Dr. Diego Librenza Garcia

Psiquiatra mais

Porto Alegre 1 endereço

Número de registro: CRM RS 38575 RQE Nº: 33943

215 opiniões

Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Consultórios (2)

Porto Alegre
Avenida Osvaldo Aranha 1022, sala 710, Bom Fim, Porto Alegre

Este especialista não oferece agendamento online neste endereço

Medidas de segurança neste consultório

Mostrar
Atende: adultos

Este especialista não fornece todas as informações que você precisa?

Mostrar outros psiquiatras perto de mim

Este especialista não oferece agendamento online neste endereço

Primeira consulta Psiquiatria • R$ 600

Retorno de consultas Psiquiatria • R$ 400

Teleconsulta • R$ 600 +5 mais

Brainspotting • R$ 400

Consulta Psiquiatra • R$ 600

Telemedicina - consulta de seguimento (já paciente) • R$ 400

Mostrar mais serviços

Atende: adultos
Este especialista pode prescrever receita médica e atestado médico através da Internet

O link para a consulta via Google Meet será enviada para você por whatsapp minutos antes da consulta. Se preferir que o link seja enviado de outra forma, basta nos avisar.


Prepare-se 10 minutos antes da consulta e verifique se o seu smartphone ou notebook está com a bateria carregada. Para uma videochamada, verifique se tudo funciona: conexão com a internet, câmera e microfone. Prepare também a documentação médica (como resultado de um exame) caso precise mostrar na consulta.


Serviços e preços

Os preços são para pacientes sem convênio médico

Serviços em destaque


Avenida Osvaldo Aranha 1022, sala 710, Porto Alegre

R$ 600

Porto Alegre


R$ 600

Consulta online



Avenida Osvaldo Aranha 1022, sala 710, Porto Alegre

R$ 400

Porto Alegre


R$ 400

Consulta online



R$ 600

Consulta online

Outros serviços


Avenida Osvaldo Aranha 1022, sala 710, Porto Alegre

R$ 400

Porto Alegre


R$ 400

Consulta online



Avenida Osvaldo Aranha 1022, sala 710, Porto Alegre

R$ 600

Porto Alegre


R$ 600

Consulta online



R$ 400

Consulta online



R$ 600

Consulta online



Avenida Osvaldo Aranha 1022, sala 710, Porto Alegre

R$ 400

Porto Alegre


R$ 400

Consulta online

Experiência

Sobre mim

# Convênios apenas por reembolso #

Realizo atendimentos psiquiátricos clínicos e também sou terapeuta EMDR e Brainspotting. Minhas prin...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Transtorno de Humor
  • Psiquiatria Adulto
  • Saúde mental da mulher
Veja mais

Certificado Doctoralia

215 opiniões de pacientes

Classificação geral

Todas as opiniões são importantes, por isso os especialistas não podem pagar para alterar ou excluir uma opinião. Saiba mais.
O
Perfil verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br
Local: Consulta online Retorno de consultas Psiquiatria

O que mais me agrada no Dr. Diego é que ele trata o paciente de igual pra igual. Ele ouviu atentamente todas minhas queixas, tirou todas as minhas dúvidas e me deu mais de uma opção de tratamento, explicando os prós e contras de cada um deles.

Ele é o médico que todos os outros deveriam ser: atencioso, sem pressa na consulta, além de te dar uma aula sobre o tratamento.

Recomendo de olhos fechados.

L
Perfil verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br
Local: Consulta online Consulta Psiquiatra

Conheci o Dr Diego pela indicação de um familiar, ele é muito bom, explicativo e humano. Esclarece as dúvidas e orientações são bem claras. Recomendo muito.

M
Perfil verificado
Local: Consulta online Outro

Atualmente estou com problemas que não tinha antes, [Editado Doctoralia] Ao mencionar o ocorrido recebi a mensagem: “Sinto muito, espero que fique bem. “
Esperava mais empatia, principalmente por consultar a mais tempo.
Boa sorte!

Dr. Diego Librenza Garcia

Olá, Morgana. Essa mensagem foi enviada para o WhatsApp do consultório e portanto foi respondida pela secretária. Para que chegue a mim, é necessário especificar que a mensagem é para mim. De qualquer forma, o WhatsApp não é usado para avaliações e quaisquer questões de quadro clínico sempre deixo para discutir nas consultas. Faço todo o possível para que meus pacientes melhorem mas, infelizmente, psiquiatria não é uma ciência exata. Entretanto empatia é algo que está sempre presente nos meus atendimentos - lamento que não tenha sido essa a sua impressão. Fico à disposição e desejo-lhe tudo do melhor.


N
Local: Consulta online Primeira consulta Psiquiatria

O melhor psiquiatra que já consultei na minha vida, é nítido a propriedade e a bagagem de técnica que o Dr. Diego possui. Gostei muito e estou muito empolgado com o tratamento.


V
Perfil verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br
Local: Consulta online Terapia EMDR

Muitas transferências de horário, entendo mas me atrapalha.


M
Perfil verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br
Local: Consulta online Primeira consulta Psiquiatria

Tive uma ótima experiência. Foi muito atencioso para explicar o diagnóstico e para iniciar o tratamento. Conheci por indicação e super indico tambem!


E
Local: Consulta online Primeira consulta Psiquiatria

Perfeito, explica tudo em mínimos detalhes demonstrando muito conhecimento


B
Perfil verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br
Local: Consulta online Primeira consulta Psiquiatria

Otimo profissional, bem atencioso e bem explicativo.


S
Perfil verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br
Local: Consulta online Retorno de consultas Psiquiatria

Sou paciente desde 2020. E até agora conseguimos uma boa comunicação e resolução clara em relação a medicação indicada


S
Perfil verificado
Consulta marcada na doctoralia.com.br
Local: Consulta online Primeira consulta Psiquiatria

Gostei muito da abordagem do dr. Diego, trabalhar os traumas pra liberar as emoções através da EMDR.
A medicação não é o que vai ajudar e sim a terapia de liberação de traumas e a mudança de hábitos.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

24 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia

Olá, tenho uma dúvida simples.

É possível reverter tolerância medicamentosa?

Se você está falando de tolerância a medicações com potencial de dependência química, como no caso dos benzodiazepínicos (diazepam, clonazepam, alprazolam, etc), a retirada lenta e gradual da medicação, que diminui o risco ou a gravidade dos sintomas de abstinência é recomendada. Na minha opinião profissional, esta classe medicamentosa deve ser limitada ao uso por um curto período de tempo, salvo em casos selecionados, pois há opções mais seguras para o tratamento da ansiedade e da insônia.

Se você está falando do fenômeno que ocorre com algumas pessoas de antidepressivos pararem de fazer efeito após vários anos de uso, não há estudos definitivos a este respeito nem um mecanismo ainda bem definido, e a troca para outra medicação ou outra classe de medicação seria recomendada.

Por último, caso não se trate de benzodiazepínicos, mas outras classes como antidepressivos, antipsicóticos e reguladores de humor, é necessário avaliar com o seu psiquiatra se não está havendo uma piora dos sintomas, o que às vezes pode ser erroneamente percebido como perda de efeito da medicação - o ajuste da dose para cima pode voltar a controlar os sintomas.

Dr. Diego Librenza Garcia

Pergunta sobre Depressão

Existe algum antidepressivo que não causa perca de libido ou retardo na ejaculação?

Os tratamentos de primeira linha disponíveis sem este tipo de efeito colateral são a bupropiona, a agomelatina e a mirtazapina. Entretanto discutir o perfil de efeitos da medicação com seu psiquiatra é o recomendável. Sobre estes três medicamentos:

A bupropiona atua aumentando a disponibilidade de dopamina e noradrenalina no cérebro. Pode causar aumento de libido, diminuição de apetite, e também é considerada uma segunda linha para déficit de atenção, pois pode melhorar atenção/concentração.

A agomelatina é um antidepressivo que atua em receptores de melatonina (o hormônio do sono). Tem pouquíssimos efeitos colaterais e pode ter o benefício adicional de regular o ciclo do sono para alguns pacientes.

A mirtazapina, embora também seja primeira linha, pode ocasionar sonolência/sedação importante, inclusive no dia seguinte, e está associada a aumento de apetite e de peso de forma importante, portanto eu a reservo para casos selecionados.

Todas as demais medicações consideradas de primeira linha para o tratamento de depressão tem risco, maior ou menor, de ocasionais efeitos colaterais sexuais. Há opções entre medicações de segunda e terceira linhas sem este risco também, mas o recomendável seria tentar antes uma de primeira linha.

Dr. Diego Librenza Garcia

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Perguntas frequentes