Marlone Cunha, Gastroenterologista Campinas

Dr. Marlone Cunha

Gastroenterologista, Hepatologista

Número de registro (ex. CRM, CRP, CRO): 126.444-SP/RQE42245 RQE422451
6 opiniões

Experiência

Sobre mim

Gastroenterologista e Hepatologista com Mestrado em Ciências (Área: Clínica Médica) pela UNICAMP. Médico da Disciplina de Gastroenterologia da Faculd...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Hepatologia
  • Doença Celíaca
  • Gastroenterologia Adulto

Tratar condições médicas

  • Hepatite Tóxica
  • Hepatite C
  • Esteatose hepática
Mostrar mais doenças

Formação

  • Mestre em Ciências - UNICAMP 2016
  • Residência em Hepatologia Clínica - USP 2009
  • Residência em Gastroenterologia Clínica - UNICAMP 2008
Veja mais


Vídeos


Idiomas

Inglês, Português

Serviços e preços

Serviços populares

Consulta Gastroenterologia


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève

Outros serviços

Biopsia do figado por aspiração ou punção


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Drenagem Percutânea Guiada Por USG/RX


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Tratamento de alergia alimentar


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Tratamento de colestase hepática


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Tratamento de doenças do figado


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Tratamento de hepatite B e C


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Tratamento de hepatites


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Ultrassonografia com Doppler Colorido de Abdome


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève


Ultrassonografia Vias Biliares


Rua Dr. Emilio Ribas, 1058 (casa), Campinas

Preço não relatado

Clínica Salève

Opiniões dos pacientes

5

Classificação geral
6 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Clínicas e hospitais
A
Paciente verificado
Local: Clínica Salève Consulta Gastroenterologia

Um médico maravilhoso, super prestativo, cuida de cada detalhe, sempre tira duvidas quando preciso, não tenho o que reclamar!! Indico milhares de vezes se for necessário porque é muito bom!


L
Paciente verificado
Local: Clínica Salève Consulta Gastroenterologia

Excelente médico!
Não tem o que reclamar, Dr. Marlone super competente consulta detalhada e sem pressa.

Dr. Marlone Cunha

Que bom! Fico feliz pelo feedback. Aguardo você no retorno. Abraço!


A
Paciente verificado
Local: Clínica Salève Doença hepática

Pontos positivos
Se hoje estou curada da hepatite devo isso a esse ser humano maravilhoso, um anjo da guarda minha vida chamado DR MARLONE CUNHA.. gratidão eterna por você!! Amo te

Pontos de melhoria
O mundo ter mais pessoas como dr Marlone

Dr. Marlone Cunha

Fico muito feliz!! Pena que a mensagem não é identificada então não fico sabendo quem escreveu. Obrigado pelas palavras! Abraço!


P
Local: Clínica Salève Doença hepática

Pontos positivos
Dr Marlone é um excelente profissional . Alia grande experiência e competência técnica, a uma postura ética e humana . Transmite segurança, respeito e acolhimento.

Dr. Marlone Cunha

Obrigado pelas palavras e pela credibilidade! Fico muito feliz com esse retorno.Abraço


P
Paciente verificado
Diverticulectomia Dos Intestinos

Pontos positivos
Da força e coragem que um profissional jovem como este avalia seus pacientes como seres humanos não numeros, se vc usar o SUS ele é o profissional pq. qdo te olha ve sua dor embora, eu o recomendo para todos, pq, sei que ele ama o que faz.
Figado é sua paixão!

Pontos de melhoria
Se tiver mais como ele contrate!! E divulguem, ele é 10..

Dr. Marlone Cunha

Obrigado pelas palavras. Fígado é realmente minha paixão.


P

Dr:Marlone Cunha melhor médico que conheci em toda minha vida obrigada por tudo.Sinta-se abraçado,abraço cura magoa,tristeza ou sofrimentos e leva embora qualquer angustia,solidão ou problemas beijo.se cuida.RECOMENDO ESSE MÉDICO POR SER UM HOMEM HUMANO E EXCELENTE PROFISSIONAL

Dr. Marlone Cunha

Obrigado pelas palavras. Faço medicina com amor e dedicação. Abraço.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas respondidas

516 dúvidas de pacientes respondidas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Cálculos na vesícula biliar

    Tenho pedra na vesícula posso comer empadinha de frango?

    Alimentos gordurosos geralmente vão causar sintomas de dor e distensão abdominal em pacientes com pedras na vesícula. O tratamento é cirúrgico, embora não seja estritamente necessário para todos os pacientes. Sugiro que procure um cirurgião do aparelho digestivo. Abraço.

    Dr. Marlone Cunha

  • Pergunta sobre Annita

    Fazem 5 dias que terminei o tratamento com Anitta (500 mg) e ainda estou com diarreia, cólicas e agora princípio de febre. Isto é normal? Quanto deve durar esses sintomas ainda? Obrigado

    A nitazoxanida tem muitos efeitos colaterais, inclusive cólicas e diarreia. Febre não é uma reação esperada.
    Pode ser que o que esteja sentindo não tenha relação com a medicação.
    É preciso agendar uma consulta com um gastroenterologista clínico para fazer uma investigação detalhada.

    Dr. Marlone Cunha

Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Gastroenterologista e Hepatologista com Mestrado em Ciências (Área: Clínica Médica) pela UNICAMP. Médico da Disciplina de Gastroenterologia da Faculd...

Mostrar a descrição completa

Experiência em:

  • Hepatologia
  • Doença Celíaca
  • Gastroenterologia Adulto

Tratar condições médicas

  • Hepatite Tóxica
  • Hepatite C
  • Esteatose hepática
Mostrar mais doenças

Formação

  • Mestre em Ciências - UNICAMP 2016
  • Residência em Hepatologia Clínica - USP 2009
  • Residência em Gastroenterologia Clínica - UNICAMP 2008
Veja mais

Experiências profissionais

  • Atuou de 2010 a 2013 como médico Gastroenterologista e Hepatologista no Hospital de Aeronáutica de São Paulo, saindo com posto de Primeiro Tenente
  • Atuou de 2010 a 2013 como médico Hepatologista no Departamento de Gastroenterologia e no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Certificados



Vídeos


Idiomas

Inglês, Português

Prêmios

  • Título de Especialista em Hepatologia (Sociedade Brasileira de Hepatologia) 2019
  • Título de Especialista em Gastroenterologia (Federação Brasileira de Gastroenterologia) 2010
  • Diploma de Honra ao Mérito - Olimpíada Brasileira de Química 1998
Veja mais

Redes sociais


Artigos

Hepatite Tóxica

O fígado é um órgão bastante vulnerável às substâncias tóxicas que ingerimos. A lesão hepática induzida por drogas (do inglês DILI) tem sido cada vez mais frequente devido ao aumento da ingestão de substâncias exógenas, como suplementos, medicamentos (principalmente analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos), além de anabolizantes, fitoterápicos / produtos herbals e muitos chás, comumente entendidos pela população como “não nocivos”. O Gastro/Hepatologista é o profissional com maior habilidade para orientar o paciente quanto a esse riscos.


Doença celíaca

A doença celíaca é uma condição autoimune relacionada à intolerância ao glúten, podendo causar inflamação na mucosa do intestino e alterações na absorção dos nutrientes. Afeta cerca de 1% da população, discretamente mais frequente no gênero feminino e na raça branca. Apesar dos sintomas clássicos de diarreia gordurosa, perda de peso, desnutrição e atraso no crescimento, a maioria dos pacientes são poucos sintomáticos, sendo vistos anemia sem causa aparente, alterações na menstruação, dificuldade de engravidar, osteoporose e osteopenia com fraturas, fraqueza nos dentes, dor e distensão abdominal. O tratamento consiste na retirada do glúten da dieta, com bons resultados.


Infecções Por Helicobacter

Mais da metade da população brasileira está infectada pelo Helicobacter pylori e a transmissão ocorre principalmente por via fecal-oral, ou seja, por alimentos contaminados. Alguns pacientes apresentam sintomas, usualmente dor e distensão na parte superior do abdome, além de náuseas e até vômitos. Na endoscopia as alterações mais características são a gastrite e as úlceras pépticas. Algumas cepas da bactéria possuem um potencial de indução de câncer gástrico. Uma vez diagnosticada a infecção, a conduta mais prudente é tratar e o sucesso terapêutico é superior a 80%.


Tratamento de doenças do figado

O paciente com doença hepática crônica muitas vezes é ma visto pela população, porque é associado a uma pessoa que bebeu a vida inteira. O álcool é apenas uma das causas de cirrose hepática. Esse paciente precisa de tratamento, pois a doença pode ser grave, mas precisa fundamentalmente de uma boa relação com o médico, que escute, examine, oriente, tenha contato com os familiares e explique de forma clara sobre os riscos que o paciente tem. Principalmente aquele que tem de fato doença pelo álcool, pois a bebida não entrou na vida dele e causou dependência porque ele quis. Todos os fatores psicológicos, biológicos e sociais devem ser abordados na consulta, que deve ser completa e elucidativa.


Esteatose hepática

Esteatose hepática é uma condição comum no Brasil e no mundo e não deve ser subvalorizada. Muitos médicos até hoje dizem: "isso é só uma gordurinha no fígado, todo mundo tem, não precisa fazer tratamento". Essa informação está em parte errada. É sim uma gordura no fígado, é muito comum, mas precisa de MUITA atenção, pois cerca de 30% dos pacientes podem evoluir para cirrose hepática ao longo da vida. Identificar e tratar esses pacientes é papel do gastro/hepatologista, que é o profissional mais qualificado para esta condição. Existe tratamento sim! Não subestime esse diagnóstico.


Carcinoma Hepatocelular

O carcinoma hepatocelular é o tumor primário mais comum do fígado e tem íntima relação com a presença de cirrose hepática. É uma lesão grave, porém se rastreada e diagnosticada precocemente, podemos proporcionar ao paciente tratamento curativo, principalmente com ressecção cirúrgica ou transplante de fígado. Todo paciente com cirrose hepática deve realizar ultrassonografia de rastreamento a cada seis meses. Não deixe de seguir com o gastro/hepatologista.

Veja todos os artigos

Pesquisas relacionadas