Minha irmã sofre de esquizofrenia e toma ORAP há 20 anos. Foi a única medicação que conteve seus delírios. Agora o laboratório vai descontinuar a sua fabricação. Haverá medicamento que o substitua tão bem? Obrigada
Dr. Rafael Gonçalves Lima
Dr. Rafael Gonçalves Lima
Psiquiatra
Curvelo
Olá bom dia, sempre é complicado quando os pacientes tem boa resposta às medicações e elas são descontinuadas, mas sim, existem diversas outras medicações, inclusive mais novas, que substitua o Orap. Recentemente alguns pacientes relataram ter encontrado novamente esta medicação nas farmácias apesar de um comunicado do fabricante da descontinuação. Por via das dúvidas se realmente não for mais fabricado existem outras alternativas.

Especialistas em Orap

Ana Carolina Seiler Mendes

Ana Carolina Seiler Mendes

Psiquiatra

São Paulo

Adna de Moura Fereli Reis

Adna de Moura Fereli Reis

Psiquiatra

Londrina

Simone Pinto DiMeglio

Simone Pinto DiMeglio

Psiquiatra

Varginha

Luis Falivene Roberto Alves

Luis Falivene Roberto Alves

Psiquiatra

Campinas

Tiago Lenz De Brum

Tiago Lenz De Brum

Psiquiatra

Concórdia

Marcelo Gomes Telles

Marcelo Gomes Telles

Psiquiatra

Belo Horizonte

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 38 perguntas sobre Orap

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.