Como é o feito tratamento da colelitiase?
Nos doentes sintomáticos, o tratamento de eleição é a colecistectomia videolaparoscópica. Além da estética possui como principal vantagem a menor dor pós-operatória e retorno mais precoce ao trabalho. Porém outros fatores devem ser levados em conta na decisão
cirúrgica como a idade, condição clínica, doenças associadas, entre outros, podendo então pacientes não candidatos a cirurgia serem acompanhados e tentado o tratamento clínico; mesmo com a baixa taxa de resolução.

Dr. Nemer Hajar
Dr. Nemer Hajar
Cirurgião do aparelho digestivo, Cirurgião geral
Curitiba
Apesar de existir um tratamento clínico para a colelitíase (pedra na vesícula biliar), a indicação cirúrgica hoje é a mais indicada se as condições clínicas do paciente forem satisfatórias, visto que os riscos cirúrgicos com o advento da cirurgia videolaparoscópica são muito baixos.

Dr. Paulo Eduardo Nunes Campelo
Dr. Paulo Eduardo Nunes Campelo
Cirurgião do aparelho digestivo
Fortaleza
O tratamento da colelitíase (pedra na vesícula) é a cirurgia para retirada da vesícula biliar (colecistectomia). Procedimento realizado por videolaparoscopia (pequenas incisões), com taxas de complicação inferiores a 0,5%, e tratamento definitivo da formação de cálculos vesiculares e seus sintomas.

Especialistas em Colelitíase

Rommel De Sousa Carneiro

Rommel De Sousa Carneiro

Cirurgião geral

Alfenas

Valdinaldo Aragão de Melo

Valdinaldo Aragão de Melo

Cirurgião geral

Aracaju

Marcelo Lucio de Lima

Marcelo Lucio de Lima

Cirurgião geral, Coloproctologista, Gastroenterologista

São José do Rio Preto

Marcos Tulio De Souza

Marcos Tulio De Souza

Cirurgião geral, Coloproctologista

Rio de Janeiro

Higino Felipe Figueiredo

Higino Felipe Figueiredo

Cirurgião oncológico, Cirurgião geral

Manaus

José Bento Pereira Santos Filho

José Bento Pereira Santos Filho

Cirurgião geral, Coloproctologista

Rio de Janeiro

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 37 perguntas sobre Colelitíase

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.