Luciane Silveira Baratelli, Neurologista pediátrico Niterói

Dra. Luciane Silveira Baratelli

Neurologista pediátrico, Pediatra mais

Número de registro: CRM: 862550-RJ - RQE Nº: 19680 - RQE Nº: 20596
3 opiniões

Salvar


Não descuide da sua saúde

Escolha a consulta online para iniciar ou continuar o seu tratamento sem sair de casa. Se precisar, você também pode marcar uma consulta no consultório.

Mostrar especialistas Como funciona?

Consultório

Rua Miguel de Frias, 150 Sala 711, Niterói
Consultório particular

Este especialista não oferece agendamento online neste endereço

Este especialista não fornece todas as informações que você precisa?

Mostrar outros neurologistas infantis perto de mim

Experiência

Sobre mim

Neurologista pediatra, realiza atendimento médico ambulatorial e em paciente internados, do nascimento aos 18 anos.


Experiência em:

  • Neurologia Pediátrica

Tratar condições médicas

  • Epilepsia
  • Cefaléia (dor de cabeça)
  • Convulsões
Mostrar mais doenças

Serviços e preços

Os preços são para pacientes sem convênio médico

Serviços populares

Primeira consulta Pediatria


Rua Miguel de Frias, 150 Sala 711, Niterói

Consultório particular

Outros serviços

Primeira consulta Neurologia


Rua Miguel de Frias, 150 Sala 711, Niterói

Consultório particular

Opiniões dos pacientes

5

Classificação geral
3 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Clínicas e hospitais
P
Paciente verificado
Local: Consultório particular Autismo

Pontos positivos
Médica muito atenciosa, paciente. Esclareceu minhas dúvidas e explicou exatamente o que estava acontecendo com o meu filho. Fora o carinho que tem com ele que não tem preço.


P
Paciente verificado
Local: Consultório particular Crise convulsiva

Pontos positivos
Quando meu filho teve a primeira crise convulsiva fiquei muito nervosa, tive medo de perde-lo. A dra Luciane me acolheu, ouviu meus medos e tirou todas as minhas dúvidas sobre a doença. Começamos um tratamento e hoje ele está sem crises.

Pontos de melhoria
Não aceita nenhum plano. Mas a consulta compensa cada centavo gasto.


P
Paciente verificado
Local: Consultório particular Consulta do filho

Pontos positivos
Profissional muito competente, acertou no diagnóstico do meu filho.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

5 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Convulsões

    Meu filho operou aos 4 meses um Astrocitoma Anaplásico grau III, depois fez quimioterapia endovenosa por 2 anos ,começou a ter convulsões desde então , mas sua última convulsão(17 anos) não teve alteração motora, só me olhava fixamente, como se não estivesse aqui? por que ela mudou?

    As crises convulsivas são causadas por uma descarga elétrica exacerbada. Elas podem se manifestar de diversas maneiras, de acordo com a região do cérebro afetada. É comum que um paciente com epilepsia apresente mais de um tipo de crise e isso pode ocorrer por diversos fatores, como pela progressão natural da doença ou pelo tratamento abortivo estar sendo parcialmente eficaz (as vezes o medicamento diminui a intensidade das crises mas não consegue pará-la totalmente).

    Não tenho como dar uma resposta definitiva para sua questão apenas pelos dados que você forneceu. O ideal é que filho marque uma consulta com o médico que o acompanha para que seja reavaliado e caso necessário realize novos exames e faça um ajuste das suas medicações.

    Dra. Luciane Silveira Baratelli

  • Pergunta sobre Convulsões Febris

    Qual o tratamento adequado para convulsão febril?

    A grande maioria das crises convulsivas febris não necessitam de tratamento específico, pois são eventos benignos, que não causam sequelas e que tendem a remitir conforme a criança cresce. O uso de antitérmicos não evita uma nova crise, portanto, a febre deve ser manejada de maneira habitual, não havendo necessidade de medicar ao menor aumento de temperatura.

    Quando as crises são muito frequentes ou prolongadas ou ainda se há dúvida se as crises são realmente febris, é importante consultar um neurologista infantil, pois pode ser necessário o uso de alguma medicação controlada para evitar uma nova crise. Porém, raras são as vezes em que isso é necessário.

    Dra. Luciane Silveira Baratelli

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Neurologista pediatra, realiza atendimento médico ambulatorial e em paciente internados, do nascimento aos 18 anos.


Experiência em:

  • Neurologia Pediátrica

Tratar condições médicas

  • Epilepsia
  • Cefaléia (dor de cabeça)
  • Convulsões
Mostrar mais doenças

Pesquisas relacionadas