialistas falam sobre Transplante de córnea

A córnea funciona como uma janela para os nossos olhos. Em algumas doenças ela se torna opaca (ex: cicatriz após uma úlcera de córnea), edemaciada (acúmulo de liquído no seu interior. Ex: distrofia de Fuchs) ou muito curva e irregular (ex: ceratocone). Nesses casos, pode ser necessária a substituição da córnea do paciente pela de um doador (transplante de córnea). A técnica cirúrgica evoluiu muito, e hoje além do transplante penetrante (troca-se a córnea em toda a sua espessura), podemos realizar os transplantes lamelares (troca-se apenas as camadas doentes). A principal vantagem dos lamelares é a menor taxa de rejeição e especialmente nos lamelares posteriores uma recuperação mais rápida.

Rodrigo Reis De Oliveira

Oftalmologista

Salvador


Altamente especializado em Transplante de córnea, disponibilizo os tratamentos mais modernos que temos no mundo, inclusive os transplantes parciais de córnea (transplantes lamelares que somente trocam a parte defeituosa da córnea), que são menos invasivos e permitem maior duração e melhor resultado do transplante. Realizo ainda transplante de córnea a laser com os aparelhos mais tecnológicos disponíveis no mercado.

Todas tem em comum o fato de afetarem a transparência ou a capacidade da córnea de convergir os raios luminosos uniformemente para formar uma imagem nítida. Vale lembrar que apenas quando a córnea esta afetada é que o transplante proporciona o retorno da visão. A cirurgia pode ser feita hoje em camadas: apenas a parte interna da córnea (endotélio) ou apenas as partes mais externas (estroma e epitélio) . Caso necessário o transplante total ou penetrante também pode ser aplicado. Cada patologia tem uma técnica de escolha. A recuperação da visão depende da técnica aplicada e da doença que resultou no transplante. É até possivel aplicar laser para corrigir graus residuais apos o transplante.

Jose Henrique Casemiro

Oftalmologista

Cascavel

Quais profissionais realizam Transplante de córnea?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.