Radiofrequência é indicada para dores crónicas no nervo trigémeo facial?

1 respostas
Radiofrequência é indicada para dores crónicas no nervo trigémeo facial?
Pode sim ser usada. Para escolher a melhor opção de tratamento você precisa de avaliação com neurologista.

Tire todas as dúvidas durante a consulta online

Se precisar de aconselhamento de um especialista, marque uma consulta online. Você terá todas as respostas sem sair de casa.

Mostrar especialistas Como funciona?

Especialistas

Luiz Henrique Sandon

Luiz Henrique Sandon

Neurocirurgião

São José dos Campos

Agendar uma visita
Henrique Lira

Henrique Lira

Neurocirurgião

Brasília

Agendar uma visita
José Francisco Pereira Júnior

José Francisco Pereira Júnior

Neurocirurgião, Especialista em dor

São Paulo

Agendar uma visita
Arthur Pedro da Costa Ribeiro

Arthur Pedro da Costa Ribeiro

Neurocirurgião

São José dos Campos

Agendar uma visita

Perguntas relacionadas

Você quer enviar sua pergunta?

Nossos especialistas responderam a 122 perguntas sobre Rizotomia percutânea por radio frequência
  • A sua pergunta será publicada de forma anônima.
  • Faça uma pergunta de saúde clara, objetiva seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um profissional de saúde específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico/especialista ou provedor de saúde da sua região.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos, nem pedidos de segunda opinião.
  • Por uma questão de saúde, quantidades e doses de medicamentos não serão publicadas.

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.


Escolha a especialidade dos profissionais que podem responder sua dúvida
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.