Turbinectomia - Informações, especialistas e perguntas frequentes

O que é?

Turbinectomia ou turbinoplastia é uma cirurgia realizada no nariz. Seu objetivo é melhorar a respiração do paciente. A técnica consiste na remoção de parte da estrutura dos cornetos nasais (ossos e cartilagens) da cavidade. Essas conchas podem ampliar-se e causar uma obstrução capaz de prejudicar a respiração. Os cornetos nasais são responsáveis pela filtração, umidificação e o aquecimento do ar que vai para os pulmões. Seu mau funcionamento causa, principalmente, a rinite alérgica. Com sua remoção parcial ou total, os sintomas da doença são sensivelmente reduzidos. A turbinectomia remove parte ou a totalidade dessas conchas abrindo espaço para a circulação do ar e facilitando a respiração. Como é considerada uma cirurgia exploratória, o médico terá que tomar algumas decisões, sem o conhecimento do paciente, durante a realização do procedimento. A cirurgia pode ser feita com anestesia local ou geral e dura aproximadamente meia hora. O paciente deve ficar internado por um ou dois dias após a realização do procedimento. Às vezes há necessidade de colocar um tampão dentro do nariz para evitar sangramento. Esse tampão é removido em até três dias após a realização da operação. O nariz tem três conchas. Uma vez removidas, as conchas nasais não voltam a crescer. Se forem removidas em excesso, há possibilidades de que os pacientes sofram dores de cabeça, secura, hemorragia e desenvolvam até um quadro de depressão.

Qual é a causa?

Dois são os fatores principais que podem modificar a estrutura dos cornetos nasais causando obstruções: infecções e traumas.

Quais os sintomas?

O principal sintoma da obstrução é a dificuldade para respirar. Essa situação conduz a outros problemas: sinusite, dor de cabeça, cansaço, dificuldade para dormir, roncos e nariz entupido.

Como fazer o diagnóstico?

Um exame físico é suficiente para detectar o problema.

Qual o tratamento?

Inicialmente é recomendada a utilização de medicamentos para controlar os sintomas controlando a situação. Só mesmo quando esses remédios não oferecem resultados significativos e os sintomas tornam-se crônicos é que a cirurgia se torna uma opção.

Especialistas em turbinectomia

Encontre um especialista em Turbinectomia na sua cidade:

Perguntas sobre Turbinectomia

Nossos especialistas responderam a 121 perguntas sobre Turbinectomia

Boa noite, turbinectomia e turbinoplastia são duas técnicas cirúrgicas utilizadas para redução do tamanho dos cornetos nasais. O tempo da cirurgia pode variar de acordo com grau de dificuldade…
2 respostas

Dr. André Freitas Cavallini
Dr. André Freitas Cavallini
Otorrino, Medico do sono
São Paulo
Pode se comer de tudo, porém, de preferéncia, alimentos mornos para frios por uns 4 dias, em média; para evitar sangramento nasal.
PS: Lave bem com soro fisiológico para evitar a formação…
2 respostas

Dra. Aline Togeiro Ferreira
Dra. Aline Togeiro Ferreira
Otorrino
Belo Horizonte
Olá, no pós operatório da cirurgia de Septoplastia e Turbinectomia não há necessidade de dieta líquida, a ingestão de alimentos frios pode ajudar a prevenir sangramentos e pode ser feita por…
1 respostas

Especialistas falam sobre Turbinectomia

O aumento do tamanho das conchas (ou cornetos ou turbinas nasais) pode levar a processos obstrutivos respiratórios importantes. Realizamos o diagnóstico dessa doença através de exames endoscópicos no consultório e realizamos os procedimentos de tratamento nos principais hospitais do Rio de Janeiro.

Os cornetos são tecidos esponjosos que estão dentro do nariz e que controlam o fluxo de ar. Cornetos inchados (hipertróficos) dificultam a passagem de ar. A turbinectomia é a cirurgia para redução do tamanho dos cornetos nasais. Atualmente usamos endoscópios nasais na cirurgia para melhor visualização das estruturas e melhor controle de sangramento. Evitamos assim o uso de tampões nasais.

Vivian Wiikmann

Otorrino

São José do Rio Preto

Agendar uma visita

A cirurgia de turbinectomia é indicada quando há aumento dos cornetos inferiores ocasionando obstrução nasal que não melhorou com o tratamento medicamentoso. Envolve a redução do tamanho dessas estruturas preservando a fisiologia nasal. Não há cortes ou formação de cicatriz externa. Idealmente, o procedimento é realizado sob anestesia geral com o auxílio do endoscópio nasal e sem uso de tampões. Após o pernoite hospitalar, o paciente recebe alta após visita médica. Cirurgias nasais normalmente não são dolorosas e o nariz costuma ficar bloqueado na primeira semana. Irrigações nasais com soro fisiológico são recomendadas além do afastamento do trabalho por 10 a 14 dias.

A Turbinectomia é a cirurgia que promove a redução volumétrica das conchas (=cornetos) nasais inferiores (estruturas situadas na parede lateral das fossas nasais bilateralmente). Está indicada para o alívio da obstrução nasal (=nariz entupido) e consequente dificuldade para sentir os cheiros/sabores, quando motivados por uma hipertrofia de cornetos nasais inferiores que não foi satisfatoriamente tratada apenas com o tratamento medicamentoso.

Quais profissionais realizam Turbinectomia?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.