Consultórios (2)

Largo São Francisco de Paula, 26 Sala 1108, Centro , Rio de Janeiro
Consultório particular

Próxima data disponível:

Mostrar o calendário
(21) 98196.....

Av. das Américas, 12900 - Ala Chile - sala 210, Centro , Rio de Janeiro
Consultório Particular

Próxima data disponível:

Mostrar o calendário
(21) 98196.....

Experiência

Sobre mim

Compreender para ajudar. Compromisso que assumi como psicóloga, pós-graduanda em Psicoterapia Vivencial, com experiência em Saúde Mental e várias outr...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Aconselhamento e Orientação a Pais
  • Terapia de Casal
  • Transtornos em Crianças e Adolescentes
Veja mais


Formação

  • Universidade Católica de Petrópolis


Idiomas

Português

Serviços e preços

Consulta Psicologia


Largo São Francisco de Paula, 26 Sala 1108, Rio de Janeiro

Saiba mais

Consultório particular


Av. das Américas, 12900 - Ala Chile - sala 210, Rio de Janeiro

Saiba mais

Consultório Particular

Opiniões dos pacientes

5

Classificação geral
33 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Clínicas e hospitais
Paciente verificado
Local: Consultório Particular

A melhor de todas as profissionais :)
Sempre atenciosa, humana e bem preparada.
O que ha de melhor em materia de psicologia.


A
Paciente verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br Local: Consultório Particular

Pontual, lugar aconchegante, confortável, de fácil acesso, bons horários, profissional excelente, atualizada e com preço justo.


M
Paciente verificado
Local: Consultório Particular Psicologia de pais e filhos

Excelente profissional, ajudou muito meu filho que tinha muita dificuldade para se relacionar com os amigos. Meu filho não se concentrava nas aula, era muito agitado e agia de maneira muito impulsiva. Hoje ele é uma criança totalmente diferente, mais calmo, não é mais impulsivo, se relaciona melhor com os amigos e esta indo muito bem na escola. Já não recebo mais reclamações. Agradeço a Talita por todo carinho e dedicação em ajuda-lo.


A
Paciente verificado
Local: Consultório Particular Transexualidade

A questão da transexualidade ainda é um tabu para a sociedade e até para o corpo médico que não tem a empatia e o conhecimento necessário. A Dra. Talita além dessas características, possui um acolhimento humano que me fez entender que não sou um monstro. Hoje vivo em harmonia comigo e com os meus pais.


C
Paciente verificado
Local: Consultório Particular

Amei ótima profissional, me sinto outra pessoa. Super recomendo, muito atenciosa com os pacientes. Se tivesse que dar nota daria 1000.


J
Paciente verificado
Local: Consultório Particular

Profissional maravilhosa... já havia passado por outros profissionais, mas com a Talita eu consegui um bom resultado! Dedicada, pontual, comprometida, excelente!


C
Paciente verificado
Local: Consultório Particular

Foi de excelente ajuda, sempre me auxiliando com os problemas do dia a dia.
Profissional super competente, acolhedora, sempre a disposição.


D
Paciente verificado
Local: Consultório Particular

Uma excelente profissional e pessoa maravilhosa, trata os pacientes com muito carinho e atenção, muito pontual, sempre preocupada com os horarios de atendimento. Ela me deixou bem confortavel desdo primeiro dia e com muita liberdade para falar sobre qualquer coisa. Acertei em cheio na escolha da psicóloga ;)


Paciente verificado
Local: Consultório Particular Depressão

Talita é uma profissional humana, carinhosa, atenciosa... Nunca tinha feito terapia e tive uma grande empatia de cara. Tem me ajudado muito em meu tratamento. Acertei de primeira. Super indico.


L
Paciente verificado
Local: Consultório Particular Mudança de gênero

A dra Talita tem uma grande expertise, deixa seus pacientes muito à vontade. É super atenciosa e o espaço que criou para conversar com seus pacientes é super aconchegante e repleto de carinho e atenção. Eu SUPER recomendo, pa
ra mim, ela é a melhor! Adoro ir nas consultas.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

3 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Doença de Alzheimer

    Minha mãe com alzhaiemer. Sempre cuidei dela, só que as coisas estão piorando, a neurologista indicou uma casa de idoso, eu estou muito angustiada, será uma boa opção? Visitei a casa gostei do lugar, mas fico me sentindo que estou abandonando.

    Se você visitou o local e sentiu segurança, faça ainda uma pesquisa sobre o local na internet e através dos familiares das pessoas que estão lá. Apesar de ser um momento de grande angústia e conflito emocional, pense que é um lugar onde, se bem acolhido, ele se sentirá bem por estar entre iguais. Outros idosos com problemas parecidos onde a identificação, pode ser muito positiva.

    Talita Quintanilha

  • Pergunta sobre Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH)

    sou portador de tdah,qual o especialista mais adequado neuro ou psiquiatra?

    O diagnóstico deve ser feito por um psiquiatra, porém o tratamento ideal é através de uma equipe multidisciplinar, onde cada um contribuirá com sua especialidade e o sucesso alcançado será muito maior que a simples medicalização. Lembrando que o TDAH hoje não tratado de forma total, poderá desencadear, por exemplo, numa depressão futura (devido o isolamento em que muitos são acometidos), nesse exemplo, a importância do trabalho do psicólogo. Assim como outros profissionais.

    Talita Quintanilha

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Compreender para ajudar. Compromisso que assumi como psicóloga, pós-graduanda em Psicoterapia Vivencial, com experiência em Saúde Mental e várias outr...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Aconselhamento e Orientação a Pais
  • Terapia de Casal
  • Transtornos em Crianças e Adolescentes
Veja mais


Formação

  • Universidade Católica de Petrópolis

Certificado doctoralia



Idiomas

Português

Redes sociais


Artigos

Transexualidade

Não nascemos com uma Identidade de gênero e nem com uma orientação sexual definidas, prontas e acabadas. Pelo contrário, ao longo da vida vamos aprendendo e nos identificando com diferentes formas de vivenciar nossos desejos de uma forma mais fixa ou mais flexível, conforme as experiências vividas por cada um. É importante apropriar-se de sua identidade e viver de forma autêntica. A psicoterapia é fundamental nesse processo, podendo estender-se aos familiares para o entendimento e aceitação.


Automutilação

Uma dor inexplicável e silenciosa que, para suportá-la, faz-se um corte, onde a dor “real” faça esquecer a dor “psíquica” por alguns instantes. Um sofrimento profundo, uma depressão silenciosa, ou algum outro fator, as vezes, até um transtorno podem atuar como “pano de fundo” para que ocorra esse sintoma. É comum que os pais não percebam, ou até, diminuam os problemas dos seus filhos. Não é fácil construir uma relação tão aberta nessa fase. Eles escondem e camuflam mesmo suas dores e tendem a encontrar, no anonimato das Redes Sociais, um caminho para desabafos sem críticas, de identificação e, até mesmo, um suporte dos outros que passam pelos mesmo processo.


Enurese (incontinência urinária)

Normalmente, aos 3 anos de idade, a criança começa a adquirir o controle noturno do xixi. Mas cada criança responde de forma diferente aos eventos de amadurecimento físico e psicológico. Podemos não perceber, mas as crianças estão sempre atentas a tudo que ocorre em seu ambiente. Separação dos pais, um irmãozinho a caminho, ingresso à escolinha e outros, podem provocar na criança um descontrole emocional, e, o xixi surge como sintoma. Reprimir pode piorar o quadro, diminuir a autoestima da criança e até trazer consequências emocionais. Tente alguns truques como deixar uma luz acesa no caminho do banheiro, diminuir a quantidade de líquido e levá-lo a uma avaliação médica e psicológica.


Psicoterapia Criança

O atendimento é feito de forma lúdica, pois, entende-se que o brincar da criança corresponde ao falar do adulto. Em terapia, a criança terá acesso a diversos brinquedos, jogos, desenhos, pequenos diálogos onde o terapeuta deverá ter a percepção do movimento da criança, sua forma de lidar com a frustração, sua capacidade de se colocar no lugar do outro, sua criatividade, suas limitações e vários outros aspectos fundamentais a serem percebidos, e, então, trabalhados. A atenção clínica volta-se para a criança em seu modo próprio de comportar-se. Permite-se que a criança se mostre por si mesma, deixando–a livre para si mesma, para assim poder assumir a sua liberdade e responsabilidade.

Veja todos os artigos