Cauterização de verrugas do hpv - Informações, especialistas e perguntas frequentes

Especialistas em cauterização de verrugas do hpv

Encontre um especialista em Cauterização de verrugas do HPV na sua cidade:

Perguntas sobre Cauterização de verrugas do hpv

Nossos especialistas responderam a 146 perguntas sobre Cauterização de verrugas do hpv

Dr. Victor Hugo Senra Victor
Dr. Victor Hugo Senra Victor
Urologista
Rio de Janeiro
Depois que os ferimentos estiverem cicatrizados. O ideal é passar por uma consulta de revisão médica primeiro.
1 respostas

Dra. Carmem Helena Snel Wehmuth
Dra. Carmem Helena Snel Wehmuth
Ginecologista
Novo Hamburgo
Olá. Sim é normal, pois a cauterização é uma forma de tratar com queimadura química e portanto, há lesão superficial e os lábios que são delicados, podem inchar. Use roupas leves, ventile-se…
1 respostas

Isso pode acontecer. Procure um urologista para avaliar necessidade de nova cauterização. abraço
2 respostas

Especialistas falam sobre Cauterização de verrugas do HPV

A infecção pelo HPV é hoje a DST mais comum no consultório. A contaminação pode ficar incubada por até 6 anos, e as lesões podem surgir mesmo com o uso de preservativo. A cauterização é uma terapia para tratar lesões com o uso de anestesia local, sem o risco de afetar regiões do pênis que não precisam ser tratadas, oque acontece com frequência nos pacientes que usam pomadas e loções com a finalidade de queimar as verrugas. Rápida e praticamente indolor, o paciente volta as atividades normais precocemente.

É a retirada ou destruição das verrugas causadas pelo vírus do HPV (papiloma vírus humano). Pode ser feito com um produto químico (ácidos), por crioablação (congelamento), por eletrocauterização (aparelho eletrocautério) ou ressecção com bisturi (cirúrgia). Pode ser necessário mais de uma sessão para retirada total das lesões.

Guilherme Salati Stangarlin

Urologista

Campo Grande


A cauterização de verrugas genitais por HPV pode ser realizado através de Cauterização com Bisturi Elétrico (convencional) ou Crioterapia (Nitrogênio Líquido). O Procedimento de Crioterapia é menos invasivo, quase indolor, e de recuperação mais rápida, com eficácia próxima de 100% em uma única sessão, mas é indicado em verrugas não muito grandes e não muito extensas. Já a Cauterização com bisturi elétrico é indicada para casos em verrugas mais extensas e maiores, com necessidade de anestesia local ou regional.

Tulio Leandro De Oliveira

Urologista

Santa Cruz Do Capibaribe

Agendar uma visita

O tratamento das verrugas de HPV com laser na vulva são para lesões benignas até malignas. Tem como vantagem em ser um tratamento conservador permitindo resultados cosmético, estético e funcional excepcionais. Realizamos este tratamento o em ambiente ambulatorial na nossa clínica com mínimo desconforto à paciente sob anestesia tópica e local sem nenhuma dor.

Fabio Leal

Ginecologista

Vitória

Agendar uma visita

Verrugas são uma das formais mais comuns de manifestação da infecção pelo HPV. O tratamento está indicado para alívio de sintomas (ex: coceira, desconforto local, dano psicológico com a presença das verrugas, etc). As principais formas de tratamento são: - cauterização (destruição da lesão) com ácido ou corrente elétrica - aplicação de medicamentos locais (ex: podofilina, interferon, imiquimod) - retirada cirúrgica com anestesia O melhor método de tratamento deve ser avaliado em consulta médica, levando em conta vários pontos como: resultados de tratamentos prévios, tamanho e localização das lesões, etc. Não se esqueça de esclarecer todas as suas dúvidas sobre HPV e DSTs na consulta.

Paula Guastaferro Magalhães

Ginecologista

Belo Horizonte


HPV (Vírus do Papiloma Humano) é a mais comum das doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Muitas pessoas com HPV não desenvolvem sintomas, mas ainda podem afetar os outros pelo contato sexual. Os sintomas podem incluir verrugas nas genitais e na pele das regiões próximas. A principal complicação é o câncer ginecológico. Não há cura para este vírus, entretanto existem protocolos para desaparecimento do vírus como o uso da Vacina e a suplementacao com zinco. É recomendado que homens e mulheres tomem a vacina que previne as variedades de HPV. O uso da camisinha é uma proteção importante para evitar a transmissão do vírus e não deve ser esquecida.

Marcelo Ponte

Ginecologista

São Paulo


A eletrocauterização de verrugas genitais é uma das formas mais eficaz de tratamento das lesões provocadas pelo HPV. É realizada no consultório, sob anestesia local, tem duração aproximada de 30 minutos, sendo o paciente liberado para casa ao final do procedimento. É recomendável o repouso durante o restante do dia.

Dentre as diversas opções de tratamento das verrugas genitais destacam-se principalmente a crioterapia e a cauterizacao. A crioterapia consiste na aplicação de nitrogênio liquido no local das lesões, que costumam cair com cerca de 7 dias, com boa cicatrização. À cauterização por sua vez envolve a anestesia local da área das lesões e a remoção imediata das mesmas através de um bisturi elétrico.

O HPV tem como principal forma de contágio a via sexual, que inclui o contato oro-genital e genital-genital. Dessa forma, o paciente pode apresentar lesões no pênis, ânus, vagina, vulva, colo do útero, boca e garganta. As lesões são características: surgem Verrugas indolores, solitárias ou agrupadas, muitas vezes assintomáticas, nos órgãos sexuais ou em áreas de contato. Como o vírus pode ficar latente no organismo, as lesões podem surgir dias ou até vários anos após uma relação sexual. Existem tratamentos eficazes para a resolução das lesões, entre os quais destacam-se a cauterização com bisturi elétrico e a utilização de substâncias ácidas ou de nitrogênio líquido.

Marcio Falcão Macêdo

Urologista

Fortaleza


As verrugas genitais(HPV) quando em grande número ou tamanho necessitam de tratamento cirúrgico. A eletrocauterização cirúrgica das verrugas genitais idealmente deve ser realizado em ambiente hospitalar mas pode ser realizado em consultório através de anestesia local. Deve ser feito todo protocolo de assepsia como em qualquer outro procedimento cirúrgico. O Paciente retorna as suas atividades normalmente e deve manter um seguimento com seu urologista. Importante nesses casos a investigação da(o) parceira(o).

Lesões genitais por HPV é causa comum de procura por consultório urológico. Seu tratamento varia de acordo com a localização, número e tamanho das lesões, variando desde tratamento com medicações tópicas até a eletrocauterização (uso de bisturi elétrico, sob anestesia local). No caso de lesões pequenas e em pequeno número, conseguimos realizar tratamento no próprio consultório, sem custo adicional (além da própria consulta médica) para nossos pacientes.

As verrugas genitais causadas pelo HPV podem ser tratadas de várias formas. A escolha do melhor tratamento vai depender do número e tamanho das lesões. Lesões volumosas podem ser retiradas no centro cirúrgico. As lesões menores e em pequena quantidade podem ser tratadas com ATA- ácido tricloroacético, em concentrações que podem variar de 70 a 90%, que deve ser aplicado de preferência no consultório pelo médico, sendo que ás vezes pode ser necessária mais de uma aplicação. Outra opção de tratamento é o Imiquimode, um imunomodulador, que pode ser aplicado pelo próprio paciente, de acordo com a orientação do médico.

O HPV é um vírus que infecta exclusivamente os seres humanos e ataca as células do epitélio da pele e da mucosa. É responsável pelo aparecimento de verrugas genitais, conhecidas também como condiloma acuminado ou crista de galo. Mas o que o torna o HPV um vírus de grande relevância médica é o fato dele estar relacionado a cerca de 99% dos casos de câncer de colo do útero, um dos tipos de câncer mais comuns na população feminina. Além de câncer da região da vagina, vulva, ânus e pênis. Existem mais de 200 subtipos de HPV. Nem todos relacionados a potencial de malignidade. Por isso a importância da consulta ginecológica para seu exame de rastreamento anual e prevenção do HPV.

A cauterização das lesões de HPV pode ser realizadas sobre anestesia local. Não é necessário jejum para a realização do procedimento e o paciente pode voltar às suas atividades normais no mesmo dia.

O HPV é a DST mais comum em nosso meio, cerca de 53% dos jovens de 16 a 25 anos de idade são portadores do HPV em fortaleza. O tratamento no homem consiste em destruir as verrugas. A cauterização pode ser: Química, com soluções ácidas que são preparadas e aplicadas no consultório ou em domicílio; Elétrica, requerendo anestesia e feita em ambiente hospitalar; e a Crioterapia, que é a aplicação de nitrogênio liquido, também feita no consultório.

Quando há o aparecimento de verrugas genitais, muitas vezes há indicação de cauterização química dessas lesões. Esse procedimento é feito visando o desaparecimento das lesões. Para o procedimento, é realizado a aplicação de um ácido no local da lesão, devendo esse procedimento ser realizado por um médico, para que não haja intercorrências e o aparecimento de úlceras ou outros ferimentos no local da aplicação. Mesmo após o tratamento, existe a possibilidade do reaparecimento de lesões, e isso acontece porque após termos contato com o vírus da doença, ele passa a estar presente em nosso corpo para o resto da vida, podendo apresentar momentos de recorrência da doença.

Quais profissionais realizam Cauterização de verrugas do hpv?


Todos os conteúdos publicados no doctoralia.com.br, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.