Existe algum transtorno cognitivo que prejudica somente uma determinada função cerebral? Por exemplo, prejudica apenas o julgamento da pessoa em relação ao caráter das outras pessoas e em relação aos acontecimentos?
 Tatiana Corinaldesi
Tatiana Corinaldesi
Psicólogo
Cotia
Levando em consideração que a cognição envolve funções como percepção, atenção entre outras, temos que observar outros comportamentos. Dependendo do comprometimento que este julgamento faz no convívio social, por exemplo, se esta pessoa tem um julgamento do qual impossibilita a sua convivência social, pode ser caracterizado patológico. É necessário uma avaliação psicológica.

 Laís Beringhs Baroni
Laís Beringhs Baroni
Psicólogo
São Paulo
As funções cerebrais não estão isoladas e sim, conectadas entre si, tanto no que se refere á função quanto estrutura.
Se uma pessoa apresenta alterações no julgamento moral, provavelmente ela terá alguma outra alteração cognitiva, no entanto, as pessoas diferem entre si; por isso cabe uma avaliação neuropsicológica para esclarecer o caso.

Dr. Sandro César Silvério da Costa
Dr. Sandro César Silvério da Costa
Psicanalista, Psicólogo
Belo Horizonte
A cognição envolve várias funções corticais superiores como atenção, memória, percepção, sensação, entre outras. Quando há algum distúrbio cognitivo de causa neurológica como as demências vascular, alzheimer, etc a personalidade sofre alterações quantitativas e qualitativas porque vários centros cerebrais encontram- de comprometidos. No alzheimer o reconhecimento dos familiares e a conduta agressiva são comuns.

Definitivamente, no cérebro não temos como entender uma disfunção isolada de todas as outras funções cognitivas.
A inter-relação entre as áreas está constantemente presente nos diversos processos cerebrais.
Quando há problemas cognitivos deve-se fazer a avaliação neuropsicológica para poder ver possíveis comprometimentos e assim determinar o processo de reabilitação das dificuldades da pessoa. Neste processo é muito importante a participação dos familiares cuidadores. Coloco-me a disposição. Abraços.

Dra. Lysianne Moura da Frota
Dra. Lysianne Moura da Frota
Psicanalista, Psicólogo
A sua questão precisaria ser melhor avaliada. Sugiro que tire sua dúvida de forma mais concreta. Ou seja, procurando por exemplo uma avaliação neuropsicológica. Sucesso!

 Margarete Klein
Margarete Klein
Psicólogo
Campinas
Há necessidade de uma investigação mais detalhada. Precisa-se verificar como essa "disfunção" se expressa, sua frequência, em quais situações, quais os prejuízos, desde quando isso ocorre, qual a idade da pessoa, entre tantas outras questões. Pode sugerir uma questão psicológica a ser trabalhada. Porém, déficits atencionais, de percepção e de funções executivas (como as envolvidas com o raciocínio, análise e solução de problemas, tomada de decisões) podem comprometer este julgamento e, em alguns casos, podem ser apenas um dos sintomas relacionados a algum quadro neurológico ou psiquiátrico. Uma avaliação neuropsicológica é importante neste caso.

Dr. Sebastião Nascimento
Dr. Sebastião Nascimento
Psicólogo, Sexólogo
Manaus
De acordo com a CID-10 e DSM-5, os dez tipos de transtornos de personalidade sempre são acompanhando de alguns critérios. Normalmente algumas comorbidades são bem parecidas, o que muitas vezes dificulta um diagnostico mais preciso.Exemplo: Transtorno Borderline e Bipolar, tem algumas características bem próximas.

 Renata Alves Paes
Renata Alves Paes
Psicólogo
Rio de Janeiro
Problemas cognitivos estão relacionados a funções cognitivas como atenção, memória, linguagem, funções executivas e etc. Não existe uma patologia exatamente como foi descrita e sim processos degenerativos do cérebro como síndrome demencial onde o indivíduo fica com dificuldade não apenas em analisar o comportamento do outro como seu próprio comportamento. A noção de metacognição está afetada, ou seja, capacidade de julgamento e discernimento. Quanto o problema é cognitivo é necessário realizar uma avaliação neuropsicológica e identificar se parte de um quadro neurológico ou psiquiátrico é assim seguir para o processo de reabilitação neuropsicológica.

Olá, primeiro precisamos compreender que aspecto cognitivo foi afetado; depois qual área do cérebro foi atingida; depois qual a relação deste dois aspectos da doença com a dificuldade que este paciente tem nas suas relações interpessoais e na sua conduta.

Especialistas em Transtornos cognitivos

Flavia Mendes  Ribeiro

Flavia Mendes Ribeiro

Fonoaudiólogo

Niterói

Elisângela Carvalho

Elisângela Carvalho

Terapeuta complementar

Lauro de Freitas

Letícia Aparecida Batista

Letícia Aparecida Batista

Psicólogo

Vinhedo

Milenna Rosa Silva

Milenna Rosa Silva

Psicólogo

São José dos Campos

Poliana Peters

Poliana Peters

Psicólogo, Terapeuta complementar

Niterói

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 3 perguntas sobre Transtornos cognitivos

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.