Tratamento para flacidez de pele - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em tratamento para flacidez de pele

Encontre um especialista em Tratamento para flacidez de pele na sua cidade:
Fabíola Baras

Fabíola Baras

Cirurgião plástico

Curitiba

Agendar uma visita
Dacio Ogata

Dacio Ogata

Cirurgião plástico

São Paulo

Agendar uma visita
Marina Lino Vieira

Marina Lino Vieira

Dermatologista

São Paulo

Agendar uma visita

Perguntas sobre Tratamento para flacidez de pele

Nossos especialistas responderam a 19 perguntas sobre Tratamento para flacidez de pele

Dra. Taciana Medeiros
Dra. Taciana Medeiros
Especialista em medicina estética
Rio de Janeiro
Boa noite, como já citado existem varias formas para melhorar o
Umbigo triste. Existem fios de PDO que estimulam o colágeno de forma comsideravel, bioestuladores sculptra, radiesse), mas…
5 respostas

Sim, a radiofrequência faz um poderoso estímulo de colágeno, prevenindo assim o envelhecimento e a flacidez. Lembrando que mesmo fazendo só uma vez por ano pacientes jovens já se beneficiam.
3 respostas

A depilação com cera quente utiliza a temperatura para puxar os fios desde a raiz. Quando a cera seca na pele, ela deve ser retirada com força levando a tração da pele. O ato de tração feito…
1 respostas

Especialistas falam sobre Tratamento para flacidez de pele

O Freeze® é um equipamento inovador que combina duas tecnologias exclusivas e avançadas: pulsos magnéticos e radiofrequência multipolar, possibilitando um aquecimento mais rápido e homogêneo da área tratada e a penetração da energia mais profundamente, com resultados superiores e duradouros. Os pulsos magnéticos aumentam a produção de FGF-2, um hormônio responsável pelo crescimento dos vasos sanguíneos, o que leva ao aumento da: circulação e oxigenação sanguíneas, drenagem linfática e a eliminação de toxinas. Simultaneamente a radiofrequência emite ondas eletromagnéticas que provocam o aumento da produção de colágeno e a sua contração, ajudando no combate à flacidez.

Renata Rodrigues Orofino

Dermatologista, Especialista em medicina estética

Rio de Janeiro


No tratamento da flacidez da pele, dois métodos se impõem como os principais na atualidade: os bioestimuladores do colágeno e o ultrassom microfocado. Os bioestimuladores são o ácido poli-L-láctico (Sculptra) e a hidroxiapatita de cálcio (Radiesse). Eles são substâncias absorvíveis que, aplicadas sob a pele por meio de injeções, estimulam naturalmente a produção de colágeno e a melhora na flacidez. Já o ultrassom microfocado (Ulthera) é um equipamento que utiliza a energia do ultrassom para causar pequenas queimaduras na profundidade da pele, sem danificar sua superfície, estimulando a produção de colágeno e trazendo melhora na flacidez.

Andre Lauth

Dermatologista

Curitiba

Agendar uma visita

Flacidez - flacidez de pele , muscular ou ambas ? A flacidez é uma queixa muito frequente na estética e a de pele , uma das mais difíceis de tratar . Requer um conjunto de cuidados , desde a simples hidratação oral , água rsrs , alimentação saudável , atividade física e cuidados específicos como uma rotina diária de cuidados com a pele ( flacidez facial e corporal ) , ingesta de colágeno (de boa qualidade ) e procedimentos estéticos ... aqui falamos de várias tecnologias e uma que , particularmente gosto muito , é a Radiofrequencia - estimulando a sua própria produção de colágeno . É um procedimento indolor e seguro ( desde que realizado por profissional devidamente treinado).

Renata Fogaça Campanha

Ginecologista, Especialista em medicina estética

Campinas


Existe uma recompensa em ter uma boa aparência? Podemos quantificar essa recompensa? Estudos já mostram que a aparência é fator determinante no sucesso profissional, e não há nada de errado nisso. O economista americano Daniel Hamermesh, no livro BeautyPays, demonstra que podemos até medir as vantagens da beleza; nessa obra, ele demonstra como a sociedade favorece as pessoas lindas e de melhor aparência e declara que, para estas, existem benefícios surpreendentes e inegáveis em todos os aspectos da vida. Ele afirma ainda que as pessoas com atrativos são mais propensas a ser empregadas, a trabalhar de forma produtiva e rentável e até mesmo a receber salários mais substanciais.

Daniela De Luca

Generalista, Especialista em medicina estética

Barueri


Com o passar dos anos, a pele vai perdendo a firmeza, tanto no corpo como no rosto. Genética, má alimentação, sedentarismo, tabagismo e exposição solar são alguns dos fatores que colaboram para a flacidez cutânea. Ter hábitos de vida saudáveis é, portanto, muito importante para o bom aspecto da pele. No entanto, não é suficiente para reverter o processo de envelhecimento. Existem, atualmente, vários tratamentos com o objetivos de estimular a formação de fibras colágenas, melhorando, assim, a elasticidade e firmeza da pele, tais como: laser fracionado, radiofrequênica, ultrassom microfocado, microagulhamento, injeção de ácido poli-lático, skinbooster, etc.

A bioestimulação dérmica facial e corporal com ácido polilático (Sculptra) e hidroxiapatita de cálcio (Radiesse) é um procedimento estético, não cirúrgico, que é capaz de estimular a produção de colágeno, melhorando a flacidez e remodelando a área tratada.

Mayume Dias Shibuya

Dermatologista, Especialista em medicina estética

Salvador


Os principais tratamentos para flacidez do rosto e corpo são: - Aplicação de Ácido poli-lático ou Hidroxapatita de Cálcio - Radiofrequência - Ultrassom A suplementação com colágeno ou estimulantes da produção de colágeno devem ser associados para atingir resultados ainda melhores. As técnicas indicadas podem ser associadas, desta forma a flacidez melhora mais rapidamente. Lembre-se que para uma manutenção dos seus resultados, você deve manter seus tratamentos de forma adequada, pois o processo de degradação do colágeno é constante.

Cinthia Orasmo

Dermatologista

São Paulo

Agendar uma visita

Quais profissionais realizam Tratamento para flacidez de pele?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.