Meu pai tem 27% do coração bombeando, já teve três infartos e dois derrames, agora foi diagnósticado arteriosclerose em membros inferiores, mas não indicaram cirurgia devido a cardiomegalia, a medicação prescrita até agora não tem efeito e muitas dores ele tem. Qual o procedimento
o a ser feito?
Dr. Rodrigo Ribeiro de Souza
Dr. Rodrigo Ribeiro de Souza
Cirurgião cardiovascular
Goiânia
Se o tratamento medicamentoso não está surtindo efeito, o tratamento cirúrgico está indicado buscando aliviar a dor e grantir qualidade de vida de seu pai. O risco aumentado não impede o procedimento, somente exige maiores cuidados na realização do mesmo e no pós-operatório. Estou a disposição.

Dra. Deborah Pereira Prado
Dra. Deborah Pereira Prado
Cardiologista, Médico clínico geral
Belo Horizonte
Bom dia,

Seu pai realmente é um paciente que possue risco aumentado para qualquer tipo de procedimento cirúrgico especialmente pelo fato de ser portador de arteriosclerose grave, já com acometimento de vários sítios. Deve-se inicialmente manter o tratamento clínico otimizado e avaliar inicio de rehabilitação cardiovascular, onde é feita uma fisioterapia adequada para melhora de sintomas, assim como de capacidade funcional. Apenas em casos de refratariedade deve-se reavaliar a indicação cirúrgica. No entanto tal quadro tem que ser avaliado de perto por um cardiologista e por um cirurgião vascular para definição melhor do quadro.

Realmente, um paciente com doença cardíaca severa, como é o caso de seu pai, tem o risco cirúrgico mais elevado, o que não implica necessariamente que o risco seja proibitivo. A eventual indicação cirúrgica vai depender do procedimento mais adequado ao caso, na dependência da extensão e da localização das obstruções ou estreitamentos arteriais do paciente. Procedimentos per-cutâneos (angioplastia e implante de stents intra vasculares) têm risco relativamente menor. Cabe ainda considerar tratamentos não cirúrgicos, como reabilitação cardio-vascular e tratamento medicamentoso, este último sempre necessário, mesmo em casos cirúrgicos. Deixar de fumar é essencial.

Especialistas em Aterosclerose

Gabriel Romao Borges Piau

Gabriel Romao Borges Piau

Cardiologista

Brasília

Sergio Ricardo Carvalho Costa

Sergio Ricardo Carvalho Costa

Generalista

Rio de Janeiro

Andre Devecchi

Andre Devecchi

Cardiologista

Águas Claras

Elder Gil

Elder Gil

Cardiologista

Salgueiro

Andre Pires Antunes

Andre Pires Antunes

Cardiologista

Montes Claros

Cartlos Eduardo Vilhena Favaro

Cartlos Eduardo Vilhena Favaro

Cardiologista

Santo André

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 6 perguntas sobre Aterosclerose

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.