Artroscopia cirurgica do joelho - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Qual é a articulação do joelho?

É o vinculador entre o osso do fêmur e da tíbia. O osso forma dois côndilos femoral convexo, coberto com cartilagem, que se articula com a platô tibial, duas superfícies ligeiramente côncava da tíbia, que também estão cobertas com cartilagem.

Os meniscos são estruturas de fibrocartilagem em uma semi lua-usado para aumentar a congruência articular, ou seja, para melhor ajuste do fêmur sobre a tíbia.

Há quatro ligamentos principais, duas plantas (ligamentos cruzados) e dois nas laterais (ligamentos colaterais). Sua função é estabilizar os movimentos do joelho impedindo-oa escorregar.

A patela é o osso em um círculo que está disposto na parte da frente do joelho. Serve para aumentar o poder dos músculos de forma que a perna se move com mais força.

O que é artroscopia do joelho?

É uma técnica cirúrgica que permite ver diretamente dentro da articulação do joelho e trabalhar dentro dela, sem abri-lo. Apenas pequenas incisões são realizadas ou cortes na pele, cerca de um centímetro cada um (por isso chamado a técnica mini-invasiva).

É considerada a melhor técnica possível para lesões meniscais, aderências, escrow, corpos livres e o aparecimento das lesões da cartilagem.

Como é artroscopia do joelho?

O médico, pode ver bem no interior da articulação e evitar manobras com lesões aos tecidos, cheio de pressão de soro estéril, o que torna o efeito de inflar um balão, permitindo lavagem contínua nas articulações eliminando resíduos de sangue, pedaços de tecido removidos, e assim por diante. Normalmente, o ganho de volume do joelho fica por várias horas ou mesmo dias. Este fenômeno é devido à lavagem persistente do soro dentro da cavidade articular.

O paciente é colocado de costas. Você não precisa de qualquer sistema que puxa o conjunto. Só precisa bloquear a posição da coxa e o cirurgião assistente move a perna, abrindo o espaço articular.

Nós introduzimos um tubo de metal com um sistema óptico que ilumina e amplia o interior da articulação, vemos a imagem em um monitor de televisão. Uma vez que você entrar, as incisões são feitas através de uma série de instrumentos como sondas, pinças e aparelhos motor, o que permitirá trabalhar no conjunto.

A anestesia utilizada é do tipo da coluna vertebral (paciente acordado, mas anestesiado da cintura para baixo). Alguns cirurgiões utilizam a anestesia local para nas incisões onde entram os instrumentos, mas o paciente geralmente fica mais desconfortável na intervenção e pode sentir dor no joelho em áreas não anestesiados. A anestesia geral é reservada para os casos resistentes a outros anestésicos.

Você pode usar um torniquete na coxa para evitar o sangramento do joelho durante a operação.

Apesar de um procedimento cirúrgico se exige as mesmas condições assépticas (infecção limpa e estéril para evitar) para se evitar outra operação, a internação é geralmente curta. Na maioria dos casos o paciente pode receber alta no mesmo dia, quando o efeito anestésico passor. Essas operações podem, portanto, ser realizadas no ambulatório.

O que faz artroscopia do joelho?

  • A aparência do líquido sinovial (líquido viscoso que lubrifica as articulações), que pode ser turvo, conter sangue ou corpos livres, geralmente da cartilagem. Líquido sinovial pode ser analisado ??para determinar sua composição.
  • A aparência da sinóvia (revestimento do saco dentro do líquido articular e produz sinovial). Em alguns casos, uma amostra (biópsia) para análise microscópica.
  • A cartilagem que reveste as superfícies articulares do fêmur, tíbia e patela. Palpados com um gancho especial para ver a consistência e a observada para os ferimentos.
  • Anel do menisco é observado e palpado com esse gancho.
  • O estado e resistência à palpação dos ligamentos cruzados. Há ligamentos colaterais.
  • A forma como a bola se move quando dobrar e esticar o joelho.

Quando é que a artroscopia do joelho é necessária?

Cada vez menos para diagnosticar, como os avanços em ultra-som, scanner artrografia, ressonância magnética e resolvê-lo com freqüência crescente.

No entanto, em caso de dúvida ou quando ele fornece uma importante intervenção no joelho pode ser realizado antes da artroscopia, o que irá confirmar o diagnóstico, excluir outras lesões e decidir o melhor tratamento possível, que às vezes também é artroscópica. Assim, no mesmo procedimento cirúrgico é diagnosticadoa e tratado.

Outro utilitário de diagnóstico é o de permitir biópsia sinovial em certas doenças.

As indicações de tratamento são:

  • Remoção de corpos estranhos ou soltos de cartilagem derivado de uma condromatose quebrada ou sinovial (formação de múltiplos nódulos de cartilagem na membrana sinovial, sendo capaz de uma gota no espaço comum).
  • Remoção de sutura meniscal.
  • Sinovectomia, ou seja, raspagem da membrana sinovial, infecções, doenças reumáticas específicas, doenças que causam depósitos na membrana sinovial (sinovite vilonodular pigmentada) ou condromatose sinovial.
  • Ulceração suavização da cartilagem.
  • Removendo dobras endurecidas da membrana sinovial, chamado caules, que pode causar dor, ao clicar, e até mesmo blocos.
  • Eliminação das aderências de cicatriz dentro da articulação, causada por uma operação anterior. É arthrolysis.
  • Em alguns problemas patelar requer corte uma banda chamada "jerk asa." Embora a artroscopia pode ser realizada utilizando os resultados com esta técnica, há controversias.
  • Em casos de joelho agudo para remover resíduos infecciosos e limpar o conjunto. Deve ser feito o mais rapidamente possível de forma mais eficaz parar a ação destrutiva do germe. É a única indicação para artroscopia de urgência. Como regra a cirurgia é agendada, ou seja, há um dia específico para fazê-lo.
  • A lavagem articular- Basta arrastar os resíduos e podem, em alguns casos controlar da dor articular.

Existem cirurgias mistas, isto é, que parte da operação pode ser realizada sob artroscopia:

  • Certas fraturas do planalto tibial (superfície articular da tíbia com o fêmur), em que eles afundam, o cirurgião coloca um impacto e uma ferramenta de gestão com a restauração artroscopia boa da superfície dos pratos.
  • A reconstrução do ligamento cruzado anterior: artroscopia para controlar a orientação de bons túneis ósseos onde vai os ligamentos novo e limpo espaço articular de forma a não obstruir a passagem.

Que cuidados são necessários após a prática artroscopia do joelho?

Eles são geralmente muito simples, pois é uma técnica minimamente invasiva. O único problema é o acidente vascular cerebral residual que dura por dias ou semanas (geralmente para a persistência do lavado da artroscopia e mais raramente pelo sangramento comum é a hemartrose). O derrame limita os movimentos do joelho, mas não dói muito menos que distender a articulação, o que exigirá fazer uma punção : picar a área e excesso de líquido é removido com uma seringa.

  • Coloque um curativo, o paciente pode retirar no dia seguinte para tomar banho, não há problema de pontos.
  • Desde o momento em que recupera a mobilidade das pernas é ensinado os exercícios paciente, força muscular e mobilidade do joelho.
  • Geralmente não requer medicação para a dor a não ser que haja uma úlcera profunda.
  • O frio na área é útil para a dor e reduz qualquer drenagem.
  • Os pontos (um ou dois por incisão) são removidos uma semana normalmente. É normal que as bordas da ferida abram mais tarde, mas muito superficial e necessitam somente de um anti-séptico ou fechar com band-aids.

Dependendo do diagnóstico e do tratamento realizado, pode ser prescrita a fisioterapia específica, variando o tempo de recuperação. O tempo em que você pode retornar ao esporte ou trabalho, depende da lesão: a partir de mês e meio a vários meses.

Que complicações pode causar?

Como qualquer cirurgia pode ter complicações, mas são raros. Têm sido descritos como segue:

  • Infecção no joelho: 3 em cada 10.000 pacientes operados.
  • Aspiração hemartrose, pode exigir muita tensão na articulação.
  • Síndrome compartimental: os músculos são envolvidos por uma casca dura chamado fáscia. Se o fornecimento de líquido para o conjunto é transferido para fora podem se acumular dentro destas fáscias e músculos comprimir e nervos, assim como a perna inchar e a pele ser lesada. Se o torniquete é mantido um longo tempo, a síndrome pode se desenvolver também. A síndrome compartimental é uma emergência cirúrgica.
  • Síndrome Algodistrófico: fenômenos de cura do corpo fora de controle e produzir uma doença típica de dor intensa, como "queima", com diminuição da mobilidade da descalcificação, articular grave dos ossos na área e atrofia muscular significativa. O fenômeno pode durar meses ou anos e o tratamento é baseado na administração de calcitonina e reabilitação específica.
  • Trombose venosa: imobilidade durante a cirurgia e as primeiras horas pois a duração de sangue paralisia anestésico pode estagnar nas veias da perna coágulos e forma, que por sua vez pode ser liberado e ir para o pulmão, causando um derrame. Como medida de precaução é administrado ao paciente uma dose de heparina de cálcio, que pode ser repetida se o paciente tem fatores de risco significativos.
  • Lesões nervosas: um ramo do nervo que transporta a sensação da pele pode ser prejudicado por fazer a incisão na pele. Muito mais raro é a lesão do nervo ciático, só se penetrar muito fundo para cortar o menisco ou limpar a área de um ligamento rompido ligamento.
  • O mesmo se aplica à artéria poplítea devido à sua proximidade com o nervo ciático.

O fenômeno da dor persistente após artroscopia

Geralmente devido a uma lesão na cartilagem que a artroscopia detecta, ou descompensação ocorre quando o menisco do joelho na ausência (geralmente externo). Em uma artroscopia branca, isto é, não se vê nenhum ferimento interarticular, a causa da dor está em outro lugar: em ligamentos colaterais em apoio pobres, quadril ou lesões da coluna, etc. Também pode ser devido a uma distrofia simpático-reflexa.

Uma efusão persistente após artroscopia indica

  • uma descompensação da cartilagem do joelho lesionado, ou um corpo livre, como a cartilagem do menisco em outras ou artroscopia estava escondido;
  • um processo inflamatório que continua a produzir fluido.

Especialistas em artroscopia cirurgica do joelho

Encontre um especialista em Artroscopia Cirurgica Do Joelho na sua cidade:
Alfredo Rowinski

Alfredo Rowinski

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita
Eduardo Vasconcelos de Freitas

Eduardo Vasconcelos de Freitas

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Fortaleza

Agendar uma visita
Bruno Caravaggi

Bruno Caravaggi

Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita
Claudio Henrique Ribeiro

Claudio Henrique Ribeiro

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita
Márcio Rogério Borges Silveira

Márcio Rogério Borges Silveira

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Brasília

Agendar uma visita
Andrier Farias de Andrade

Andrier Farias de Andrade

Ortopedista - traumatologista

João Pessoa

Agendar uma visita

Perguntas sobre Artroscopia cirurgica do joelho

Nossos especialistas responderam a 336 perguntas sobre Artroscopia cirurgica do joelho

Ola!
Perfeitamente normal.
Siga as orientacoes do seu médico e o protocolo fisioterápico que tudo dará certo!
Boa sorte!
1 respostas

Dr. Iberê Datti
Dr. Iberê Datti
Ortopedista - traumatologista
São Paulo
O ideal é que você se consulte com um profissional que possa descartar complicações pós-operatórias, as mais comuns que podem cursar com inchaço e vermelhidão são trombose e celulite.
1 respostas

Dr. Fabricio Roberto Severino
Dr. Fabricio Roberto Severino
Ortopedista - traumatologista
São Paulo
No pós operatório imediato, é comum que haja edema (inchaço) e leve dor na parte de trás do joelho e um pouco na perna. Porém, deve-se verificar a possibilidade de haver uma trombose venosa profunda…
2 respostas

Especialistas falam sobre Artroscopia Cirurgica Do Joelho

O que é a artroscopia de joelho? A artroscopia é um procedimento cirúrgico no qual a articulação é vista por dentro, usando uma pequena câmera. Artroscopia dá aos médicos uma visão clara do interior do joelho. Isso ajuda a diagnosticar e tratar problemas do joelho, como lesões meniscais, lesões da cartilagem, auxiliar em reconstruções ligamentares e muitas outras.

Conrado Cavalcanti Nogueira

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A artroscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo. Utilizam-se duas pequenas incisões (portais) no joelho. O joelho é distendido com soro fisiológico estéril para a visualização de todas as suas estruturas. O artroscópio, que é uma câmera de 4 mm de diâmetro com uma fonte de luz, permite a visualização dessas estruturas em um monitor de vídeo. Utilizamos instrumentos específicos, incluindo pequenas pinças e outros equipamentos, para tratar as lesões do joelho. As indicações mais comuns da artroscopia do joelho são as lesões dos meniscos, dos ligamentos, da cartilagem articular, a remoção de fragmentos soltos dentro do joelho (corpos livres) e o realinhamento da patela.

Marcelo Godoi Cavalheiro

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

São Paulo

Agendar uma visita

A cirurgia artroscópica permite que o cirurgião faça os procedimentos acompanhando por monitores de vídeo de altíssima definição. Todas as informações dos pacientes, as imagens dos exames ( radiografias, tomografias e ressonâncias magnéticas ) e diferentes ângulos dos procedimentos que estão sendo executados, garantindo assim maior precisão. A técnica artroscópica já existe há alguns anos, havendo uma constante evolução dos instrumentais e a alta qualidade das imagens de vídeo.

David Sadigursky

Ortopedista - traumatologista

Salvador

Agendar uma visita

A artroscopia do joelho é o termo utilizado para a cirurgia auxiliada por utilizando uma câmera para realizar procedimentos dentro do joelho. A utilização de uma câmera de vídeo permite que pequenas incisões possam ser utilizadas para a realização do procedimento cirúrgico. Pela técnica de artroscopia é possível tratar problemas de menisco, de cartilagem e de ligamentos (cruzados).

Ulbiramar Correia

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Goiânia

Agendar uma visita

A artroscopia é uma técnica moderna e avançada de cirurgia que é minimamente invasiva. Ao invés de grandes incisões, o cirurgião faz mini-incisões ao redor do joelho, normalmente apenas duas de 5 milímetros cada. Através de uma dessas incisões é introduzido o artroscópio ( instrumento óptico acoplado a uma câmera ), que transmite as imagens de dentro do joelho para monitores de vídeo de alta resolução. Pela outra incisão são introduzidos os instrumentos cirúrgicos artroscópicos para tratar as lesões intra-articulares. É um procedimento rápido, com pouca ou quase nenhuma dor, pouco tempo de internação, rápida recuperação e, consequentemente, rápido retorno às atividades cotidianas.

Adriano Karpstein

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Curitiba


Uma cirurgia que se faz de modo simples com anestesia nas costas, a chamada raqui. pode ser usada como forma de operar as lesoes de meniscos, cartilagens e ligamentos. a recuperacao e mais rapida e em muitos casos quando se opera pode ser dada alta no mesmo dia a depender da idade e do caso.

Michal Alexander Danin Kossobudzki

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Brasília

Agendar uma visita

Cirurgia artroscópica é um procedimento cirúrgico que é comumente realizado para diagnosticar e tratar problemas dentro da articulação. Usando câmeras de alta tecnologia, o cirurgião ortopédico insere um pequeno instrumento, chamado artroscópio, na articulação. O artroscópio contém uma fonte de luz de fibra óptica e uma pequena câmera que permitem ao cirurgião ver a articulação em um monitor de televisão e diagnosticar o problema, determinar a extensão da lesão e fazer os reparos necessários.

João Bourbon De Albuquerque Ii

Ortopedista - traumatologista

Aracaju


A recuperação da artroscopia é rápida, pois as cicatrizes são muito pequenas, o sangramento é mínimo e é praticamente indolor. As complicações são pouco freqüentes. Geralmente o paciente não fica internado após a cirurgia, porem cada caso é um caso. Podem aparecer hematomas perto da incisão, que geralmente desaparecem após 02 semanas. O paciente deve manter a perna elevada nos dias logo após a cirurgia para evitar o edema, aplicar gelo na articulação 04 vezes ao dia, andar com 02 muletas, fazer a fisioterapia e tomar as medicações prescritas conforme orientação medica. Normalmente, poderá realizar a maior parte das atividades físicas que esta acostumado em 06 ou 08 semanas.

Pedro Gouveia Bastos

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Salvador


A artroscopia é um procedimento minimamente invasivo, onde o cirurgião consegue visualizar toda a articulação e estruturas no interior do joelho através de um monitor de vídeo. Para isso, são feitos dois pequenos furos na face anterior do joelho, por onde entra uma micro câmera e os instrumentos necessários para o tratamento cirúrgico da patologia. Lesões do menisco, lesões na cartilagem e corpo livre articular, são exemplos de patologias que podem ser tratadas por via artroscópica.

Luis Edmundo Oliveira Rodrigues

Ortopedista - traumatologista

Nova Iguaçu


Tratamento minimamente invasivo (artroscopia) para abordagem de lesões de ligamentos, meniscos e/ou cartilagens, seguindo protocolos e metodologia sempre atualizados. Experiência em abordagem de atletas de alta demanda..

Sérgio Freire

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Nova Lima

Agendar uma visita

Cirurgia minimamente invasiva, realizada através de vídeo utilizada no tratamento de diversas patologias do joelho, entre elas: lesões meniscais, ligamentares e de cartilagem.

Rafael Mançãno

Ortopedista - traumatologista

Rio de Janeiro

Agendar uma visita

A artroscopia de joelho é uma forma de cirurgia para corrigir alguma alteração da articulação ou para se atingir um diagnóstico preciso complementando exames como a ressonância magnética do joelho. Muitas vezes, a artroscopia no joelho serve para corrigir uma ruptura do menisco, retirar fragmentos de cartilagem surgidos por uma eventual lesão da mesma ou reconstruir ligamentos, como o ligamento cruzado anterior. É um procedimento pouco invasivo sendo realizados pequenos "portais artroscópico" (2 ou 3 pequenos orifícios no joelho) por onde passam uma microcâmera (para a visualização interna do joelho) e outros delicados materiais necessários para a cirurgia específica.

Guilherme Barbosa Moreira

Médico do esporte, Ortopedista - traumatologista

Belo Horizonte

Agendar uma visita

A artroscopia é um procedimento cirúrgico que através de um equipamento chamado "artroscópio" que é uma haste fina e com uma câmera na ponta possibilita o médico olhar diretamente para a parte interna das articulações. Este método pode ser usado tanto para diagnóstico, quanto para correção das lesões intra-articulares, como: ligamentos, meniscos, cartilagens, entre outras.

Klinger Luciani Lucena Monteiro

Ortopedista - traumatologista

Juazeiro Do Norte

Agendar uma visita

As lesões do menisco podem ocorrer quando o joelho em posição flexionada ou parcialmente flexionada é submetido a uma força rotacional de grande magnitude, fazendo com que o menisco seja comprimido entre o fêmur e a tíbia, levando à lesão. As rupturas são mais freqüentes em pacientes jovens e relacionadas a episódios traumáticos; porém, em pacientes com idade mais avançada, as lesões podem ocorrer em pequenos movimentos torcionais durante a realização de atividades diárias.

Thales Grôppo

Ortopedista - traumatologista

Juiz de Fora

Quais profissionais realizam Artroscopia cirurgica do joelho?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.